WEB RÁDIO JESUS A VIDA

sexta-feira, 29 de junho de 2018

O FIEL DESPENSEIRO…

Ora, e a sociedade pede honestidade dos seus dirigentes públicos, o que seguir a daqueles que tem em suas mãos a confiança do Senhor em cuidar da sua Igreja?

VALDOMIRO PEREIRA - CEADEB 2011
Assim, pois, importa que os homens nos considerem como (...) Despenseiros dos mistérios de Deus, (...) o que se requer dos despenseiros é que cada um deles seja encontrado Fiel”. I Co. 4.1,2.

Certo conhecido pregador da televisão, defendendo o seu ministério televisivo, disse por que as pessoas contribuem financeiramente com seu trabalho, falando que, se essas pessoas dão é porque sabem onde o dinheiro que é dado será investido, e que desejam que o ministério de tal pessoa continue.
Outro episódio que podemos lembrar é a conclamação de Moisés feita para o povo de Israel trazer ofertas para a construção do Texto, Ex. 35.4-9. a oferta sobejou de tal maneira a ponto de os administradores da construção pedir a Moisés que não se trouxesse mais ofertas, Ex. 36.5-7; e nos capítulos seguintes é descrito quais objetos foram trazidos como oferta e como foram utilizados na construção.
Sem querer entrar no mérito das situações descritas, quero destacar a atitude em comum aos dois casos: fidelidade quando se trata de cuidar de bens que não são nossos, mas que nos foram confiados por outra pessoa.
Somos chamados de despenseiros e, justamente por causa disso, o que se requer é que cada despenseiro seja encontrado Fiel; Por que é na Fidelidade que gerimos com Equidade e responsabilidade os bens que o Senhor colocou em nossas mãos.
Guarda o bom depósito”, foi o conselho de Paulo a Timóteo. Os ensinos do Evangelho devem ser guardados, por quanto eles são o fundamento para se ser fiel. Ora, e a sociedade pede honestidade dos seus dirigentes públicos, o que dirá daqueles que tem em suas mãos a confiança do Senhor em cuidar da sua Igreja? Pois não basta ser despenseiro, mas Fiel.
Guardo a Tua palavra (...) Para não pecar contra Ti”., Sl. 119.21. diz ainda o salmista: os teus mandamentos me fazem mais sábio (...) , v. 98. Esse é o depósito que nos faz Cheio da graça de Deus que nos habilita a sermos fiéis das dispensas dos seus mistérios.
Reconhece-se como ponto sensível a questão do dinheiro. O ministro não precisa se preocupar em graduações nos estudos especializados de Economia financeira, como o Ministro do primeiro caso acima referido, porém, basta ser encontrado fiel sua dispensa, obedecendo a ordenança do Senhor quanto à escolha de pessoas igualmente fiéis e cheias do Espírito Santo.
Orar ao Dono da obra suplicando a indicação correta das pessoas que irão operar no Ministério do pastor ainda é uma prática indispensável, como nosso senhor Jesus fez, LC. 6.12-16. Moisés assim o fez.
É muito importante que o caráter do Senhor da igreja seja impingido em todos nós como marca que jamais irá desaparecer, na viva a expectativa de que se formos fiéis no pouco (daquilo que é transitório), sobre o muito (daquilo que entrará pela eternidade), haveremos de reinar.


Pastor Valdomiro Pereira da Silva
PRESIDENTE CEADEB







Resultado de imagem para CEADEB LOGO
INFORMATIVO CEADEB:
Converção Estadual das Assembleias de Deus na Bahia
Ano V - 20° Edição - Agosto/Setembro de 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito agradecido pela sua visita. Deus o abençoe.
Thank you very much for your visit. God bless you.
Большое спасибо за ваш визит. Да благословит вас Бог.
Vielen Dank für Ihren Besuch. Gott segne dich.