WEB RÁDIO JESUS A VIDA

domingo, 3 de dezembro de 2017

SER ADVOGADO CRIMINALISTA POR - ARY SANTANA.

02 de Dezembro, Dia do Advogado Criminalista.

Foto de Ary Santana.
BEL. EM DIREITO - ARY SANTANA

Quantas vezes você já ouviu, ou até mesmo falou a seguinte frase:

“E ainda tem Advogados que defendem bandidos”.

Entretanto, faz-se mister destacar que o Advogado Criminalista não julga seus clientes. O dever de julga-los é do Juiz. O Advogado Criminalista os defendem, sejam culpados ou inocentes.

Os colegas que escolhem essa área para atuar devem entender que está ali defendendo os direitos de seus clientes, e não os dos crimes pelo quais cometeram ou estão sendo acusados. Infelizmente, grande parte da sociedade não consegue fazer essa leitura.

O Advogado Criminalista é imprescindível para o cumprimento da justiça. Quando ele consegue a liberdade de alguém, ou que uma determinada pena seja reduzida, não se deve entender que ele está agindo “contra os interesses da sociedade”, pois a concessão do benefício fora dada única e exclusivamente pela própria lei.

Advogados Criminalistas não são criminosos, não compactuam de forma alguma com o crime, mas tão somente protagoniza o papel de fiel observância da aplicação da lei.

Nesta profissão não avaliamos se o cliente deve ou não ser defendido, apesar do imaginário popular entender que deve ser feita uma triagem entre aqueles que possuem direito à defesa, e aqueles que devem ser condenados e trancafiados nos presídios durante toda a eternidade.

Para exemplificar a visão social sobre essa profissão, peço-lhes a devida vênia, para transcrever o que assevera - Túlio Viana:

“A sociedade não recrimina o médico que cura o criminoso, o professor que leciona para o criminoso, o ator que entretém o criminoso, o pedreiro que constrói para o criminoso e o lixeiro que recolhe o lixo do criminoso. A sociedade não recrimina sequer o padre que ouve a confissão do criminoso e o perdoa por seus pecados. Mas o advogado, ao prestar seus serviços de defesa técnica ao criminoso, passa a ser visto quase como seu cúmplice”.

Urge salientar que, o Advogado Criminalista não escolhe clientes, pois a lei vale para todos. Quanto maior a gravidade do crime cometido, maior é o clamor social para a condenação, e da mesma forma, maior é o ódio contra os advogados que ali estão, única e exclusivamente para defender seus clientes e fazer cumprir o que determina a lei.

Advogado Criminalista não é pago pelo Estado, portanto não se deve influenciar pelo julgamento social. Se o cliente necessita de ajuda e está disposto a pagar pelo serviço, não há qualquer razão para recusá-lo.

Ademais, o profissional da área médica jamais busca “a priori” saber dos antecedentes de seu paciente para ver se irá atende-lo ou não.

Experimentem chegar em sua casa e dizer que será um criminalista. A partir daí, você já terá uma rápida noção das dificuldades que nós profissionais dessa área enfrentamos.

A lei deve ser respeitada e cumprida por todos, sejam culpados ou inocentes, ricos ou pobres, homens ou mulheres.

Ora finalizo, parabenizando todos os Colegas que atuam na Área Criminal, pois às vezes temos que lutar contra tudo e contra todos para fazer valer o fiel cumprimento da lei.

“Nós não amamos o pecado, muito menos amamos o pecador, nós amamos advogar”. Ary Santana.



Texto postado pelo Grupo de WhatsApp Direita Jequié

Imagem de Arquivo Pessoal:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito agradecido pela sua visita. Deus o abençoe.
Thank you very much for your visit. God bless you.
Большое спасибо за ваш визит. Да благословит вас Бог.
Vielen Dank für Ihren Besuch. Gott segne dich.