WEB RÁDIO JESUS A VIDA

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

PROFESSOR INOVA AO LECIONAR HISTÓRIA PARA PRESOS COM A BÍBLIA E VENCE PRÊMIO DE EDUCAÇÃO

Ao longo de dois meses o professor desenvolveu o material das aulas e tomou o cuidado de separar a fé do relato histórico...


Um professor de história decidiu inovar para cumprir seu papel nas aulas dadas para alunos condenados à prisão e, diante da falta de material, resolveu usar os exemplares da Bíblia Sagrada como fonte de material para lecionar a matéria. O resultado? Se tornou um dos vencedores do “Oscar da Educação”.
Di Gianne de Oliveira Nunes, professor de história há 10 anos, desenvolveu um método para lecionar no curso Educação de Jovens e Adultos e Ensino Médio (EJA) da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac) em Lagoa da Prata, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais. Em meio à sua capacidade didática, ele usou a Bíblia Sagrada para capturar a atenção dos alunos.
Segundo informações do jornal Correio Braziliense, Nunes agora está concorrendo a outro prêmio, de Educador do Ano, após ser premiado na categoria Educadores Nota 10 do concurso promovido pela Fundação Victor Civita, que avaliou 5.006 projetos.
Resultado de imagem para Professor inova ao lecionar história para presos com a Bíblia e vence prêmio de educação“Regime fechado, visão aberta” foi o nome escolhido pelo professor para o projeto de educação na Apac: “Na unidade prisional, quando eu estava dando aula sobre império romano, um aluno me questionou se existia a possibilidade de estudar por meio da Bíblia. Foi então que percebi que a grande quantidade de Bíblias disponíveis dentro da escola do presídio. Agora, vou utilizar o livro mais comum do sistema prisional a nosso favor”, contou.
Ao longo de dois meses o professor desenvolveu o material das aulas e tomou o cuidado de separar a fé do relato histórico: “O cenário da Bíblia é histórico e fértil. Mergulhamos em um trabalho intenso para estudar, analisando as tradições, as culturas e as sociedades dos romanos e dos gregos. Como no presídio os alunos não têm acesso à internet, usamos a Bíblia e os livros de história. Ora líamos um, ora outro e, depois, discutíamos se o fato era comprovado pela arquelogia”, explicou.
Segundo o professor, os alunos aprenderam e se dedicaram: “Eles ficavam ansiosos para as aulas”, acrescentou, revelando ainda que suas aulas agora têm colaborado para a melhora do desempenho dos alunos em outras disciplinas, como literatura e atualidades (no caso da segunda, ajuda entender os conflitos no Oriente Médio).
“Mudou o rendimento na sala de aula. Até na biologia, a lepra, por exemplo, muito citada na Bíblia. Ainda tem preconceito e isso vem desde a época. E tudo isso a gente vai refletindo, desconstruindo”, afirmou Nunes.
O professor ainda disse ter notado uma melhora na autoestima dos alunos: “A mãe de um aluno me ligou e disse, chorando: ‘Meu filho só tinha saído no jornal em páginas policial e, agora, todo mundo voltou a acreditar nele. De repente, ele era vencedor num projeto educacional em nível nacional’”.
Como premiação por sua iniciativa, o professor recebeu R$ 15 mil. O valor, garante, foi dividido entre os alunos da turma do presídio: “Nada mais justo. Eles são os protagonistas”, concluiu.


Postado do Blog Notícias Gospel Mais:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito agradecido pela sua visita. Deus o abençoe.
Thank you very much for your visit. God bless you.
Большое спасибо за ваш визит. Да благословит вас Бог.
Vielen Dank für Ihren Besuch. Gott segne dich.