WEB RÁDIO JESUS A VIDA

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

EM 2020 NÃO RECLAME! APENAS LEMBRE QUE SEU VEREADOR VOTOU CONTRA A COMUNIDADE E TE FALTOU COM RESPEITO! LEMBRE-SE DE CADA BURACO QUE VOCÊ PASSA É CULPA DO SEU VEREADOR QUE NEGOCIOU CARGO COM O EXECUTIVO!!!!

Por 10 votos a 8, pedido de impeachment do prefeito Sergio da Gameleira é arquivado


Foi votado nessa quarta-feira (27) o pedido de impeachment feito pelo professor Reginaldo Barros contra o prefeito Sergio da Gameleira (PSB). Sendo necessário o voto de 2/3 da casa para que o prefeito fosse afastado, a oposição conseguiu ao todo 8 votos a favor do impeachment, enquanto 10 vereadores votaram contra o afastamento.
Os vereadores que votaram contra ao impeachment foram:
Beto de Lalá
Roque Silva






Guião
Zé Simões








Ivan do Leite
Guina







Marcinho
Pastoleiro








Gutinha
Fiin.











Os vereadores que votaram a favor do afastamento foram: Colorido, Joaquim Caires, Laninha, Soldado Gilvan, Dorival Júnior, Reges Silva, Careca e Tinho.
Ronny Brayner – Jornalista


Postado do Blog Jequié Repórter:

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

BOLSONARO E GUAIDÓ REÚNEM-SE NESTA QUINTA-FEIRA NO PALÁCIO DO PLANALTO

Encontro não terá formalidades de visita de Estado

Venezuela, Juan Guaidó
JUAN GUAIDÓ - PRESIDENTE INTERINO DA VENEZUELAStringer/Direitos reservados
O Presidente Jair Bolsonaro receberá Juan Guaidó, autoproclamado presidente interino da Venezuela, nesta quinta-feira (28), às 14h, no Palácio do Planalto. O encontro foi confirmado na noite de hoje (27) pelo porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros. Apesar de o Brasil reconhecer Guaidó como presidente interino da Venezuela, o encontro não será tratado como uma visita de Estado.
De acordo com Rêgo Barros, Guaidó ficará na Base Aérea de Brasília após sua chegada, por volta da meia-noite. Ele será recebido pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, responsável por acompanhá-lo durante a visita. O encontro com Bolsonaro não terá formalidades de chefe de Estado. O presidente receberá Guaidó em seu gabinete.
“O presidente abriu sua agenda para recebê-lo no Planalto, cumprimentá-lo. E o prosseguimento dessa visita e aquilo que venha a ser tratado estará sob a batuta do ministro Ernesto. Ele [Guaidó] não será recebido com as formalidades, será recebido diretamente no gabinete do presidente”, disse o porta-voz.
No mês passado, o Tribunal Supremo de Justiça proibiu Guaidó de deixar o país e congelou suas contas. A Corte atendeu a um pedido do procurador-geral da Venezuela, Tarek William Saab, aliado do presidente Nicolás Maduro. Apesar da decisão judicial, o presidente interino foi à Colômbia para articular a entrega de ajuda humanitária e prometeu retornar à Venezuela em breve.
O porta-voz da Presidência não informou se Guaidó voltará ao seu país pelo Brasil ou se o Governo Federal ajudará o venezuelano no retorno.

Violência

Nos últimos dias, o clima de confronto dominou a região fronteiriça da Venezuela com o Brasil e a Colômbia. Por ordem de Maduro, a fronteira com o Brasil foi fechada. Houve dificuldades para o transporte da ajuda humanitária internacional com registros de mortos e feridos. Segundo relatos, militares venezuelanos atiraram na direção de civis desarmados.
Para Maduro, há uma orquestração internacional, liderada pelos Estados Unidos e Colômbia, com o objetivo de promover uma intervenção na Venezuela. Ele e aliados negam a existência de crise humanitária no país.
Postado do Portal Agencia Brasil EBC:



terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

VEREADORES DA MINORIA DENUNCIAM NO MINISTÉRIO PÚBLICO ASSÉDIO MORAL EM COOPERADOS DA ATIVACOOP

O Prefeito Municipal está utilizando do cargo que ocupa para atrapalhar a instrução do processo de cassação


Com a obrigação nobre que o cargo nos impõe, principalmente, na função de Vereador do Município de Jequié e, amparado pelo inciso LXXIII do artigo 5º da Constituição Federal, considerando as funções precípuas desse Ministério Público, na forma do artigo 129 da Carta Maior, que tem a obrigação do zelo pelo efetivo respeito aos Poderes Públicos e dos serviços de relevância pública e direitos assegurados na citada Constituição e, considerando a promoção de medidas necessárias para a garantia, a proteção do patrimônio público, social, dos interesses difusos e coletivos, requeremos, neste documento, que serve de instrumento de denúncia, para que sejam tomadas as devidas providências pela Promotoria Pública no intuito da apuração, fiscalização e, por conseguinte, correção e reparação ao USO DO PODER POLÍTICO PARA INTIMIDAR OS VEREADORES A VOTAREM CONTRA A APURAÇÃO DE IRREGULARIDADES APONTADAS NA DENUNCIA PROTOCOLADA NA CAMARA DE VEREADORES e de ASSÉDIO MORAL AOS TRABALHADORES COOPERADOS DA EMPRESA ATIVACOOP PELO PORTA VOZ DO PREFEITO DE JEQUIÉ, OS QUAIS SÃO OBRIGADOS A IREM À SESSÃO DA CAMARA PARA PRESTAR APOIO A GESTÃO, conforme transcrição de áudio.  

DOS FATOS:   
Na segunda feira (18/02/2019), os blogs da cidade de Jequié e membros dos mais diversos grupos em redes sociais, começaram a divulgar que seria dado entrada na Câmara de Vereadores de um suposto pedido de afastamento do Prefeito Municipal Luiz Sergio Suzarte por Infração Político Administrativo na utilização de recursos de precatórios do FUNDEF.     

Daí em diante, começou uma grande movimentação por parte da Gestão Municipal, para lotar a Câmara de Vereadores, numa prática contumaz, quando matérias desfavoráveis ao Governo Municipal chega até a Casa de Leis. Só que o que se observou dessa vez, numa ação de desespero por parte de membro contratado da cooperativa de nome Tomas de Aquino Carvalho Onofre, esse que possui fortes ligações com o prefeito do município, que chegou a usar de assédio moral aos trabalhadores, na tentativa de lotar a câmara numa demonstração de força e apoio ao prefeito.       
Vejamos o que diz o áudio conforme transcrição: 
Transcrição de áudio datado em 19/02/2019


[...] boa noite à todos, boa noite à todas. Eu tô chegando nessa noite aqui, dessa terça feira, primeiro apara agradecer aquelas pessoas que foram na Câmara de Vereadores e segundo para PUXAR A ORELHA (Tom ameaçador) de quem está no conforto. NÃO TÔ BRINCANDO NÃO (Tom ameaçador). PUXAR A ORELHA de quem acha que está no conforto. Ou veste a camisa, ou dá às caras, ou sai fora (ameaças). O negócio é sério!!!. A gente tem que tá dando às caras pra defender a Gestão. Amanhã a partir de três horas. Eu tô falando aqui, como cooperado, tô defendendo a minha Gestão. E eu gostaria que todos entendessem do meu jeito. Eu fui o primeiro a chegar lá hoje na Câmara de Vereadores. Teve lá uma parte de cooperados, teve, mas bem pouco em relação a quantidade de cooperados que nós temos, principalmente trabalhando. Então, eu conclamo aqui, tô falando, manifestando nê, o NOSSO COMPROMISSO POLITICO QUE NÓS TEMOS COM ESSA GESTÃO, e amanhã é dia de defender ela. 

Os fatos aqui narrados e comprovados através das provas em anexo, atestam o uso do poder político por parte do Prefeito Municipal para tentar impedir a votação ou até mesmo intimidar os Vereadores a votarem a favor do Prefeito.      
O ato perpetrado pelo preposto da Prefeitura e porta voz do Prefeito, o senhor Tomas, em ameaçar e assediar moralmente os prestadores de serviços da prefeitura (através da ATIVACOOP) claramente configura que o Prefeito Municipal está utilizando do cargo que ocupa para atrapalhar a instrução do processo de cassação na câmara de vereadores e o seu pleno andamento.
Neste momento não estamos falando de indícios ou mera probabilidade, estamos falando da configuração do uso da máquina pública em proveito próprio, para atrapalhar o pleno andamento do processo do qual será investigado.    

Tão antigo quanto o trabalho, o assédio moral caracteriza-se por condutas que evidenciam violência psicológica contra o empregado. Na prática o ato de expor o empregado a situações humilhantes (como xingamentos em frente dos outros empregados), exigir metas inatingíveis, negar folgas e emendas de feriado quando outros empregados são dispensados, agir com rigor excessivo ou colocar "apelidos" constrangedores no empregado, são alguns exemplos que podem configurar o assédio moral.  

São atitudes que, repetidas com frequência, tornam insustentável a permanência do empregado no emprego, podendo causar danos psicológicos e até físicos, como doenças devido ao estresse causado pelo assédio. Os distúrbios mentais relacionados com as condições de trabalho são hoje considerados um dos males da modernidade. Algumas das novas políticas de gestão exigem que as pessoas assumam várias funções, tenham jornadas prolongadas, metas cada vez mais acirradas, entre outras situações que por si só, causam fadigas mentais e físicas. Para o empregado, não aceitar tais imposições é correr o risco de ser demitido, já que dificilmente faltam substitutos, principalmente no ambiente político.        

Ressalte-se que a configuração do assédio moral é o ato repetitivo, ou seja, é caracterizado por ações reiteradas do assediador. Portanto, devem-se diferenciar acontecimentos comuns e isolados que ocorrem nas relações de trabalho (como uma "bronca" eventual do chefe) das situações que caracterizam assédio moral. Se constantemente a pessoa sofre humilhações ou é explorada, aí sim temos assédio moral.

Diante do exposto, requeremos à Vossa Senhoria, providencias no intuito de apurar, o uso da máquina pública para atrapalhar o andamento do Processo de Cassação na Câmara de Vereadores e apurar o assédio moral aos trabalhadores cooperados da empresa ATIVACOOP, os quais são obrigados a irem à sessão da Câmara de Vereadores para prestar apoio a gestão, obrigados pelo porta voz do prefeito de Jequié Tomas de Aquino Carvalho Onofre, cooperado contratado. 


Texto e produção:        

Admilson Nascimento Santos,
Daubti Rocha Guimarães,
Gilvan S. Santana
Joselane Ferreira
Joaquim Caires
Reges Pereira Silva
Emanuel Campos

Postado do Blog de Júnior Mascote:

EM CONSELHO DA ONU, DAMARES DIZ QUE BRASIL SE PREOCUPA COM VIOLAÇÕES AOS DIREITOS HUMANOS NA VENEZUELA

Ministra da Família e Direitos Humanos teve primeiro compromisso internacional desde que assumiu o cargo. Ela lembrou da tragédia de Brumadinho, que completa um mês nesta segunda.



A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas a sorrir, texto

A ministra Damares Alves, da Família, Mulher e Direitos Humanos, disse nesta segunda-feira (25) em um conselho da Organização Mundial das Nações Unidas (ONU) que o Brasil se preocupa com "persistentes violações de direitos humanos" na Venezuela.


Damares fez um discurso de 15 minutos durante a sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra, na Suíça. Esse foi o primeiro compromisso internacional da ministra desde que ela assumiu o cargo.
Na sua fala, Damares chamou o governo do presidente venezuelano Nicolás Maduro de ilegítimo.

"Não poderia deixar de expressar a preocupação do governo brasileiro com as persistentes e sérias violações de direitos humanos cometidas pelo regime ilegítimo do ditador Nicolás Maduro", disse a ministra.
O fim de semana foi de confrontos em áreas de fronteira da Venezuela. Maduro fechou a fronteira com o Brasil para frustrar os planos, defendidos pelo opositor Juan Guaidó, de envio de ajuda internacional para o país. Manifestantes entraram em confronto com o exército venezuelano.

"O Brasil apela à comunidade internacional a somar-se ao esforço de libertação da Venezuela, reconhecendo o governo legítimo de Guaidó e exigindo o fim da violência das forças do regime contra sua própria população", afirmou Damares.

No domingo (24), o Itamaraty já havia, por meio de nota, condenado "os atos de violência perpetrados pelo regime ilegítimo do ditador Nicolás Maduro".
Após os distúrbios dos últimos dias, a segunda-feira começou com situação tranquila na fronteira. Do lado venezuelano, há uma barreira de militares, como tem ocorrido nos últimos dias. Do lado brasileiro, a barreira de agentes da Força Nacional, que havia sido montada no domingo, após confrontos, foi substituída pela presença de alguns agentes e viaturas Polícia Rodoviária Federal.

A alta comissária de Direitos Humanos da ONU, Michelle Bachelet, ex-presidente do Chile, também falou sobre a situação da Venezuela em discurso no conselho. Ela disse que espera o fim da violência no país.


"Todos os dias, nós lidamos com muitos desafios no planeta. Os olhos do mundo têm se voltado para Venezuela, especialmente nos últimos dias. Ontem [domingo] meu gabinete emitiu uma nota sobre a situação. Nós esperamos o fim da violência, e o respeito aos direitos humanos será parte da solução", afirmou Bachelet.

Brumadinho


A ministra também abordou no discurso a tragédia de Brumadinho (MG), que completa um mês nesta segunda. Centenas de pessoas morreram após o rompimento da barragem da mineradora Vale.

"Como demonstrou a recente tragédia em Brumadinho, a ação ou omissão de empresas pode ter consequências concretas sobre os direitos humanos, notadamente o direito à vida", disse Damares.
Ela ainda afirmou que o governo "tem atuado para responder de forma firme a essa tragédia e evitar que novos desastres ocorram no futuro".

 

Ações do ministério


Damares listou em seu discurso as ações que, segundo ela, vão nortear sua pasta ao longo do governo. A ministra citou políticas públicas para proteção a mulheres, crianças, índios e pessoas LGBT.

"O Brasil continuará, senhoras e senhores, plenamente engajado com o sistema internacional de direitos humanos", disse a ministra.
Sem citar especificamente a palavra aborto, ela afirmou que defende a vida desde a concepção.

"Defenderemos tenazmente o pleno exercício por todos do direito à vida desde a concepção e à segurança da pessoa", concluiu Damares.

 



Postado do Portal G1:

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

HOMEM DE CORAGEM...

Retrato da Semana!

Coronel do Exército Brasileiro, José Jacaúna, foi sozinho dar ultimato para as tropas bolivarianas de Maduro, para pararem de jogar bomba de gás e dar tiros contra território brasileiro.

A imagem pode conter: pessoas em pé, céu e ar livre

José Jacaúna de Souza, responsável por operações em Pacaraima,

defendeu que o governo de Jair Bolsonaro tome "medidas diplomáticas"

MATÉRIA RELACIONADA:

'Nunca vi exército de outro país jogar bomba de gás no Brasil', diz coronel brasileiro sobre confronto na fronteira


Imagem Amigos de Direita:

domingo, 24 de fevereiro de 2019

JORNAL NACIONAL DIVULGA FAKE NEWS E É OBRIGADO A SE RETRATAR

Noticiário pede desculpas após atribuir ao general Augusto Heleno ataque à Venezuela postado em perfil falso nas redes sociais


William Bonner
EDITOR CHEFE DE REPORTAGEM - WILLIAN BONNER
O “Jornal Nacional” desta sexta-feira (22) cometeu um grave erro ao noticiar uma fake news de um perfil falso atribuído o general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional.
Ao comentar sobre o fechamento da fronteira entre Brasil e Venezuela, William Bonner leu o seguinte: “O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, disse agora há pouco, numa rede social, que o governo vai aguardar o desenrolar dos acontecimentos na Venezuela, repetiu que o Brasil não vai fazer nenhuma ação agressiva, mas afirmou: ‘Caso haja qualquer agressão à soberania do pais, iremos reagir baseados em preceitos constitucionais'”.
Acontece que a rede social citada era um perfil falso e o apresentador precisou corrigir a informação após a equipe do ministro entrar em contato com a emissora.
“Nós dissemos agora há pouco que o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, teria publicado numa rede social que o Brasil pode reagir a agressões à soberania do país. Mas o ministro esclareceu que a declaração não é de autoria dele e foi publicada num perfil falso. Por esse erro nós pedimos desculpas ao ministro e a você, telespectador”, disse Bonner.

A maior vergonha do telejornalismo brasileiro não pode simplesmente pedir DESCULPAS. O @jornalnacional quase deflagrou uma guerra entre Venezuela e Brasil baseando-se em um tuíte falso.


Postado do Blog Gospel Prime:

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

MANIFESTAÇÕES MARCADAS PARA A CIDADE DE JEQUIÉ - BAHIA...

http://www.sandovaloprotestante.com.br/2013/06/acorda-jequie-ja-raiou-liberdade-no.html

O Movimento Vamos Salvar Jequié tem a satisfação de lhe convidar para participar da programação elaborada para os próximos dias na nossa cidade.

1) Caminhada no Centro de Abastecimento Vicente Grillo.
Sábado (23/02) , com concentração às 9:30 hrs na Praça da Bandeira.

2) Protesto na Feirinha do Joaquim Romão.
Domingo (24/02), com concentração em frente ao Supermercado Jequié, às 9:00 hrs.

3) Grande concentração em frente à Câmara de Vereadores para acompanharmos a prestação de contas dos precatórios.
Terça-feira (26/02), a partir das 15:30 hrs.

4) O GRANDE DIA!!!
Grande concentração em frente a Câmara de Vereadores para acompanharmos a votação que irá decidir pelo afastamento ou não do atual prefeito.
Quarta-feira (27/02), a partir das 15:30.

Você é nosso(a) convidado (a) para juntos fazermos história na nossa cidade.
Faça seu cartaz e prepare seu "gogó" para que, em uma só voz, possamos esbravejar por mudanças urgentes em nosso município.

Chegou a vez do cidadão de bem mostrar a sua vontade.

Desde já agradecemos contando com a sua presença.

MOVIMENTO VAMOS SALVAR JEQUIÉ.


Imagem:
BLOG DE SANDOVAL O  PROTESTANTE (SOP)

EMPRESÁRIO MINEIRO INTERESSADO EM EXPLORAR LINHA AÉREA EM JEQUIÉ


O empresário Fernando Vieira mostrou interesse em explorar uma linha aérea em Jequié. Dono de uma frota de aviões e helicópteros em Betim, o empresário já formalizou conversa com o deputado estadual Zé Cocá, tem agenda marcada para a próxima semana aqui em Jequié. O empresário assegurou para o BZM que a aviação executiva esta chegando em Jequié, para contribuir com o transporte aéreo desta importante cidade de mais de 160 mil habitantes.
Segundo informações de Fernando Vieira um projeto de base operacional já foi elaborado para a cidade de Jequié, com a montagem de um hangar que poderá oferecer serviço completo de hangaragem mensal e atendimento avulso disponível 24 horas.
“O nosso hangar foi projetado para atender à demanda do público que necessita de um lugar para hangarar suas aeronaves com total segurança, além de oferecer um atendimento exclusivo para garantir a satisfação dos clientes. Prezando a qualidade e excelência no atendimento o Hangar da American Fly conta com profissionais renomados com vasta experiência na aviação civil, preparados para sanar todas suas dúvidas aeronáuticas, disse.
O empresário disse que não vai precisar fazer cotização para a permanência da linha aérea em Jequié e que o valor cobrado da passagem será acessível para todos jequieenses. “Nosso serviço de transporte aéreo, é ideal para quem deseja voar com segurança, conforto e agilidade. Para usufruir deste serviço rápido e fácil, basta entrar em contato conosco e solicitar um orçamento finalizou.

Postado do Blog Zenilton Meira:

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

COMO SABER SE SEU WHATSAPP ESTÁ SENDO CLONADO

Confira dicas para descobrir se o seu mensageiro foi invadido e saiba como se proteger


Por Ana Clara Frontelmo, para o TechTudo

É possível saber se seu WhatsApp está sendo clonado com algumas dicas simples. Como o mensageiro é o app mais usado no mundo, as tentativas de invasões também tendem a ser grandes. O app, que está disponível para Android e iPhone (iOS), não funciona em dois celulares ao mesmo tempo. No entanto, ao conseguir acesso ao smartphone ou ao chip do telefone – e, consequentemente, ao QR code do aplicativo – uma pessoa mal-intencionada pode visualizar suas conversas pessoais, incluindo fotos e vídeos.
Para se proteger e evitar que suas mensagens estejam na mira de invasores, há algumas recomendações essenciais, como verificar se há dispositivos não autorizados logados no WhatsApp Web/Desktop. Além disso, é importante reconhecer quando a plataforma está vulnerável. A seguir, conheça três métodos para testar no seu celular e descobrir se o WhatsApp está sendo "vigiado".

00:00/02:04
WhatsApp: cinco dicas para usar o app com segurança

1. Verificar atividades estranhas em sua conta

É importante ficar atento às mensagens que você provavelmente não enviou e estão no seu celular. Outra dica interessante é verificar se uma conversa consta como lida, mesmo que você não tenha recebido a notificação ou visualizado o conteúdo. Esse comportamento pode significar que o seu WhatsApp está ativo em um lugar diferente do seu aparelho. Falhas pontuais podem ocorrer no aplicativo – porém, se os episódios continuarem a se repetir, é preciso ficar alerta.
Verificar as mensagens enviadas e visualizadas é um dos métodos para saber se sua conta está sendo invadida ou não — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo
Verificar as mensagens enviadas e visualizadas é um dos métodos para saber se sua conta está sendo invadida ou não — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

2. Sessões ativas no WhatsApp Web

O WhatsApp Web permite acessar a conta do mensageiro pelo computador. Basta digitalizar o QR code do celular para visualizar suas mensagens no desktop em tempo real. Graças ao recurso, é possível verificar se há algum dispositivo não autorizado conectado ao aplicativo. Na opção de "Ajustes" do WhatsApp, o usuário deve ir na opção "WhatsApp Web/Desktop" e conferir quais aparelhos estão com sessões ativas. Caso você reconheça alguma movimentação estranha, é só clicar na opção "Sair de todas as sessões". Dessa forma, se houver algum dispositivo desconhecido conectado, ele será removido.
É importante sempre sair das sessões ativas do WhatsApp Web para evitar que acessem suas mensagens sem autorização — Foto: Reprodução/Ana Clara Frontelmo
É importante sempre sair das sessões ativas do WhatsApp Web para evitar que
acessem suas mensagens sem autorização — Foto: Reprodução/Ana Clara Frontelmo

3. Cuidado com apps espiões

Por meio de aplicativos espiões, geralmente disponíveis em celulares Android, pessoas mal-intencionadas podem ter acesso às ligações e mensagens de seu celular, inclusive do WhatsApp. Vale lembrar que, para isso, é necessário ter acesso físico ao smartphone para instalar o app. Para se proteger, é necessário estar atento às movimentações suspeitas e softwares desconhecidos armazenados no aparelho.
O mSpy, por exemplo, é um programa criado com a função de ajudar os pais a monitorarem tudo que seus filhos acessam e recebem em dispositivos móveis. Além disso, também é utilizado por empresas que desejam seguir as ações de seus colaboradores nos celulares e tablets corporativos. O sistema pode ser polêmico por conta da instalação discreta e se for usado com objetivo diferente do proposto, como, por exemplo, para vigiar o WhatsApp de alguém.

Como se proteger

Para evitar que seu WhatsApp seja invadido, é interessante seguir algumas dicas de segurança.
·         Ative a verificação em duas etapas nas configurações da conta do WhatsApp. O recurso adiciona uma camada extra de segurança ao aplicativo;
·         Não instale apps de fontes desconhecidas ou não autorizadas. Além disso, evite usar o mensageiro em versões "turbinadas", como o GB WhatsApp ou Yo WhatsApp. Procure sempre baixar a plataforma a partir da Google Play Store ou App Store;
·         Evite conectar o celular em conexões Wi-Fi desconhecidas;
·         Para iPhone (iOS), há a alternativa de bloqueio por meio do uso do Touch ID (impressão digital) no WhatsApp. É importante frisar que a atualização está disponível apenas para usuários do iPhone 5S e modelos superiores (até iPhone 8 e 8 Plus). Nos casos dos modelos iPhones X, XS, XS Max e XR, a proteção é feita com reconhecimento facial;
·         Não deixe o smartphone sem vigilância quando estiver distante dele. Evite compartilhar o aparelho com estranhos;
·         Instale um aplicativo para colocar senha no WhatsApp. Dessa forma, quando alguém tentar acessar o mensageiro, será necessário digitar também a senha do aplicativo, além do desbloqueio normal do celular;
·         Se o seu WhatsApp já está hackeado, é possível desativar sua conta enviando um e-mail para support@whatsapp.com. Se o perfil não for acessado por 30 dias, ele será excluído automaticamente.




Postado do Blog Techtudo: