WEB RÁDIO JESUS A VIDA

quarta-feira, 31 de maio de 2017

PROGRAMAÇÃO DA III EDIÇÃO DA FELISQUIÉ

Resultado de imagem para felisquié

Dia 02 de junho de 2017

8h – Conferência de Abertura
A contribuição de Afrânio Coutinho para os estudos literários no Brasil
Conferencista – Eduardo Coutinho – Professor Titular da UFRJ
Mediador – Raimundo Matos – Professor da UESB, escritor e membro da Academia de Letras de Jequié.

9h – Palestra – Trajetória de vida e produção poética de Stella Câmara Dubois
Palestrante - Sonilda Sampaio – Professora da UESB e membro da ALJ.
Mediador - Adilson Gomes – Poeta, membro da ALJ e professor da UFRB.

10h - Mesa Redonda - O cangaço na Literatura de Cordel: do sertão para o mundo (tema central da III Edição da Felisquié e celebração dos 100 anos do ABC dos Cauaçus e da batalha campal da cangaceira Anésia Cauaçu na Praça Rui Barbosa em Jequié.
Palestrantes – José Walter Pires- Professor e cordelista e membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel - Domingos Ailton – Escritor, jornalista, membro da ALJ, professor e curador da Felisquié
Mediadora – Ana Sayonara Fagundes – Professora da UESB.

11h – Apresentações artísticas
Artistas - Jonas Carvalho (cantor e compositor), Domingos Ailton (poeta), José Walter Pires (poeta e cordelista), Milane Santos e Julia Barbosa Fernandes (poetisas e alunas do Colégio Navarro de Brito), Raíne Pereira Gomes (poetisa e aluna do Curso de Letras da UESB) e Kátia Morbeck (cantora).

14h- Palestra - Mídias Paralelas: Cordel e Quadrinhos
Palestrante – Sávio Roz – Historiador e quadrinista
Mediadora – Adriana Abreu – Escritora, professora da UESB, carioca e feminista.

15h – Exibição do filme Suspiros de um trovador

16h10 – Mesa Redonda sobre o filme, vida e obra de Rodolfo Coelho Cavalcante
Participantes – Marcelo Rabelo - Cineasta e Isaias Cavalcante - Cordelista
Mediador – Hayaldo Copque Fraga de Oliveira – Professor da UESB.

17h- Áudio raro de treze imortais poetas brasileiros recitando seus poemas.
Apresentação - Robinson Roberto e Marilusa Barreto - Cineastas
Mediador – Anísio Assis Filho – Professor da UESB.

19h – Palestra - A poesia e a arte de Maria Lúcia Martins: campo de luz, olhares da vida
Palestrante - Aleilton Fonseca – Escritor e professor.
Mediadora – Elem Pitombo – Professora e escritora.

19h40 – Lançamento do livro "O pêndulo de Euclides, romance da Guerra de Canudos", de Aleilton Fonseca.

20 – Palestra - “O MEDO DO SUCESSO: Revelações da vida pessoal e profissional da atriz Ingra Lyberato”, que escreveu livro confessional sobre os desafios que passou, diante do estrondoso sucesso das novelas Pantanal, Ana Raio, Indomada, O Clone e outros momentos de grande exposição nacional.
Palestrante – Ingra Liberato - Atriz e escritora.
Mediador - Domingos Ailton – Escritor, jornalista, membro da ALJ, professor e curador da Felisquié.

20h40 -– Lançamento do livro “O Medo do Sucesso”, de Ingra Lyberato
21h - Sarau do Poeta com Jacson Costa e convidados
Artistas - Jackson Costa (ator e apresentador), Joaquim Carvalho (violão e voz), Eddie Sant'Ana (violão, violino e craviola) e Sidney Argolo (percussão).

Dia 03 de junho de 2017

8h- Palestra - Literatura ficcional e consciência
Palestrante - Maribel Barreto - Pós-doutorado em Consciência, Transdisciplinaridade e Educação pela Universidade Católica de Brasília/Brasil, e Criatividade e Educação e Doutora em Educação pela Universidade de Brasília/UNB/Brasil, membro da ALJ.

9h –Palestra - "Caymmi visita Tom" (Comemoração dos 90 anos de Tom Jobim)
Palestrantes – Danilo Caymmi – Compositor e cantor e Davi Costa Mello – Músico
Mediador – Domingos Ailton – Escritor, professor, membro da ALJ e curador da Felisquié.

11h Palestra - A influência do tupi no português falado no Brasil.
Palestrante – Mouzar Benedito – Escritor e membro da União Brasileira de Escritores – UBE
Mediadora - Luziêt Fontenele – Professora da UESB.

14h – Palestra - A história do movimento literário em Jequié: da Sociedade Literária à Academia de Letras de Jequié – (Comemoração dos 20 anos da Academia de Letras de Jequié)
Palestrante – Emerson Pinto de Araújo – Historiador, professor e membro da ALJ.
Mediador – Júlio Lucas – Poeta e presidente da Academia de Letras de Jequié.

15 - Lançamento e relançamento de livros dos autores Sandro Sussuarana, Valdeck Almeida de Jesus, Roberto Leal, Marcio Melo, Cristiano Conceição, Raiane Pereira Gomes, Rafael Pereira dos Santos, Domingos Ailton, Mauricio Bastos Almeida, Zilda Freitas, Raimundo Matos, Adriana Abreu, Ana Sayonara, Carlos Souza Yeshua, Robinson Roberto, Julio Lucas, Antonio Moreno, Márcia Auad, Dermival Rios e Márcia Rubia.

16h – Apresentações artísticas.
Artistas - Tânia Valverde e Brena Lima (cantoras), Neubera Kudera (cantor) e Tina Tude (atriz).
20h – Show musical com Danilo Caymmi (Evento paralelo da Felisquié)

Dia 04 de junho de 2017

8h – Palestra - Lindolfo Rocha: O escritor, advogado e líder da Emancipação Política de Jequié – (Comemoração dos 120 de Emancipação Política de Jequié)
Palestrantes – Emerson Pinto de Araújo – Historiador e Edelvito Nascimento – Professor e pesquisador
Mediadora – Marina Helena – Professora da UESB.

9h – Palestra - "O Tropicalismo e a cultura brasileira” (Comemoração dos 50 anos do Tropicalismo)
Palestrante – Antonio Cicero - Poeta, compositor e filósofo.
Mediador – Domingos Ailton – Escritor, membro da ALJ e curador da Felisquié.

10h – Mesa Redonda - A produção literária das mulheres negras e a poética de Carolina Maria de Jesus
Palestrantes – Raquel Alves dos Santos – Pesquisadora e professora e Deyse Sacramento - Pesquisadora e professora.
Mediadora – Ivanildes Moura – Escritora e professora.

11h – Apresentações artísticas.
Artistas – Mãe Landa, filhos e filhas do Terreiro de Candomblé Ilê Axé Horomila.

14 – Mesa Redonda - Como posso publicar um livro?
Palestrantes –Luiz Gonzaga – Diretor Geral da Empresa Gráfica e Editora da Bahia – EGBA, Agenor Gasparetto (Editora Via Litterarum), Roberto Leal (Editora Omnira), Manuella Cajaíba (Edições UESB), Valdeck Almeida de Jesus ( Jornalista e editor)
Mediador – Carlos Souza – Jornalista e editor.

16 – Apresentações artísticas
Artistas - Mariana Lima (poetisa), Sueli Morbeck (cantora) e Antônio de Assis e Tribuna (sanfoneiros e cantores).

17h- Palestra – Aspectos culturais da crise brasileira atual.
Palestrante – Luciano Santos – Professor de Filosofia credenciado no Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade (PPGEDUC) da UNEB e Doutor em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

19h - Show de encerramento - O Canto da Natureza
Artistas – Iana Rocha (cantora), Fábio Haendel e Pablo Moraes (cantores) e Deraldino Medeiros Neto (sanfoneiro).

As atividades ocorrerão nos três dias do evento pela manhã no Auditório Waly Salomão e no período da tarde e da noite no Centro de Cultura ACM. Oficinas artísticas e literárias ocorrerão na I Edição da Felisquiesinha como atividade paralela da programação oficial da Felisquié.


Postado do log do Cantor Charles Meira:

A FALTA DE REPRESENTANTES DA IGREJA EVANGÉLICA BRASILEIRA

Os líderes e representantes do movimento evangélico no país são loucos midiáticos


A falta de representantes da igreja evangélica brasileira


Falando a respeito do mundo evangélico, existe uma situação que causa repúdio para a Igreja brasileira, podemos chamar de “a falta de representatividade“. Infelizmente não temos bons representantes e os que se colocam nessa posição causam mais espanto do que graça.
É claro que existem líderes bons nessa Brasil a fora, grandes pastores e etc, mas estes são pouco conhecidos no cenário nacional, nos falta um grupo de pessoas com conduta cristã que influencie a Igreja de forma positiva e impactante para a verdade. É necessário representantes que de fato tenham compromisso com o puro e simples do evangelho, baseados na sinceridade e no amor, que sejam de fato cristãos genuínos.
Você pode pensar que estou menosprezando alguns líderes midiáticos brasileiros, e de certa forma estou… Se pararmos para analisar, os líderes e representantes do movimento evangélico no país são loucos midiáticos (injetando milhões de reais na indústria de TV), pregam uma teologia baseada no dinheiro, uma infantilidade cristã, irracionalidade e são controladores de ovelhas. Nada disso diz respeito ao cristão, não se engane!

Quando não são esses que falam pelos evangélicos, temos as organizações, grupos ou algumas igrejas específicas que vivem remetendo notas e opiniões em nome dos cristãos. O problema é que cada um desses grupos ou Igrejas tem objetivos específicos distintos. Em nosso país existe um pé de guerra de opiniões sobre como tratar sobre o batismo, dons, dinheiro, como lidar com homossexuais e etc; intriguinhas que são feitas mediante notas públicas e só causam atritos e divisões entre os evangélicos, ou seja, nossas Igrejas são imaturas, cada uma tem seu interesse próprio, e muitas tem boa intenção, mas acabam acorrentadas no sistema de poder que a instituição trás. Estamos num tempo de espalhar ao invés de ajuntar.
Por isso, quem representa ou aponta para o Cristo? Quem são os que nos trazem bons exemplos e modelos de Igreja para o crescimento e edificação do povo de Deus? Quem tem tirado as palavras da Bíblia do papel e colocado na prática do dia a dia?
Para uma melhora da Igreja evangélica brasileira é necessário o aparecimento de pessoas com uma conduta cristã genuína. Não simplesmente do aparecimento de pessoas bem intencionadas, nem do aparecimento de Reformadores que sabem a Escritura de Gênesis a Apocalipse. Estou falando de pessoas humanas, realmente cristãs, pessoas que pensam no outro… O tipo de gente que não entendem simplesmente da Bíblia e se radicalizam nisto, mas que amam a vida, a verdade, que se fundam no conhecimento, na realidade, na história, filosofia, sinceridade, amizade e no respeito.
Precisamos urgentemente de pessoas assim nas faculdades de teologia, nos púlpitos, na Internet, nos meios de comunicação, precisamos de cristãos de verdade falando pela grande massa, isso faz com que seja exigido do povo de Deus a proximidade com a verdade e semelhança de Cristo. Enquanto existirem esses loucos preconceituosos, egoístas, hereges, feiticeiros, rancorosos e religiosos representando a Igreja evangélica brasileira, nada mudará.
Que apareçam os pequenos cristos nesse mundo em caos, pessoas que tenham compromisso com o Evangelho! Que as pessoas que representem os cristãos ao irem a televisão, aos programas, entrevistas, conferências e simpósios, sejam realmente do bem, de Cristo, na verdade e graça do amor de Deus.
Valorize e respeite os que tem compromisso com o evangelho, para que esses possam representar os evangélicos e substituírem os que tem causado vergonha a nossa imagem. Porque ser cristão, é parecer-se com Cristo.
Postado do Blog Gospel Prime:

terça-feira, 30 de maio de 2017

VOCÊ SABIA QUE 'ALLAH' SIGNIFICA ‘MALDIÇÃO’ EM HEBRAICO? DESMASCARANDO A FARSA DE QUE O dEUS DO ISLÃ É O MESMO DEUS CRIADOR YHWH

DID YOU KNOW THAT 'ALLAH' MEANS 'CURSE' IN HEBREW? DISMANTLING THE FUCK THAT THE DOE OF ISLAM IS THE SAME GOD CREATOR YHWH

Este é um retrato perfeito da Igreja, cuja fidelidade a YHWH será testada pela amargura do Islã.


 

Nossa cultura moderna promove a idéia de que muçulmanos, cristãos e judeus, todos adoram o mesmo Deus. Este conceito “progressista” afirma que, uma vez que todas as três religiões compartilham muitos personagens das escrituras em comum em seus livros sagrados (como Abraão e Jesus) e já que as três religiões veem Deus como todo-poderoso, onisciente e onipresente; que eles deve ser os mesmos. Um mundo descrente não vê diferença.

Os cristãos sabem que Allah não é YHWH (o nome do nosso Deus, o Senhor Todo-Poderoso), mas discutindo as diferenças, às vezes, é difícil de articular isto aos céticos e descrentes. O fato de que o nome de Allah significa maldição em hebraico, no entanto, diferencia claramente Allah de YHWH e identifica Allah por quem ele realmente é.

Antes de começar, eu gostaria de agradecer a dois amigos cristãos por trazerem esse fato ao meu conhecimento. Eu não sou um estudioso do hebraico e aprender este fato foi como abrir aos meus olhos. Por favor, confira os sites Midnight Watcher e Katie Griffith.

ALAH e ALLAH

A palavra hebraica “Alah” significa praga ou maldição. Em árabe “Allah” significa “[o] deus”. Ambas são pronunciadas da mesma maneira. É uma coincidência ou uma pista divina? Vejamos alguns versos selecionados, onde esta palavra é encontrada:

“Eles (Israel) foram e serviram a outros deuses, e os adoraram; deuses que não conheceram, e que ele não lhes havia designado. Portanto, a ira do Senhor se acendeu contra esta terra, para trazer sobre ela toda ‘Alah‘ (maldição) que está escrita neste livro; e o Senhor os arrancou da sua terra com ira, e com furor, e com grande indignação, e os lançou em outra terra.” (Deuteronômio. 29:26-28, clarificação e grifo meu).

“Além disso, o Senhor teu Deus circuncidará o seu coração e o coração de seus descendentes, para amarem o Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma, de modo que você possa viver. O Senhor, teu Deus, provocará todas essas ‘Alah‘ (maldições) sobre os seus inimigos e sobre aqueles que te odeiam, que te perseguiram.” (Deuteronômio 30:6-7, clarificação e grifo meu).

Essas passagens são incríveis. A Palavra de Deus nos diz que Ele vai infligir “Alah” (Allah) sobre os inimigos de Israel. Islã (que significa submissão) é um mestre severo sobre os muçulmanos. É uma religião sem esperança.

Sabemos, também, a partir destes versos que, se Israel não adora ninguém além de YHWH (Israel atualmente rejeita a Jesus), Ele vai infligir “Alah” (Allah) em cima deles e arrancá-los de suas terras! Nós sabemos pelo artigo ‘Ponto Médio da Tribulação: Perspectiva da Terra‘ que no ponto médio da Tribulação, o Anticristo e seus exércitos islâmicos vão conquistar Jerusalém e enviar seu povo ao cativeiro. “Alah” (Allah) será infligido sobre Israel e irá arrancá-los.

Não são apenas os muçulmanos e judeus punidos por Alah (Allah) (a maldição), mas toda a Terra será punida:

“Na verdade, a terra está contaminada por seus habitantes, porque transgrediram as leis, violaram estatutos, quebraram a aliança eterna. Portanto, ‘Alah‘ (a maldição) devora a terra, e aqueles que vivem nela são considerados culpados. Por isso, os habitantes da terra serão queimados, e poucos homens restarão.” (Isaías 24:5-6, esclarecimento e ênfase minha).

O pecado do homem vai trazer essa maldição sobre eles, e Deus vai julgar a Terra e queimá-la. Este é um retrato perfeito do retorno de Jesus. Primeiro, o Anticristo e suas forças islâmicas devorarão a terra, então Jesus voltará, julgará e queimará as nações dos gentios com fogo.

É surpreendente que YHWH codificou o nome do deus do Islã para o idioma hebraico milhares de anos antes do Islã vir a existir como uma religião, e que em todos estes casos, a maldição é dependente de ser infiel a YHWH.

É justo então que a primeira (a lei da primazia) menção da palavra “Alah” (Allah) nas Escrituras é encontrada em Números 5 e é um teste para a infidelidade de uma esposa. À mulher suspeita deve ser dada “água amarga” e se não ocorrer qualquer efeito maléfico, ela é dada como inocente. Este é um retrato perfeito da Igreja, cuja fidelidade a YHWH será testada pela amargura do Islã.

APLICAÇÃO

Todo o meu ministério (Ready For Jesus Ministries) é dedicado em aplicar a profecia na vida do dia-a-dia. O subtítulo do meu novo livro é “Como se preparar para o Seu (de Jesus) retorno”. Profecia sem aplicação não tem sentido.

Em uma cultura em que os meios de comunicação e até mesmo o Papa estão alegando que Allah e YHWH são os mesmos, precisamos responder a essa mentira com uma resposta que é curta e de fácil compreensão. Este simples fato apresentado neste post pode ser a resposta: “Que 2.000 anos antes do Islã ser criado, YHWH programou a língua hebraica, de modo que o nome do deus do Islã significaria ‘maldição'”. Nenhum ser supremo jamais iria permitir que seu nome significasse maldição em qualquer idioma; a não ser, é claro, que ele não seja um ser supremo. A língua hebraica pré-data o Islã por milhares de anos. Um ser onisciente estaria ciente da palavra hebraica para maldição, então, obviamente, Allah não é onisciente.

Além de provar que Allah não é um ser supremo, este simples fato comprova que YHWH é o ser supremo, porque ele conhecia antecipadamente que algum dia essas passagens proféticas dariam ao mundo um toque sutil de que o Islã era para ser uma maldição sobre o mundo inteiro.

Agora, se você for responder à mentira de que YHWH e Allah são a mesma coisa, eu recomendo que você arme-se com mais fatos sobre Allah para que possa responder de forma inteligente. No entanto, a simples verdade de que Allah significa maldição em hebraico pode ser a sua primeira ressalva. É simples, é direto e diz muito sobre os problemas que estão ocorrendo.

[Notas do Tradutor]
a título de curiosidade, em hebraico, pelo menos seis palavras são utilizadas para especificar tipos ou formas de maldição: ALAH, QALAL, ‘ARAR, QABAB, NAQAB e ZA’AM.

* Artigo traduzido por Dionei Vieira, link do original aqui: ALLAH MEANS CURSE IN HEBREW


Postado do Portal Libertar: 
LIBERTAR.in - Ministério Libertar


LEI DE IMIGRAÇÃO É APROVADA COM VETOS: CONTINUA O ESTUPRO CONTRA O POVO BRASILEIRO VIA FSP

Informe-se. pois as fronteiras do Brasil estão abertas e a perseguição aos cristãos  já começou!

DÊ UMA PAUSE NA WEB RÁDIO ACIMA E SAIBA MAIS...

Postado do Canal do Youtube de Valéria Bernardo:

segunda-feira, 29 de maio de 2017

AS MENTIRAS DO PT – PARTIDO DOS TRAPACEIROS CAINDO UMA APÓS OUTRA...

Década e meia de atraso e mentira ! A ONU restabelece a verdade.
https://www.facebook.com/ad.alvarodias/photos/a.204364062954183.52831.199599520097304/1527242100666366/?type=3&th eater


O site Imprensa Viva pública a informação. Veja:

Alvaro Dias ·

Década e meia de atraso e mentira ! A ONU restabelece a verdade. O site Imprensa Viva pública a informação. Veja:

O ex-presidente Lula e os representantes do PT foram desmentidos por um dos mais profundos estudos sobre a pobreza no Brasil entre os anos de 2010 e 2014. Os indicadores apontam que durante os governos do PT de Lula e Dilma, nada se avançou no combate a desigualdade social no país ao longo de toda a era PT. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 22.

O Radar IDHM, índice que compara as tendências de crescimento dos indicadores sociais na década de 2000 a 2010 e no período de 2011 a 2014. O estudo comprova que o Brasil perdeu a batalha para redução da desigualdade nos primeiros quatro anos desta década. Estudo feito pelo Programa das Nações Unidas para Desenvolvimento (PNUD) em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e a Fundação João Pinheiro.

A conclusão foi a de que o Brasil não conseguiu, em 14 anos, diminuir o fosso entre ricos e pobres. O estudo comprova que o discurso de Lula e dos integrantes do PT é meramente uma peça de marketing, enquanto os mais pobres continuam a sentir na pele o drama da pobreza e da desigualdade social.

Se comparado a outros países como México, Chile e Colômbia, a conclusão é a de que o povo brasileiro regrediu nas conquistas econômicas e sociais entre o período e que os avanços foram maiores no estudo anterior aos governos do PT.

Outro aspecto que chama a atenção é que o estudo foi realizado durante o período de maior prosperidade dos governos petistas. Os danos na economia causados pela corrupção na Petrobras começaram a ser sentidos justamente após o ano de 2014, o último avaliado na pesquisa. De lá para cá, mais de 12 milhões de brasileiros ficaram sem emprego, o que significa que o fosso que separa os pobres dos ricos aumentou, enquanto a renda das famílias diminuiu ainda mais.

Entre 2000 e 2010, anos dos dois mandatos de Lula, o Índice de Gini, que mede o nível de desigualdade, aponta que o Brasil teve uma redução da pobreza de 0,6% de 2000 a 2010, mesma proporção identificada para o período de 2011 a 2014. O valor foi considerado inexpressivo pelos especialistas, considerando que mesmo países em guerra tiveram evolução bem maior.

As políticas de transferência de renda e de valorização do salário mínimo alegadas por Lula e Dilma não foram suficientes para mudar de forma significativa a distância dos mais pobres para os mais ricos. As projeções mostram que a desigualdade no Brasil é tão intensa que, mesmo quando a renda do pobre cresce o dobro em relação ao crescimento dos rendimentos dos mais ricos, o impacto na desigualdade ainda não é imediato.

“A desigualdade continua sendo um desafio para o Brasil. A gente consegue aliviar a pobreza, tirar as pessoas da situação de extrema pobreza, mas as pessoas que ganham mais continuam ganhando mais ainda. Então, o fosso da desigualdade continua numa tendência bastante estável”, explica Andréa Bolzon, coordenadora do relatório de Desenvolvimento Humano Nacional do PNUD no Brasil.

O estudo não traz detalhes sobre as causas das mudanças nos indicadores sociais, mas para o PNUD, a desigualdade leva em consideração não somente a diferença de renda, mas também disparidades territoriais, de gênero e raça.

Tanto Radar IDHM como o IDHM são compostos por três indicadores de desenvolvimento humano: longevidade, educação e renda. O índice varia de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento humano. São cinco classificações: muito baixo, baixo, médio, alto e muito alto.

Outra mentira de Lula e do PT. Autores do trabalho mostraram-se especialmente preocupados com o desempenho na área da educação. "Esse é o grande gargalo", constata Andrea. O documento chama a atenção, por exemplo, para a estagnação no porcentual de pessoas com 18 anos ou mais que apresentem ensino fundamental completo. Em 2011, representavam 60,1% do total. Em 2014, eram 61,8%.

De acordo com os estudos, os avanços sociais obtidos pelos mais pobres durante a era PT foram inferiores aos observados no país durante as décadas de 60, 70, 80 e 90. Já para os mais ricos, as administrações petistas foram bastante positivas. Especialmente para os bancos, empreiteiras. •


Postado do Blog Barrocas:

domingo, 28 de maio de 2017

ATEUS PERDEM PROCESSO QUE TENTAVA DERRUBAR TOTEM CRISTÃO

Monumento no interior de São Paulo traz a frase "Aqui Jesus reina"

por Jarbas Aragão




A ATEA (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos), com sede no Rio de Janeiro, entrou com uma ação pedindo a derrubada do monumento na entrada do município de Penápolis, em São Paulo.
Com a frase “Aqui Jesus reina”, o totem fica numa rotatória de acesso à cidade.
A Justiça julgou improcedente a ação movida pelos ateus, que argumentavam que pelo Estado ser laico, “não cabe a qualquer ente federado, seja ele a União, Estado ou município, como no caso, manter um monumento religioso em um logradouro público”.
Em sua defesa, a prefeitura argumentava que não houve investimento público na construção, custeada integralmente pela empresa Couropen Ltda.
Caso a cidade se negasse a derrubar o totem, a ATEA pedia uma multa de R$ 50 mil. O promotor José Fernando da Cunha alegou que não há violação de norma constitucional.
“É função institucional do MP a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis, bem como zelar pelo efetivo respeito dos poderes públicos e dos serviços de relevância pública aos direitos assegurados”, comentou.
A decisão do juiz Augusto Bruno Mandelli, da 2ª Vara da Comarca de Penápolis, foi contrária ao pedido dos ateus, julgada improcedente, mas ainda cabe recurso.

Com informações Folha da Região

Postado do Blog Gospel Prime:
Gospel Prime
https://noticias.gospelprime.com.br/ateus-perdem-processo-derrubar-totem-jesus/