WEB RÁDIO JESUS A VIDA

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

O VULCÃO DO PP - TÂNIA BRITTO A POMPÉIA DA BAHIA...

Resultado de imagem para vesuvio pompeia
Como um circo dos horrores que desarma suas tendas e abandona a cidade, fugindo na calada da madrugada... É exatamente este o sentimento que perpassa ao povo de Jequié, nestes últimos dias da Pompéia baiana. Na Pompéia romana, um vulcão deu fim à cidade e seu povo. Na Pompéia baiana, a calamidade que vem arrasando a cidade é a gestão Tânia, Roberto Britto e Euclides Fernandes. A coisa anda tão desenfreada que a esperança de algo mudar a partir de 1 de janeiro já se torna desesperador. O povo já não aguenta mais!!!! As pessoas nas ruas da cidade não comentam outra coisa. Nos meios políticos já se sabe que a gestão de Tânia não deixará pedra sobre pedra. A tempestade de licitações dos últimos dias deixa perguntas no ar: Porque destas licitações agora, em fim de mandato? Porque valores tão altos? Qual a verdadeira intenção por trás dessas licitações? O Diário Oficial do município vem apresentando diversas licitações novas, sobretudo as que envolvem a aquisição de gêneros alimentícios e consumo. Neste fim de mandato os valores envolvidos nessas licitações são absurdos. Em apenas dois desses lotes os valores licitados chegam a quase um milhão e meio de reais. Sendo que faltam quase dois meses para Tânia e sua trupe descer a ladeira da balança, é de se estranhar os valores dessas licitações. A Lei de Responsabilidade fiscal (Lei 101/2000), em seu artigo 42, preconiza que: É vedado ao titular de Poder ou órgão referido no art. 20, nos últimos dois quadrimestres do seu mandato, contrair obrigação de despesa que não possa ser cumprida integralmente dentro dele, ou que tenha parcelas a serem pagas no exercício seguinte sem que haja suficiente disponibilidade de caixa para este efeito. O dispositivo legal diz que o administrador público não poderá – a partir de maio do ano eleitoral – contrair obrigações que não possam ser satisfeitas dentro do exercício fiscal. Logo, não se trata de vedação para contratação e sim uma “restrição”. O gestor público poderá contratar normalmente desde que tenha recurso disponível para o pagamento da obrigação assumida. Como é que a gestão Tânia, Roberto Britto e Euclides Fernandes que não consegue sequer pagar os fornecedores da prefeitura, não pagam os estagiários, não pagam os motoristas escolares, não paga o transporte alternativo, não paga os terceirizados encontrou dinheiro para licitar quase um milhão e meio de reais em gêneros alimentícios e de consumo? De onde sairá este dinheiro? Qual é a grande mágica desta gestão do descalabro? Como é que a Pompéia do sertão vai sobreviver ao vulcão Tânia Britto?

Editorial da Cidade Sol FM
PROGRAMA CONEXÃO 2ª EDIÇÃO


Imagens Google:
http://m.megacurioso.com.br/acontecimentos-historicos/98977-6-erupcoes-vulcanicas-que-mudaram-o-mundo.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito agradecido pela sua visita. Deus o abençoe.
Thank you very much for your visit. God bless you.
Большое спасибо за ваш визит. Да благословит вас Бог.
Vielen Dank für Ihren Besuch. Gott segne dich.