WEB RÁDIO JESUS A VIDA

domingo, 31 de março de 2019

55 ANOS DEPOIS: A VERDADE SOBRE O REGIME MILITAR | 1964-1985

1964: Por quem viveu por dentro. Uma história que você não ouvirá na atual Rede Globo.


A imagem pode conter: uma ou mais pessoas
1º DE ABRIL É A DATA QUE DE FATO DEVERIA SER COMEMORADA



Resultado de imagem para roberto marinho de braços dados com general figueiredo
GEN. JOÃO BAPTISTA E ROBERTO MARINHO**

MATÉRIAS RELACIONADAS:

A VERDADE SOBRE O REGIME MILITAR | 1964-1985  TrexTorg TVhttps://www.youtube.com/watch?v=675b-3b6osE

O GOLPE DE ‘64│ HISTÓRIA DO BRASIL | reVisão

1964 FOI GOLPE? | Vista Pátria

<<< LULA ELOGIANDO A ÉPOCA DA DITADURA >>>
Publicado em 3 de set de 2015
REGIME MILITAR NÃO FOI ORIUNDA DE UM GOLPE EM 1964 DIZ MINISTÉRIO DA DEFESA

https://www.youtube.com/watch?v=fjsryc1rHJA


1964: CRONOLOGIA | MARCHA DA FAMÍLIA COM DEUS PELA LIBERDADE

https://www.youtube.com/watch?v=dzOENN8WiJY

 

MARCHA DA FAMÍLIA COM DEUS PELA LIBERDADE

https://www.youtube.com/watch?v=yxHYl4D-2Hw]


DOCUMENTOS DIZEM QUE ROBERTO MARINHO FOI PRINCIPAL ARTICULADOR DA DITADURA MILITAR **

https://www.sul21.com.br/ta-na-rede/2015/02/documentos-dizem-que-roberto-marinho-foi-principal-articulador-da-ditadura-militar/


Postado do Canal Jair Bolsonaro:


Jair Bolsonaro

                            

sábado, 30 de março de 2019

DENÚNCIAS, ACUSAÇÕES, TROCA DE FARPAS; A NOVA ROTINA DE JEQUIÉ

Nos Bastidores Já Se Fala, Inclusive, Em Novo Pedido De Cassação Do Mandato Do Prefeito

VEREADORA LANINHA E VEREADOR COLORIDO
A queda de braço entre a bancada da minoria e o prefeito Sérgio da Gameleira virou rotina. Tem sido cada vez mais frequentes episódios envolvendo denúncias, acusações, pedidos de esclarecimentos, justificativas, sem falar na troca de farpas tão comum nos últimos meses. Os investimentos que vêm sendo feitos na área da educação são os principais alvos da discórdia. Nesta quinta-feira (28mar19), os vereadores Colorido e Laninha estiveram na sede da Polícia Federal em Vitória da Conquista onde protocolaram novas denúncias contra a gestão municipal de Jequié novamente relacionadas a utilização de recursos oriundos de verbas dos precatórios do FUNDEF. Em Nota, a bancada da minoria acusa a gestão de escalar trabalhadores contratados pela ATIVACOOP na execução de obras de reforma de escolas da rede municipal de ensino. Afirmam que vereadores flagraram tal situação em várias escolas da sede e zona rural, inclusive mostram filmagens realizadas na Escola Municipal Franz Gedeon (Derba), no Jequiezinho. Informam ainda que essas novas denúncias são direcionadas não somente ao prefeito, mas também a secretários e ex-secretários que teriam atestado “pagamentos de obras não realizadas, como também pagamentos realizados antes mesmo do início e conclusão de obras em algumas escolas”.
O OUTRO LADO
O prefeito de Jequié, Sérgio da Gameleira, por sua vez, refuta as acusações, alegando ter respaldo do Ministério Público. Em vídeo, o prefeito mostra documentos, um deles, segundo ele, assinado pela promotora de Justiça, Drª Juliana, em que solicita uma intervenção física na escola, viabilizando ações na cozinha, merenda, estrutura básica de biblioteca, informática, quadra, área pedagógica e segurança. Houve replica dos vereadores Colorido e Soldado Gilvan ambos citados na gravação do prefeito, desta vez apresentando uma planilha de pagamento a empresa, antes negado pelo prefeito. Nos bastidores já se fala, inclusive, em novo pedido de cassação do mandato do prefeito a ser apresentado em breve. Ao que parece, o desfecho desse filme está longe do fim. 
CLIQUE NO LINK A SEGUIR E ACOMPANHE O QUE DIZ O PREFEITO 
https://www.facebook.com/souza.andrade.14/videos/10206170963991294/  


Postado do Blog Jequié e Região:

sexta-feira, 29 de março de 2019

"VOSSA EXCELÊNCIA FOI ELEITO PRESIDENTE DESTA CASA PARA MUDAR. FOI O SEU DISCURSO." - DISSE O SENADOR LASIER MARTINS, CITADO NA MATÉRIA DA FOLHA.

Não podemos fazer de conta que isso não está acontecendo:


Estamos convictos de que a maioria dos magistrados brasileiros não teme e muito provavelmente, no íntimo, deve antes desejar que se instale a comissão, pois o de que se trata não é, por mero capricho ou esporte, perseguir quem quer que seja, mas, sim, depurar uma das mais sagradas instâncias de poder no regime democrático, sobretudo a partir da cúpula, que, infelizmente, tem dado seguidos exemplos de desrespeito às leis, à Constituição e ao puro sentimento de Justiça dos cidadãos prestantes do Brasil.
Conclamamos a todos, portanto, que apóiem a louvável iniciativa do Senador Alessandro Vieira, autor do requerimento de abertura da CPI Lava Toga, e dos demais 28 colegas que o acompanham nesta batalha cívica.
Não podemos deixar que mais esse arquivamento do Davi Alcolumbre impeça uma CPI exigida pela sociedade civil, pela consciência cidadã e por vários Senadores com apoio de vários Deputados Federais.
Reparem a fala do Senador Eduardo Girão, também evocada na matéria da Folha:
"Queria pedir a Vossa Excelência que não transforme essa Casa em uma bastilha. É um momento de pacificação, e nós estamos conseguindo manter isso de forma serena, de uma forma tranquila, o que outras casas não estão conseguindo, mas agora, neste exato momento, é decisivo. Nós não podemos fazer de conta que isso não está acontecendo nesta Casa."
Fazemos da palavra do ilustre Senador Girão a nossa. Não podemos fazer de conta que isso não está acontecendo: precisamos pressionar nas redes sociais, a todo custo, os Senadores e a CCJ - Comissão de Constituição e Justiça para que o colegiado se manifeste a favor dessa CPI.
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

                                                 
Texto e imagem do Perfil de Modesto Carvalhosa no Facebook:
https://www.facebook.com/modestocarvalhosa/posts/httpjovempanuolcombrprogramasjornal-da-manhagrupo-defende-elaboracao-de-nova-con/2000529243597373/


quinta-feira, 28 de março de 2019

“AH... MAS O QUE EU POSSO FAZER?”


Estou vendo muita gente que votou em Bolsonaro dizendo: ”Ah...mas o Bolsonaro mudou de opinião”... NÃO, BOLSONARO NÃO MUDOU DE OPINIÃO. BOLSONARO ESTÁ SENDO ENGOLIDO PELO SISTEMA! 
Você queria o que? Ele lutou sozinho contra toda a imprensa, contra todas as instituições brasileiras, escolas, universidades, CNBB, OAB, com militante que tentou assassina-lo e ele está vivo somente GRAÇAS A DEUS! E ele ganhou. 
Nós jogamos ele na jaula dos leões e o deixamos lá... e agora você vem e diz “ ahhh mas ele não está fazendo nada”. 
Desde que assumiu ele parou de mandar RIOS de dinheiro para toda a imprensa podre desse país que sobrevive graças a verba pública, a GLOBO está se contorcendo sem dinheiro, é ÓBVIO QUE ELA QUER QUE ELE SAÍA. 
Ela não se importa com o Brasil, com os pobres, com os negros, com os gays... ela só quer a fatia que ela acha que pertence a ela do SEU DINHEIRO. ELA VAI FAZER DE TUDO PARA DERRUBAR O BOLSONARO! 
Ele está cercado de leões por todos os lados. São ministros do STF que ganham muito dinheiro com negociatas que vão ter de acabar, são senadores e deputados acostumados com regalias que não pensam nem na possibilidade de perder a boquinha. 
Esses vão fazer de tudo para sabotar o governo. É uma máquina pública inchada de funcionários públicos que querem de volta a mamata anterior e todos contra ele. Nem o “povo” que somos nós,que votamos para ajuda-lo, estamos todos do lado dele! Você sabe o que é não poder confiar em ninguém? 
Este é o BOLSONARO... O Bolsonaro hoje só tem a nós que votamos nele, que acreditamos no projeto de governo dele. Você achou que era só votar nele e voltar para casa, por o bumbum no sofá e assistir a GLOBO acabar com ele? E ainda acreditar nela? Você achou que ele era uma fada com uma varinha mágica?
O BOLSONARO SERÁ ENGOLIDO PELO SISTEMA QUE NÃO QUER QUE NADA MUDE. E ELE SÓ TEM A NÓS. NÃO PODEMOS JOGA-LO NA JAULA COM LEÕES E DEIXA-LO LÁ, SOZINHO. NÃO É JUSTO! NÃO É HUMANO!AGORA MAIS DO QUE NUNCA ELE PRECISA DE NÓS!
“Ah... mas o que eu posso fazer?” 
Eu respondo: Vai atrás de informações reais. Para de compartilhar bobagens e intriguinhas feita pela mídia podre.
SE VIRA QUE VOCÊ NÃO É QUADRADO!
E você que não votou no Bolsonaro, ficar aí torcendo contra não vai melhorar sua vida em nada, a não ser que você se alimente de VENENO!!!

Valéria Machado.


Texto e imagem do Perfil Movimento Brasil a Direita:

terça-feira, 26 de março de 2019

TRISTE DEMAIS | BASE MISSIONÁRIA COMPLETAMENTE DESTRUÍDA | #SOSBEIRA | #...

SOS Vítimas do Ciclone Idai SOS Victims of Cyclone Idai Victimes SOS du cyclone Idai SOS-Opfer des Zyklons Idai





Imagens que causam dor, tristeza, inquietação e ao mesmo tempo gratidão por saber que embora a nossa base missionária na cidade da #Beira esteja completamente destruída, Deus ouviu nossas orações e os nossos missionários que ali se abrigavam durante a passagem do #CYCLONE IDA estão milagrosamente vivos. Enfim, pudemos vê-los num breve vídeo reacendendo a nossa esperança e impulsinando-nos á avançar rumo a reconstrução da nossa ferramenta de fazer o bem.

🙌PEDIDO DE #ORAÇÃO
Pelas equipes que trabalham no salvamento das pessoas que ainda se encontram em zonas de risco. 🤲 AJUDE-NOS a AJUDAR, doando a partir
de R$ 1,00 para o apoio aos irmãos afetados que recorrem a nós em busca de socorro. https://pag.ae/7UyFrVi61 DOAÇÃO PAYPAL

E-MAIL: admin@pieia.org  
LINK para download dos slides: https://drive.google.com/folderview?i...

🤝Juntos em Oração & Missão. 

🙋🏽‍♀Miss. @lamukathay




Canal do YouTube:

segunda-feira, 25 de março de 2019

SERIA ESTA MAIS UMA PEÇA DO TABULEIRO DE XADREZ DO SUPREMO BOLIVARIANO DO FORO DE SÃO PAULO???

Desembargador que soltou Temer ficou 7 anos afastado do cargo

Divulgação
Antonio Ivan Athié foi alvo de uma ação do Superior Tribunal de Justiça (STJ)
sob acusação de estelionato e formação de quadrilha, em 2004


O desembargador federal Antonio Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), responsável pela soltura, nesta segunda-feira (25/3), do ex-presidente Michel Temer, do ex-ministro Moreira Franco e de João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, ficou afastado do cargo durante sete anos, por ter sido alvo de uma ação do Superior Tribunal de Justiça (STJ) sob acusação de estelionato e formação de quadrilha, em 2004.

Um inquérito contra ele, com as mesmas acusações, foi arquivado em 2008 pelo STJ a pedido do Ministério Público Federal. O órgão alegou não ter encontrado provas a respeito de Athié ter proferido sentenças em conluio com advogados. Ele retomou às atividades em 2011, após decisão do STJ. O habeas corpus encaminhado ao Supremo Tribunal Federal pela defesa de Athié foi acatado em 2013 para trancar a ação contra o desembargador.
Athié é presidente da primeira turma especializada em direito penal, previdenciário e da propriedade industrial. O julgamento do habeas corpus de Temer e dos demais acusados estava na pauta da sessão da próxima quarta (27). Athié é relator do caso. Os encontros da primeira turma do TRF-2 são semanais às quartas, compostos por Athié, Paulo Espírito Santo e Abel Gomes.
Os votos em colegiado de Athié são polêmicos. A primeira turma do TRF-2 é responsável pelo julgamento da Operação Pripyat, desdobramento da Lava Jato no Rio responsável pelas investigações referentes à Eletronuclear. Athié era relator do processo contra o ex-presidente da companhia Othon Luiz Pinheiro e votou favoravelmente para revogar a prisão preventiva do empresário, determinada pelo juiz Marcelo Bretas.
Foi nesta sessão que o desembargador comparou propina a gorjeta: “Nós temos que começar a rever essas investigações. Agora, tudo é propina. Será que não é hora de admitirmos que parte desse dinheiro foi apenas uma gratificação, uma gorjeta? A palavra propina vem do espanhol. Significa gorjeta”, justificou.

Polêmicas com bicheiros       

Athié também envolveu-se em polêmicas referente ao bicheiro Carlinhos Cachoeira e o ex-presidente da construtora Delta Fernando Cavendish, sob acusações de lavagem de dinheiro.
O Ministério Público Federal solicitou o afastamento de Athié do caso após ter concedido habeas corpus aos investigados. Antes que a decisão fosse tomada, o desembargador declarou-se impedido O MPF alegou que Athié é amigo do advogado de Cavendish, Técio Lins e Silva.
Em dezembro de 2016, a ex-primeira dama do Rio de Janeiro Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador Sérgio Cabral, ainda estava detida. Athié foi o único desembargador que defendeu prisão domiciliar para Adriana, sob a justificativa de que ela deveria cuidar dos filhos. Em março de 2017, Bretas concedeu prisão domiciliar à ex-primeira dama e em agosto do ano passado, ela foi liberada da prisão domiciliar também por Bretas.

MATÉRIA RELACIONADA:

Postado Do Portal Metropoles:

domingo, 24 de março de 2019

O CRIME CONTRA A UNIDADE FEDERATIVA DO BRASIL???

Oito governadores do Nordeste resolvem romper com o Governo Bolsonaro


OITO GOVERNADORES INSURGENTES - REBELIÃO CONTRA O GOVERNO FEDERAL

Trata-se de um verdadeiro rompimento político e administrativo. Os governadores lulopetistas não têm cacife para o confronto e vão prejudicar seus Estados.

O comunista Flávio Dino, Maranhão, fala irado, tendo ao lado a lulopetista potiguar Fátima Bezerra. É toda a vanguarda do atraso reunida num só lugar.

Os oito governadores lulopetistas do Nordeste lançaram um violento, reacionário e rancoroso manifesto de caráter desafiador contra o governo Jair Bolsonaro. Assinaram o infame documento: Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe e 1 vice-governador (Alagoas).

Os governadores nordestinos são contra tudo: reforma da Previdência, posse de armas, desvinculação dos gastos obrigatórios.

Os insubmissos rejeitam qualquer diálogo com o govgerno e avisam que querem“dialogar apenas com os 153 deputados federais e 27 senadores” da região para pressioná-los a votar no Congresso de acordo com o que descreve a “Carta dos Governadores do Nordeste”, lançada ontem.

Os governadores também investirão na criação do Consórcio Nordeste”, uma entidade que terá funções políticas e jurídicas.


Postado do Blog Chumbo Grosso:

Imagem:
https://www.poder360.com.br/economia/governadores-do-ne-lancam-carta-contra-previdencia-e-politicas-de-bolsonaro/

sexta-feira, 22 de março de 2019

NOVO PEDIDO DE IMPEACHMENT CONTRA O PREFEITO DE JEQUIÉ – SÉRGIO DA GAMELEIRA É PROTOCOLADO PELO JOVEM MILITANTE SOCIAL E DE MORAL ILIBADA!!! SERÁ QUE OS VEREADORES NOVAMENTE DARÁ MANUTENÇÃO DO PREFEITO NO PODER OU ATENDERÁ O CLAMOR DA COMUNIDADE ABANDONADA PELO EXECUTIVO E PELO LEGISLATIVO???

Queremos respeito e transparência!



No uso das minhas atribuições de cidadão Jequieense, eu, Guga Figueredo, acabei de ingressar com um novo pedido de impeachment, solicitando da câmara municipal de Vereadores de Jequié o afastamento imediato do atual gestor municipal.

Precisamos de muitas explicações, não podemos de forma alguma suportar mais tantos descasos e tantas falta de respeito com o povo Jequieense. Queremos respeito e transparência!


A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé
GUSTAVO FIGUEREDO - PETIÇÃO INICIAL

A imagem pode conter: texto
PROTOCOLADO NA CÂMARA DE JEQUIÉ - PEDIDO DE AFASTAMENTO

Olá meus amigos e minhas amigas de Jequié, cidade amada e querida!

Na tarde de ontem (21) ingressei na Câmara de Vereadores de Jequié, Casa Legislativa e legítima representante do povo, em um pedido de apuração e, por conseguinte, afastamento do prefeito de Jequié Sérgio da Gameleira, pelo cometimento de Infração político administrativo no que se refere ao uso dos recursos dos precatórios do FUNDEF.
É de conhecimento de todos que Jequié recebeu em 2017 cerca de R$ 182 milhões de Reais de precatórios que somando a juros e correções chegou se ao montante de 205 milhões de reais.
O município de Jequié em Janeiro de 2018, por meio de licitação e contrato com a empresa BMV, destinou cerca de R$ 9 milhões para ser investidos nas reformas das unidades escolares da sede e da zona rural.
Após visitas dos vereadores, do Conselho de educação e da comissão de reformas, foram detectadas várias inconformidades entre os valores pagos e as obras executadas, em várias escolas em Jequié, exemplo da denúncia em questão, na escola Gersino Coelho, onde foi pago em fevereiro cerca de 62 mil reais para aquela unidade escolar.
Acontece que, dos valores destinados e pagos pela prefeitura a empresa BMV, para reformar a escola Gersino Coelho, cerca de 28 mil reais não foram identificados em obras, como consta de infraestrutura e superestrutura, conforme planilha apresentada no TCM, o que nos revela claramente que o prefeito realizou de forma antecipada o pagamento de obra não realizada, o que configura clara e evidente ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA e por conseguinte, Infração político administrativo passivo de cassação de mandato, conforme estabelece o Decreto Lei 201.
Esperamos que a Casa do Povo, que nesse momento possui o papel de agente julgador, possa ACOLHER a denúncia e tomar as medidas cabíveis no sentido de proteção do bem público.
Esperamos que dessa vez se fizesse valer a frase "Todo Poder emana do povo e em seu nome deve ser exercido".

Por  : Guga Figueredo (Guga)


Postado do Perfil na Rede Social de Guga Figueredo:


quinta-feira, 21 de março de 2019

QUEM É O BERLUSCONI BRASILEIRO? QUEM É O BERLUSCONI BRASILEIRO?


Opinião!!!







pt psdb operação lava jato corrupção
Mãos Limpas à brasileira

Estou desolada com a decisão do Supremo. Lamentavelmente eles prepararam um enterro de luxo para a Lava Jato, em diabólica armação, ao que tudo indica saída da mente brilhante de Gilmar Mendes. O mais grave é que eles sabem perfeitamente que a Justiça Eleitoral não está preparada para atender ao que eles determinaram.
Os juízes eleitorais são juízes emprestados da Justiça Comum, com mandato de dois anos e portanto sem as garantias que dão ao magistrado independência. Eles são escolhidos pelo Tribunal de Justiça, e percebem uma polpuda gratificação que hoje está na faixa de oito mil reais mensal, pois o jeton por sessão é de R$ 914,13 e o número de sessões é de, no mínimo, de 8 sessões. Essa gratificação não está sujeita a imposto de renda e se agrega integral à remuneração do magistrado. O jeton e o prestigio curricular faz com que as indicações sejam altamente cobiçadas e sempre acompanhadas de forte interferência política.
O mesmo ocorre nos Tribunais Regionais Eleitorais, formado de desembargadores e advogados escolhidos por critério meramente político, o que se repete na escolha dos ministros representantes do quinto constitucional no Tribunal Superior Eleitoral.
/
A sistemática, portanto, retira do juiz eleitoral as garantias da inamovibilidade e da irredutibilidade de vencimentos. Portanto, não se diga apenas que falta estrutura burocráticas para atuar a Justiça Eleitoral na apuração de complexos processos de corrupção de políticos, enfrentando os mais hábeis e enturmados advogados, regiamente pagos. A falta de estrutura é uma dificuldade contornável, mas a falta de garantia dos magistrados eleitorais é incontornável e os torna vulneráveis. A decisão do Supremo foi premeditadamente preparada para acabar com a Lava Jato, repito. Primeiro veio a portaria do Presidente da Corte, sem limites objetivos ou subjetivos, como instrumento de intimidação, ardentemente concebida como mordaça.
Depois partiram para a desconstrução de uma Operação que só fez enaltecer o Judiciário Brasileiro e pela primeira vez na história desse país chegou até os corruptos de colarinho branco e parlamentares. O enterro foi arquitetado com esmero e já antecipando o alcance já indicam alguns ministros a possibilidade de ser dado efeito retroativo e assim anular muitas das condenações da Lava Jato, ou seja um apagar quase tudo para começar de novo.
Mas não é só. Pela forte manifestação de Gilmar foi dado início à desconstrução da reputação dos investigadores, tal como aconteceu na Itália com a Operação Mãos Limpas.
Só nos falta, agora, saber quem será o nosso Berlusconi.

Ministra Eliana Calmon

Postado do Blog Márcia Célia Leão:

quarta-feira, 20 de março de 2019

LAVA JATO E MÃOS LIMPAS: DIFERENÇAS E SEMELHANÇAS

Os Maestros da Operação Lava Jato

OS CONCURSEIROS: DI PIETRO & MORO
A Operação Mãos Limpas (em italiano, Mani Pulite) tem diferenças e semelhanças com a Lava Jato brasileira, embora ambas tenham sido criadas com o intuito de desestabilizar a política dos dois países – Itália e Brasil – criando um novo arranjo político-institucional.
DI PIETRO E MORO
Di Pietro e Moro são os concurseiros com a cara do golpismo moderno. Di Pietro estudou Direito na Universidade dos Estudos de Milão e em 1981 se tornou juiz da comarca de Bergamo (região norte da Itália), após aprovação em concurso público.
Quatorze anos depois, Moro, hoje o titular da Lava Jato, também se forma em Direito pela Universidade Estadual de Maringá, fundada por seu pai, Dalton Moro, e se torna Juiz Federal da 4ª região (Paraná) em 1996, após aprovação em concurso público de 4 fases.
ORIGEM DA MÃOS LIMPAS
A Mãos Limpas começou na cidade de Milão, nos anos 90, com 4 juízes e 2 procuradores atuando na operação. O juiz titular da Operação era Antonio Di Pietro. Coincidência (ou não) o juiz titular da Operação Lava Jato também tem um sobrenome de origem italiana: Sergio Moro.
Mãos Limpas seria um prosseguimento da investigação contra o Banco Ambrosiano, instituição financeira privada criada por padres italianos, acusada de realizar operações ilegais da Loja Maçônica P2, do Banco do Vaticano e da máfia. As operações ilegais do banco podem estar por trás da estranha morte do Papa João Paulo I (que queria aprofundar as investigações nas finanças do Banco do Vaticano).
O banco também foi usado pelos norte-americanos contra o Contras da Nicarágua e o Sindicato Solidariedade da Polônia, como forma de patrocinar conflitos e golpes nesses países (em virtude da ascensão dos governos de esquerda e a “guerra” contra o comunismo).
SEMELHANÇA DO AMBROSIO COM O BANESTADO
Muito parecido com o Ambrosio é o caso do Banestado, banco público paranaense (depois privatizado no governo FHC), usado para lavar dinheiro e levar recursos para paraísos fiscais. Moro também foi o juiz responsável pela operação judicial que investigava a ida ilegal de dinheiro para o exterior, através das contas CC5. Os recursos ilegais foram fruto das privatizações e acordos espúrios, ocorridas durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique.
A CAÇA A NOMES NACIONALISTAS
Enquanto hoje, Moro caça Odebrecht, Pessoa e outros nomes da engenharia nacional, Di Pietro, no seu tempo, prendeu o engenheiro e membro do Partido Socialista Italiano (PSI), Mario Chiesa. Chiesa, preso e torturado por Di Pietro, revelou um suposto esquema de uso de contas na suiça para desvio de recursos públicos.
É ou não é a cara da história do Triplex do Lula e do suposto uso de “offshores” pelo ex-presidente?
Falando em Triplex, a operação italiana também representou uma verdadeira caçada a líderes de esquerda em todo o país, incluindo Bettino Craxi, líder do PSI. O PSI ganhou eleições importantes, como as de Roma e vinha crescendo na preferência do eleitorado.
É possível traçar (guardadas as proporções entre os sistemas políticos-eleitorais italiano e brasileiro) um paralelo com a ascensão do PT após 2003, cujas vitórias sucessivas culminaram em um conjunto de ações midiáticas e judiciais para tirá-lo do poder.
A caçada da Mãos Limpas contra Craxi (que morreu durante as investigações) é a mesma que fazem hoje contra Lula, perseguido politicamente por Moro et caterva de forma implacável.
DI PIETRO, MORO E A OPINIÃO PÚBLICA
O apoio da imprensa foi fundamental para que a população italiana apoiasse as ações guiadas de Di Pietro. Prova disso foram as pesquisas de sondagem, feitas durante a operação, que mostravam o juiz com mais de 80% de aprovação, o que pavimentou seu caminho para a política. Recebeu tratamento da mídia italiana e da opinião pública de “herói”, com direito a cartazes, faixas penduradas nas sacadas dos prédios e até “brindes”.
Mais uma vez podemos traçar um paralelo com Moro, alçado pela opinião pública nacional e internacional, com apoio da velha mídia brasileira (e da mídia norte-americana), à condição de herói. Uma publicação norte-americana retrata Moro com a roupa dos “caça fantasmas”, sugerindo seu “combate à corrupção”. PHA mostrou que a revista tem FHC no conselho editorial, mas a mídia tupiniquim escondeu esse (importante) detalhe.
No Brasil, Moro é admirado pela velha mídia e pelos coxinhas. Da Globo, recebeu o prêmio “Faz a Diferença”, prêmio também recebido por Joaquim Barbosa, ex-ministro do STF, pelos serviços prestados à Casa Grande. Dos coxinhas, recebe flores, tira fotos e posa de “popstar” nos poucos lugares em que apareceu publicamente. E não só: usa palestras, mobilizando a classe média para legitimar o golpe institucional via Judiciário.
AS ESTATAIS DE PETRÓLEO
Muito se fala do rearranjo político, promovido pela Mãos Limpas (Di Pietro largou a magistratura para se dedicar a política e fundar um partido), mas pouco se fala das consequências dessa operação para a estatal de petróleo daquele país: a AGIP. Criada em 1953 (mesmo ano da Petrobrás), a AGIP (sigla para Azienda Generale Italiana Petroli ou Empresa Pública Italiana de Petróleo) era uma estatal do ramo do petróleo, com capital 100% público e controlada pelo governo italiano.
O envolvimento da estatal na operação, supostamente usada para desviar recursos para financiamento ilícito de partidos políticos, acabou gerando como consequência política sua privatização, em 1995, adquirida pelo grupo ENI, da qual manteve apenas o antigo logotipo (o cão com 6 patas que cospe fogo sob o fundo amarelo e letras na cor preta).
A Petrobrás, do mesmo ano da AGIP, também foi alvo de ações semelhantes na Lava Jato, ao ter sido colocado no olho do furacão, acusada de ser usada para financiar campanhas eleitorais de Dilma Rousseff, através da irrigação em contas dos empreiteiros nacionais.
As acusações envolvendo a estatal brasileira vão além de um mero combate à corrupção, mas servem de base para ações contra o PT no TSE, promovidas pelo PSDB, e álibi para justificar sua privatização. É comum ouvir da boca de parlamentaristas oposicionistas de que a Petrobrás está sob “má gestão”, “corrupção”, “rapina”, etc.
Qualquer semelhança com a AGIP não é mera coincidência…
OS EUA E OS PARTIDOS DE ESQUERDA
A guerra fria entre Estados Unidos e União Soviética (atual Rússia) nos anos 50-80, foi o pano de fundo para uma caça a partidos e líderes identificados com as ideias de esquerda.
A Mãos Limpas isentou o Partido Comunista Italiano (PCI). O partido capitalizou politicamente com a Mãos Limpas e vários de seus líderes aproveitaram a investigação para blindar do sentimento anticomunista, garantido assim apoio popular com a veiculação de discursos e trechos de seus líderes, a favor da investigação (um pouco como o que o PSDB faz hoje com a Lava Jato).
Prova disso é que o PCI, anos 70, foi considerado o maior partido de esquerda da Europa. Dentro da Itália, fez contraponto à Democracia Cristã, principal força política do país até então.
Com uma visão próxima da social-democracia (hoje praticada pelo PT), Enrico Berlinguer, então presidente do partido, propôs um “compromisso histórico” dos comunistas com os cristãos, a fim de unir o país. Mas o acordo acabou não se concretizando, por causa da morte do líder cristão e ex-primeiro ministro Aldo Moro pelas Brigadas Vermelhas.
E onde os EUA entram nisso? Ora, a morte de Aldo pelos Brigadas Vermelhas foi patrocinada pelos EUA, através de grupos clandestinos situados na OTAN, chamados “Stay Behind”. Na Itália o nome do grupo era Gladio, supervisionado pela CIA. A morte de Aldo foi exatamente impedir a ascensão e a vitória dos comunistas no poder. 
No Brasil, a coisa anda de um jeito diferente: a Lava Jato não é capitalizada pelo partido de esquerda no governo, o PT, mas sim pela oposição, capitaneada pelo PSDB e que sofre com a falta de propostas, militância política e votos e identificação dos eleitores (principalmente os mais humildes) com suas plataformas privatizantes.
Contudo, o objetivo da Lava Jato é o mesmo da morte de Aldo: enfraquecer o PT no poder e minar qualquer possibilidade de união entre as forças antagônicas nacionais, fortalecimento da soberania nacional e crescimento do nosso processo econômico.
As pegadas norte-americanas apareceram através de investigação de blogueiros, mostrando a relação entre empresas donas do Triplex em Parati com a Monsak Fonsesa, offshore que financia golpes e atentados terroristas no mundo todo, sob coordenação do governo norte-americano.
O RESULTADO POLÍTICO DA MÃOS LIMPAS E AS LIÇÕES DA LAVA JATO
Não sabemos ainda as consequências da Lava Jato para o futuro do país, mas alguns indícios mostram que ela produziu efeitos catastróficos na economia: queda do PIB, redução dos contratos de grandes obras, desemprego nas áreas de engenharia pesada, entre outros. Na Operação Mãos Limpas, uma das principais consequências foi a pavimentação da carreira política de Di Pietro.
Em 1997, abandonou de vez a magistratura e assume a carreira política. Primeiro pelo centro, mas recebeu convites da direita (como do empresário e político Silvio Berlusconi). Três anos depois, DI Pietro funda o “Itália de Valores”, classificado como um partido autônomo, com orientação “nem de esquerda, nem de direita”.
Estranho, mas a Rede me lembra muito esse Itália de Valores?
Não sabemos ainda se Moro irá galgar carreira política após a Lava Jato. O fato concreto é que além da privatização da estatal de petróleo, a Mãos Limpas acabou rachando politicamente o país. Hoje, os italianos amargam PIBs negativos, como resultado da vinculação à política neoliberal norte-americana, muito fruto desse racha e do enfraquecimento de suas estatais, por força da operação judicial.
A lição para a Lava Jato é a seguinte: sair do ciclo vicioso requer diálogo e consenso para superar a crise política e econômica. Com a prisão de Lula hoje, será que o Moro ajudou a “rachar” o país, como a morte do outro Moro, o ex-premier italiano?
A conferir…
Postado do ‘Blog Jornal GGN: