WEB RÁDIO JESUS A VIDA

quarta-feira, 15 de junho de 2016

MANOBRA DO PT LEVA PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA BAHIA ATENTAR CONTRA O POVO!

Oposição entra com mandado de segurança para anular sessão na ALBA
A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia entrou com mandado de segurança no Tribunal de Justiça da Bahia pedindo a nulidade da sessão extraordinária realizada no Plenário da Casa na última segunda-feira, 13. A ação, protocolada no TJ-BA nesta quarta-feira, 15, questiona a legalidade da sessão aberta pelo Presidente Marcelo Nilo (PSL) com apenas 14 deputados, infringindo o regimento interno que determina um quórum mínimo de 21 parlamentares para que as sessões sejam iniciadas.
Os parlamentares oposicionistas acusam o presidente Marcelo Nilo de passar por cima da constituição para atender ao governo do Estado na votação e aprovação do regime de urgência ao Projeto de Lei do Executivo que institui condições para a manutenção de incentivos fiscais ao setor produtivo da Bahia.
O deputado Adolfo Viana (PSDB) informa que durante toda a sessão chamou a atenção do presidente da Casa e alertou para o fato da irregularidade, lembrando que a sessão ordinária havia caído por falta de quórum e que a extraordinária foi aberta sem cumprir a exigência regimental do número mínimo de parlamentares. "O que nos espanta é ver a Assembleia Legislativa se agachar à vontade do governador, cometendo irregularidades para votar e aprovar a urgência de um projeto questionado pelos setores produtivos que geram empregos e por parlamentares tanto da oposição quanto da base aliada".
Criticou o líder da bancada, deputado Sandro Régis (DEM), reforçando que o papel do Legislativo deveria ser justamente o de promover o debate e o diálogo, antes da votação de qualquer matéria, sobretudo os que trazem prejuízos para a sociedade. O tucano Adolfo Viana reforçou que além da irregularidade regimental da sessão, o projeto com urgência aprovada com voto contrário da oposição, vai aumentar impostos, quebrar as empresas e ampliar o número de desempregados na Bahia. O deputado Leur Lomanto Júnior também foi incisivo ao criticar a insistência do governo em adotar estratégias equivocadas para aumentar a arrecadação, sacrificando a classe produtiva que gera emprego e renda e atingindo de forma perversa os trabalhadores.


Texto extraído do: Grupo de WhatsApp Tribuna Livre jequié   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito agradecido pela sua visita. Deus o abençoe.