WEB RÁDIO JESUS A VIDA

sábado, 31 de dezembro de 2016

COMO MATAR....TUA IGREJA.

(Mateus 16.18)

“A Igreja é um hospital para pecadores,
não um museu para santos”.
Abigail van Buren

-       Não a freqüente, mas quando você for lá, procure algo para reclamar.
-       Ao comparecer a qualquer atividade, dedique-se em encontrar falhas nos líderes.
-       Nunca aceite missão, compromisso ou incumbência alguma; lembre-se que é mais fácil criticar do que realizar.
      - Se o Pastor, Conselho, Junta Diaconal ou qualquer outro líder pedir sua opinião sobre importante assunto, responda que não tem nada a dizer e depois espalhe como deveriam ser as coisas, em sua “opinião”.
       - Não faça mais que o absolutamente necessário, porém, quando o Pastor e a liderança estiverem trabalhando com boa vontade e interesse para que tudo corra bem, afirme que sua Igreja está sendo dirigida e dominada por um grupinho.
     - Não leia os Boletins de sua Igreja; afirme que neles não há nada de interessante e que eles deveriam ser diferentes.
       -    Se você for convidado para qualquer cargo, simplesmente seja esperto (a) e recuse.Alegue que você não tem tempo e depois critique com a seguinte afirmação: “Essa turma quer sempre mandar na Igreja e eu sou uma pessoa” “democrática”. Sou diferente deles, eu me preocupo com os outros e com a Igreja.
-         Quando você tiver qualquer problema de relacionamento com o Pastor, Presbítero, Diácono ou qualquer líder; procure vingar-se fazendo acusações e divulgando “erros” por eles cometidos.
-          Sugira, insista e cobre a realização de cursos, palestras, acampamentos, mas, quando forem realizados não se inscreva, nem compareça.
-            Se você receber questionários solicitando sugestões e se o Conselho não “adivinhar” suas idéias e pontos-de-vista, critique e espalhe a todos dizendo que você é ignorado e que não te dão importância.
       Após tudo isso, quando tua Igreja não tiver mais reuniões, boletins, acampamentos, boa música, trabalhos de evangelização, etc e etc....estufe seu peito e diga:

EU NÃO DISSE QUE ISSO IA ACONTECER?

Infelizmente irmãos, não são poucos aqueles que agem assim. Matam seus departamentos, minam e matam as lideranças e procuram, solertemente, destruir a Igreja. Mas afinal de contas é assim mesmo. A Igreja faz parte do campo onde a semente de trigo foi lançada durante o dia e, na escuridão da noite (sempre é assim, às escondidas) o inimigo semeou o joio. Ambos, trigo e joio crescem lado a lado. Nenhum dos serventes do dono do campo pode fazer o serviço de separação e somente os anjos poderão fazê-lo. Assim garante-se que nenhum trigo seja arrancado e lançado no fogo e nenhum joio vá para o celeiro. E os anjos não irão errar porque quando o trigo e o joio amadurecem, os frutos os denunciam, pois com o trigo fazemos o pão e com o joio a fogueira.


Hoje é dia de conversão. Pense bem sobre o seu relacionamento com Deus. Pense sem paixão. Perceba que seu problema maior não é a Igreja mas, o fato do teu relacionamento com Deus não ser aquilo que deveria ser. Ore, peça perdão, clame de joelhos, disponha-se, você poderá ser útil no trabalho de edificação de uma Igreja abençoada.

Postado por MAURO SERGIO AIELLO 


sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

SERIA A PROVA CABAL DE QUE O "LAUDO MÉDICO DE INSANIDADE MENTAL" DA DRª TÂNIA BRITTO (PP) PREFEITA DE JEQUIÉ JÁ ESTÁ EM MÃOS???

Documentos da Prefeitura de Jequié foram encontrados no lixo


Documentos encontrados no estacionamento

A reportagem do BJM recebeu várias imagens de documentos da Prefeitura de Jequié, que foram jogados no lixo, em frente ao prédio da própria prefeitura, um cidadão que passava no momento fotografou e fez a denúncia. Em meio a papelada estava um caderno com o relatório de despesas com pessoal, incluído o magistério no exercício de 2014, 2015 e primeiro semestre de 2016, também vários papeis com cálculos, telefones e nomes de pessoas jogados ao lixo. As fotos foram tiradas na quinta feira (29), no estacionamento da Prefeitura Municipal de Jequié. É crime expor informações pessoas sem autorização dos proprietários e descarte de documentos oficiais. 

Postado do Blog Júnior Mascote:



quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

A IGREJA FAMÍLIA DE DEUS DO MANDACARU ESTÁ LANÇANDO O CD DE PÉ MINHA VITÓRIA VIRÁ!

A Igreja Família de Deus do mandacaru está lançando o CD de Pé Minha Vitória Virá!Esse lançamento faz parte do Projeto Educacional que visa adquirir um imóvel com 750m², no bairro Mandacaru (próximo a Policlínica), para fundação do Colégio Romanos XII , sonho antigo da Igreja. O CD é composto de onze faixas sendo cinco de autoria do Pastor Ivan Luiz e seis de outros autores que concederam autorização para gravar já que também são parceiros do Projeto Educacional da Igreja. Foi gravado na voz do Pastor Ivan Luiz, com a participação especial de Eliana Ribeiro, Raquel Almeida, Bruna Menezes e Brendha Louise (de apenas sete anos). Os destaques do CD são as músicas: De pé minha vitória virá, O sangue de Jesus e Salmo 91. Você pode adquirir o seu na Casa e Ótica Salvador ou na recepção da rádio Cidade Sol FM. De Pé Minha a Vitória Virá, um CD para tocar em você.
Postado do Blog Júnior Mascote:
http://www.juniormascote.com.br/noticias/a-igreja-fam-lia-de-deus-do-mandacaru-est-lan-ando-o-cd-de-p-minha-vit-ria-vir/

A FAMÍLIA PSC JEQUIÉ DARÁ APOIO À GESTÃO DO PREFEITO SERGIO DA GAMELEIRA




ALA JOVEM E CANDIDATOS À VEREADORES 2016

O PSC - Partido Social Cristão de Jequié se reuniu nesta quarta-feira, 28, para decidir o rumo do partido em relação ao novo governo jequieense. Por unanimidade, a sigla resolveu apoiar o Governo Sérgio da Gameleira sob a perspectiva de ajudar no soerguimento socioeconômico de Jequié.

Na ocasião, os presentes sustentaram que o PSC deve apoiar as propostas necessárias à organização da cidade, no intuito de melhorar as condições de vida da população.

O vereador Admilson Careca reiterou o apoio ao Vereador Ivan do Leite para Presidente da mesa diretora da Câmara, e creditou essa decisão à confiança que tem no presidente da legenda, Verivaldo Santana, e no prefeito Sérgio da Gameleira, de quem espera um governo austero e voltado para o bem do povo sofrido de Jequié.


VEREADOR ADMILSON CARECA (CAMISA AZUL)


VERIVALDO SANTANA FAZENDO A SELF DA FAMÍLIA PSC JEQUIÉ
ASCON PSC JEQUIÉ

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

JUSTIÇA PROCURA CREDORES DO CONSÓRCIO GOODWAY DOS ANOS DE 1990 PARA PAGAR ...

Dez mil credores para dividir indenização de R$ 45 milhões

Força-tarefa procura donos de dez mil indenizações contra o consórcio Goodway, de veículos, que fez sucesso nos anos 1980 e deixou muita gente na mão em 1995
Uma busca implacável aos donos de 10.370 indenizações do consórcio Goodway, que faliu em 1995. Na 4ª Vara Empresarial, a massa falida tem à disposição R$ 45 milhões para pagar a quem comprou veículos em 50 meses, com lances a partir do 25º mês, na década de 80, mas não recebeu por causa da falência judicial. O patrimônio da empresa vai aumentar em no mínimo R$ 2,5 milhões, quando o último imóvel — um apartamento no Atlântico Sul, na Barra — for leiloado dia 25 de agosto. Mas parte da grana pode retornar aos herdeiros de Francisco Mário de Barros e Espólio de Ascendino Barros Sobrinho, sócios do consórcio, se os beneficiários não forem localizados.
Para quem pode estar no grupo, capaz de abocanhar valores que variam de R$ 70 a R$ 27 mil em plena crise, a Justiça, o Ministério Público e os administradores da massa falida, do escritório MVB Consultores Associados, montaram call-center com os números com o DDD 21 97639-4929 (Claro); 98530-7237 (Nextel); 96529-2096 (TIM) e 96785-3658 (Vivo) para atender os beneficiários, de segunda-feira a sexta-feira, das 9h30 às 12h30 e das 13h30 às 18h. Há ainda a opção de acesso ao site www.mvbgoodway.com.br e a página do Facebook, ‘Consórcio massa falida Goodway’.
“As pessoas precisam comprovar com documentos que compraram o consórcio”, afirmou o juiz Paulo Assed Estefan, da 4ª Vara Empresarial. Para ajudar a localizar os donos dos créditos, o Banco Central foi notificado para enviar toda a documentação da época. Mas, por enquanto, o banco só enviou a lista de nomes sem os CPFs. “O que dificulta muito em função dos homônimos. Voltamos a pedir tudo que o BC tem a respeito de quem fez o consórcio”, explicou o promotor Leonardo Marques. A lista de nomes entregue à Justiça consta no processo sob o número 0001449-64.1995.8.19.0001.
Promotor Leonardo Marques procura atualizar a lista dos credores a partir dos dados enviados pelo Banco Central. Mas a instituição não informou CPFs, “o que dificulta muito em função dos homônimos”. Foto: Márcio Mercante / Agência O DIA
Promotor Leonardo Marques procura atualizar a lista dos credores a partir dos dados enviados pelo Banco Central. Mas a instituição não informou CPFs, “o que dificulta muito em função dos homônimos”. Foto: Márcio Mercante / Agência O DIA
O Banco Central interveio no consórcio em 1986 ao identificar que havia má gestão. Em 31 de julho de 1995, a pedido dos sócios, o juiz José Carlos de Figueiredo, da 8ª Vara de Falências e Concordatas da Comarca da Capital, decretou a falência. Hoje, o caso está na 4ª Vara Empresarial. Isso porque foi identificado que a Barros e Barros Administradora de Consórcio Ltda, dona da Goodway, tinha um rombo de R$ 19,2 milhões. “Vários credores, como os trabalhistas, já receberam. O esforço é para encontrar os outros”, afirmou Carlos Alexandre Machado Neuman, um dos administradores da massa falida.
Credores fazem queixa de valor defasado
“Nunca esqueci esse consórcio. Guardei toda a documentação e acompanho o processo. Minha filha tem 25 anos e nem sequer sabia”, revelou a aposentada Suzanna Brasileiro de Mello, de 54 anos, que viu na década de 80 ruir o sonho de comprar o primeiro carro, um Fiat Uno.
Ela entrou no consórcio quando a moeda era Cruzeiro. De lá pra cá, passou pelo Cruzado, Cruzado Novo, Cruzeiro novamente, Cruzeiro Real, até o Real de hoje e tem a receber R$ 6.627,73. “Não dá para nem pensar em comprar carro”, reclamou.
Segundo José Vianna, um dos administradores da massa falida da Goodway, o Call-Center recebeu 100 telefonemas, e 24 pessoas se habilitaram para receber suas indenizações. No fim do mês, a lista será encaminhada à 4ª Vara Empresarial, e os pagamentos começarão a ser feitos após o recesso do Judiciário em função da Olimpíada, no fim de agosto. A baixa indenização aborrece Miquelina Pereira Ferreira de Matos, 69, que tem direito a R$3.800,13. “Não compro nem bicicleta”, protestou.
Quantia a receber ainda pode dobrar
Os valores que serão pagos aos credores são baixos porque foram corrigidos até 1995, quando foi decretada a falência, como determina a lei. Na primeira rodada de pagamentos, cada beneficiário recebe 50% do que teria direito. “Eles podem receber mais 50% à medida que forem feitas novas rodadas de rateio”, explicou José Vianna.
Paulo Estefan, juiz da 4ª Vara Empresarial, que, junto com o Ministério Público e o escritório MVB, administra o pagamento das indenizações, alerta para que se junte toda a documentação possível. Foto: Márcio Mercante / Agência O DIA
Paulo Estefan, juiz da 4ª Vara Empresarial, que, junto com o Ministério Público e o escritório MVB, administra o pagamento das indenizações, alerta para que se junte toda a documentação possível. Foto: Márcio Mercante / Agência O DIA
A massa falida mantendo a capacidade de pagamento, credores que apareceram podem ter os valores corrigidos até hoje. “Tentamos achar todos. Mas se eles não aparecerem, novos rateios são feitos com quem se habilitou. E o que sobrar volta para os herdeiros dos sócios”, esclareceu. A Goodway operou no Rio, São Paulo e Minas Gerais. Anúncios sobre pagamentos foram publicados em jornais.
Grifo Nosso: Saiba quem tem direito à receber no link abaixo!

Postado do Blog O Dia:

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

UM JUIZ DE CORAGEM QUE AFRONTA PODER JUDICIÁRIO E MINISTÉRIO PÚBLICO EM NOME DA ÉTICA E MORALIDADE...

Juiz de SC recorre na Justiça para anular aposentadoria compulsória

Conforme advogado, processos serão levados ao STF e STJ. Magistrado foi condenado pelo TJSC por humilhação pública de servidores
Um juiz de Santa Catarina entrou na Justiça para anular a decisão da última quarta-feira (20) pelo Tribunal de Justiça do estado (TJSC), que determinou sua aposentadoria compulsória. Segundo o advogado do magistrado, os processos vão tramitar no Supremo Tribunal Federal (STF) e no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Juiz Fernando Cordioli será transferido de Otacílio Costa para Sombrio
"O processo foi cheio de nulidades. Os desembargadores que levaram em conta a aposentadoria dele acompanharam os votos do relator e não levaram em conta o prejuízo para a própria comunidade catarinense", disse o advogado Anderson Gama.
O juiz Fernando Cordioli Garcia, de 35 anos, estava afastado desde dezembro de 2015. De acordo com o advogado Gama, a comarca de Ibirama está há 220 dias sem juiz por conta do afastamento.
A atuação em Ibirama ocorreu após o afastamento de outras duas comarcas. O juiz recebeu  23 acusações distintas, referentes à atuação dele em Otacílio Costa, na Serra catarinense, e Sombrio, no Sul, em 2014 e 2015. O juiz foi considerado culpado de 16 delas.
Recursos
Conforme Gama, assim que a decisão da aposentadoria for publicada, será enviado um recurso ao STJ. Também já há um recurso que tramita no STF para revogar a decisão da sessão que julgou a aposentadoria. "O juiz está sofrendo assédio moral de muitos meios", disse o advogado.
Segundo Gama, uma ação de dano moral contra desembargador Rodrigo Collaço também foi feita. "Fui comunicado e tenho total tranquilidade de exercer minha função. Não aceito nenhum tipo intimidção e vou julgar sempre de acordo com a minha consciência", disse o desembargador ao G1.
Decisão TJSC
Segundo o TJSC, o juiz Cordioli foi considerado culpado por perseguição e humilhação pública de servidores, desmandos administrativos e descortesia no trato com integrantes do sistema judicial.
A votação do pleno do TJSC ocorreu na manhã de quarta (20). O juiz Fernando Cordioli Garcia, de 35 anos, estava afastado desde dezembro do ano passado. ( Saiba porque ele esta afastado no comentário de Boechat: https://www.youtube.com/watch?v=W4DbgKKV6x0)
“Trata-se de um magistrado de comportamento onipotente, que não vê limites em sua atuação", afirmou o desembargador Ernani Guetten de Almeida, relator do processo administrativo.
No total, 41 desembargadores votaram pela aposentadoria compulsória do juiz, contra outros quatro votos. O juiz entrou para a magistratura do estado em 2007.
A aposentadoria vale a partir do momento da publicação da decisão pelo TJSC, que não ocorreu até esta sexta (22).

Postado do Portal G1
Resultado de imagem para logo g1
http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2016/07/juiz-de-sc-recorre-na-justica-para-anular-aposentadoria-compulsoria.html

Imagem Correio Lageano:
http://www.clmais.com.br/informacao/64960/juiz-fernando-cordioli-ser%C3%A1-transferido-de-otac%C3%ADlio-costa-para-sombrio

sábado, 24 de dezembro de 2016

MENSAGEM PARA TODOS NÓS!

Resultado de imagem para mensagem para todos nós

"Enfeite a árvore de sua vida
com guirlandas de gratidão!
Coloque no coração laços de cetim rosa,
amarelo, azul, carmim.
Decore seu olhar com luzes brilhantes
estendendo as cores em seu semblante.
Em sua lista de presentes
em cada caixinha embrulhe
um pedacinho de amor,
carinho,
ternura,
reconciliação,
perdão!
Tem presente de montão
no estoque do nosso coração
e não custa um tostão!
A hora é agora!
Enfeite seu interior!
Seja diferente!
Seja reluzente!"

Cora Coralina

FELIZ NATAL PARA TODOS!

Imagem:

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016


INDIGNAÇÃO É A PALAVRA DO ANO PARA OS PENSIONISTAS DO IPREJ


283849b9-f9ab-47df-ae8c-4f5e9333513f
SERVIDORES DA PREFEITURA DE JEQUIÉ SENDO HUMILHADOS PELO GOVERNO BRITTO (PP)
Indignação não foi escolhida a palavra do ano em 2016 pelos brasileiros por acaso. Em Jequié, por exemplo, ela representa com fidelidade a situação dos aposentados e pensionistas do IPREJ que, para receberem seus proventos, tiveram de se humilhar todo mês como ocorre agora em relação ao pagamento do 13º salário. A imagem acima mostra a rotina de mais um dia de plantão na porta do Instituto Municipal de Previdência.

MATERIA RELACIONADA:

INSTITUTO PREVIDENCIÁRIO DE JEQUIÉ E A ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA...

http://www.sandovaloprotestante.com.br/2016/02/instituto-prevideciario-de-jequie-e.html

Relatório final da CPI do IPREJ em Jequié


VEJA FOTO DOS VEREADORES QUE NÃO APOIARAM A CPI DO IPREJ (LINK ABAIXO)

MAGISTRADO DO PT: O JUÍZ QUE COA O MOSQUITO E ENGOLE O ELEFANTE!

URGENTE – Juiz que autorizou condução de Malafaia foi afastado da Operação Zelotes por beneficiar grupo de filho de Lula


POR OSWALDO · PUBLISHED 21 DE DEZEMBRO DE 2016 · UPDATED 21 DE DEZEMBRO DE 2016


Juiz que autorizou  condução coercitiva de Malafaia é acusado de obstruir investigação de operação que investiga Luis Claudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva
O juiz da 10ª vara de justiça federal do DF, Ricardo Augusto Soares Leite, que autorizou a condução coercitiva de Malafaia foi notificado pela Corregedoria Nacional de Justiça (CNJ) para que se defenda de uma acusação por obstruir uma grande investigação do MPF na Operação Zelotes, o que beneficiou diretamente o grupo do filho do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva.
Ricardo Leite indeferiu os pedidos de prisão temporária de 26 investigados na Operação e não concedeu a prorrogação do monitoramento das escutas telefônicas e de e-mail dos envolvidos. Além disso, o juiz determinou o sigilo das investigações, pois, segundo ele, “provocaria desnecessária exposição da intimidade dos investigados perante os meios de comunicação”. Ou seja, o juiz indeferiu pedidos de prisão contra políticos e agentes corruptos mesmo com robustos fatores probatórios alegando  “exposição”, mas defere a condução coercitiva de Malafaia. Dois pesos e duas medidas. Neste esquema da Zelotes, grandes empresas e escritórios de advocacia lesaram os cofres públicos e cerca de R$ 20 bilhões. Após pedido de suspeição do MPF em relação ao juiz, Ricardo Leite foi afastado do caso.
A investigação foi batizada de “Operação Timóteo” fazendo uma referência à Bíblia, onde no livro de Timóteo cita que aqueles que desejam ficar ricos caem em tentação e acabam mergulhando na ruína e destruição. Existem indícios de perseguição religiosa neste caso, porque a operação investiga um desvio de R$ 70 milhões e existe uma tentativa clara de colocar Malafaia no centro das atenções, com manchetes jornalísticas ou pseudo jornalísticas o colando como alvo da operação. Ao contrário do que está sendo propagado de forma irresponsável, o pastor foi conduzido coercitivamente por um depósito de R$ 100 mil que recebeu de oferta e que por conta própria ela mesmo abriu seus extratos e comprovou a origem e destino do dinheiro.

Corregedoria

Em maio, a Corregedoria do Tribunal Regional Federal da 1ª região já havia acatado representação do Ministério Público Federal contra o magistrado. Dados do Portal da Transparência revelam que, em 2014, a 10ª Vara Federal do DF – que está sob responsabilidade de Ricardo Leite – teve 499 processos julgados, enquanto, no mesmo período, a 12ª Vara teve 1537, número três vezes superior.
Extrato de conta corrente e cópia de cheques de Silas Malafaia provam inocência de pastor que foi vítima de abuso de autoridade e sensacionalismo
Em uma tentativa de denegrir a 
imagem de um dos pastores mais influentes do Brasil, parte da mídia brasileira prestou um desserviço ao jornalismo. Com uma manchete clichê que se repetiu na maioria dos jornais, muitos veículos de comunicação informaram que Silas Malafaia seria alvo de uma grande investigação da Polícia Federal. Na verdade, a operação prendeu 16 pessoas e realizou 29 conduções coercitivas, uma delas de Malafaia. A operação investiga corrupção na cobrança de royalties da exploração de Recursos Minerais em diversas prefeituras no país. A PF queria saber se uma oferta recebida pelo pastor teria sido usada para lavar dinheiro. Hipótese que cai por terra com a apresentação destes documentos neste BLOG.


Sem titubear, o pastor presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, mostrou seu extrato bancário e provou o destino e a origem da doação de R$ 100 mil reais que ele recebeu de um advogado que é investigado em uma operação da Polícia Federal.  Além do extrato, Malafaia também apresentou os cheques nominais que revelam que o destino do dinheiro foi a sua igreja e a Associação Vitória em Cristo.
Malafaia foi surpreendido na manhã desta sexta-feira com agentes da polícia federal em sua residência no Rio de Janeiro para uma condução coercitiva, sob a suspeita infundada de lavagem de dinheiro, mas o pastor estava em São Paulo para inauguração de uma de suas igrejas. Mesmo indignado com a ação desnecessária e midiática , ele se apresentou e prestou depoimento a PF.

Os documentos apresentados por Malafaia espontaneamente pelas redes sociais, revelam o equívoco da condução coercitiva autorizada pelo juiz Ricardo Augusto Soares Leite, que está sendo investigado por aliviar a barra da turma dos amigos do filho do ex-presidente Lula. A quebra de sigilo bancário só pode ser autorizada pela justiça, mas o pastor resolveu mostrar para provar de forma incontestável que um circo foi montado para tentar o descredibilizar por seus posicionamentos firmes.
“Em 2013, eu recebi em meu escritório o pastor Michael Abud, meu amigo há ais de 20 anos, sobre um membro da igreja dele, que é empresário, para me dar uma oferta pessoal. Ele me deu uma oferta de R$ 100 mil depositado na minha conta, declarado no Imposto de Renda”, disse.
Ao ser indagado sobre o depósito ter sido em sua conta pessoal, e não na da Igreja, Malafaia respondeu que “é muito fácil” fazer essa diferenciação. “Recebo oferta, como vários pastores. Eu fui na igreja desse pastor Abud, que é meu amigo, em 2011. ‘Ore aqui por um empresário que está envolvido em negócios’. Eu orei por ele. Em 2013, o Michael Abud me liga e diz: ‘Silas, sabe aquele empresário por quem você orou? Ele quer fazer uma oferta pessoal. Eu não recebi oferta só de R$ 100 mil não. Recebo ofertas até maiores e declaro no Imposto de Renda. Não tem nada escondido, não tem nada oculto. A diferença é que as pessoas dão oferta ou para o pastor ou para a instituição. Muito mais na instituição do que para o pastor”, disse. 


quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

MOVIMENTO CIVIL ORGANIZADO NÃO VAI DEIXAR BARATO COM OS VEREADORES DE JEQUIÉ...

Nota Pública do MCO



1483093_510903492353918_1993629266_nO Movimento Civil Organizado lamenta a aprovação do Projeto de Lei/Resolução para reajuste dos salários dos vereadores, prefeito, vice e secretários para a próxima legislatura. Mas não ficaremos apenas nas lamentações. Vamos recorrer ao Poder Judiciário para anular esse ato repleto de ilegalidades – e muito mais de imoralidades. No mais, lamentamos os ânimos exaltados na última terça-feira, 20/12 e não compactuamos com atos de vandalismo, especialmente vandalismo de Estado, como o que foi feito por alguns Vereadores de Jequié e tampouco nos curvamos a intimidações ou mentiras que procuram retirar o foco da realidade e transformar agressores em vítimas. 

Movimento Civil Organizado de Jequié – MCO.

MATÉRIA RELACIONADA:

PASSA BEM UMA DAS VÍTIMAS DE ATROPELAMENTO PRATICADA POR ASSESSOR DE VEREADOR...



VEREADORES DE JEQUIÉ FAZEM VOTAÇÃO EM UM MINUTO E MEIO APROVANDO AUMENTO DE SALARIO E ENCERRAM SESSÃO EM SEIS MINUTOS...
Subsídios: Manifestantes cobram revogação da decisão

Postado do Blog Jequié e Região:
cropped-logo-3.gif