WEB RÁDIO JESUS A VIDA

sábado, 30 de abril de 2016

PSC JEQUIÉ, APOIA PRATICA DO XADREZ EM INSTITUIÇÕES CIVIS E MILITARES DA CIDADE

Marcel Rodeiro, Luiz Carlos e Presidente Verivaldo PSC Jequié
(Apoio aos Adeptos da Pratica do XADREZ)


Um dos principais jogos utilizado para diversas finalidades, o xadrez é definido como Jogo de Tabuleiro cuja natureza recreativa e competitiva entre dois oponentes, de origem Ocidental ou simplesmente de natureza internacional, distingue-se entre seus principais antecessores as diversas variantes atualizadas em suas versões. Refere-se por origem a área geográfica do Sudoeste da Europa, ainda na segunda metade do Século XV, época que também ficou famosa com o título de Renascimento, dentro da sua base histórica aponta a importância de origens do persianos e indianos, atualmente com utilização para aprendizagem de diversas áreas, principalmente a de Raciocínio Lógico para estudantes e concurseiros.

Pré-candidato a Vereador Tyrone Amaral 
e Luiz Carlos Idealizador do Projeto
( Apoio a Prática do XADREZ )

Um dos jogos mais populares do mundo, o queridinho entre milhões de adeptos no mundo que participam de torneios tanto de origens amadoras quanto profissionais, em clubes, associações, escolas, como também conta-se que a prática pela internet também se tornou popular, devido a correspondência ou informalmente relacionados. Sua partida é disputada sobre tabuleiro de casas claras e escuras, estrategicamente envolve a percepção dos oponentes, com propósito de estimular a concorrência sadia. O Pensador Francês René Descartes (1596 – 1650), definiu: “Penso, logo existo”. “Considerado o fundador da filosofia moderna, chegou a conclusão desta célebre frase enquanto buscava traçar uma metodologia para definir o que seria o “verdadeiro conhecimento”. 

Pré-candidato a Vereador Professor Tyrone Amaral 
e Luiz Carlos Idealizador do Projeto
(Apoio a Prática do XADREZ)

Objetivo: Detonar o seu principal oponente, através de um comando, o famoso Xeque-mate. Seus adeptos também recebem o nome de enxadrismo, desenvolveram várias estratégias com propósito de se atingir objetivos claros e definido com excelência. A estimulação da desistência do oponente mais enfraquecido antes da principal Voz de Comando.
Jorn. e Prof. Tyrone Wilson Amaral, pré-candidato a vereador pelo PSC, abraçou a idéia do Prof. e enxadrista Luis Carlos, incentivando a criação de uma Associação voltada ao desenvolvimento das estratégias, incentivando o raciocínio lógico de pessoas de várias idades, e com vários propósitos, incluindo, táticas operacionais de empreendedorismo, o caminho dos vencedores dentro do foco estrategista empresariais, pode sair do simples ato do pensar logicamente. É o Partido Socialista Cristão, abraçando o desenvolvimento empreendedor e educativo-cultural dentro da cidade de Jequié.

(Para quem diz que o nosso Jornal Digital não passa de Loucura, genialidade e loucura caminham juntas, Grandes Mentes abraçam Grandes Projetos - Tyrone Amaral), a eficiência da loucura, transformando a Sociedade.  

Regional Notícias / Raciocínio Lógico / Jequié e Região/ Tyrone W Amaral

Postado do Portal Regional Notícias:
http://www.regionalnoticas.com.br/2016/04/psc-jequie-apoia-pratica-do-xadrez-em.html

sexta-feira, 29 de abril de 2016

JEQUIÉ O GOVERNO DA TORRE DE LIXO DO PP/PT...

Jequié virou um lixão a céu aberto

Jequié virou um lixão a céu aberto
Jequié virou um lixão a céu aberto

Jequié virou um verdadeiro lixão a céu aberto, é possível ver o acúmulo de lixo em todas as ruas da cidade. Na manhã desta sexta-feira a reportagem do BJM percorreu algumas ruas de Jequié e encontrou muito lixo acumulado. A Empresa Torre suspendeu a coleta de lixo até que a Prefeitura de Jequié pague os cerca de 3,5 milhões de reais que deve a empresa responsável pela coleta de lixo. A orientação é que as pessoas guardem os resíduos em sacolas plásticas bem amarradas e suas residências até que a situação se normalize. O BJM entrou em contato com a direção da Torre, eles disseram que se a Prefeita Tânia Britto não pagar o que deve até o dia 5 de maio, irá rescindir o contrato. 

Postado do Blog de Júnior Mascote:

quinta-feira, 28 de abril de 2016

O PT – 'PARTIDO DOS TERRORISTAS' NA LINHA DO TEMPO

A historia é a mãe de todas as verdades!!!

https://www.facebook.com/endireitabrasil/photos/pb.97663407343.-2207520000.1461863662./10153279199392344/?type=3&theater
1985 - O PT é contra a eleição de Tancredo Neves e expulsa os deputados que votaram nele.
1988 - O PT vota contra a Nova Constituição que mudou o rumo do Brasil.
1989 - O PT defende o não pagamento da dívida brasileira, o que transformaria o Brasil num caloteiro mundial.
1993 - Presidente Itamar Franco, convoca todos os partidos para um Governo de Coalizão pelo bem do país. O PT foi contra e não participou.
1994 - O PT vota contra o Plano Real e diz que a medida é eleitoreira.
1996 - O PT vota contra a reeleição (hoje defende).
1998 - O PT vota contra a privatização da telefonia, medida que hoje nos permite ter acesso a internet e mais de 150 milhões de linhas telefônicas.
1999 - O PT vota contra a adoção do câmbio flutuante.
1999 - O PT vota contra a adoção das metas de inflação.
2000 - O PT luta ferozmente contra a criação da lei da responsabilidade fiscal, que obriga os governantes a gastarem apenas o que arrecadarem, ou seja, o óbvio que não era feito no Brasil. por que será?
2001 - O PT vota contra a criação dos programas sociais no Governo Fernando Henrique Cardoso: Bolsa Escola, Vale Alimentação, Vale Gás, Peti e outras... bolsas são classificadas como esmolas eleitoreiras e insuficientes. Quase toda estrutura sócio-econômica do Brasil, foi construída no período listado acima.
O PT foi contra tudo e contra todos. Hoje roubam todos os avanços que os outros partidos promoveram, e posam como os únicos construtores de um país democrático.
Já que o PT foi contra tudo e contra todos desde a sua fundação, fica uma pergunta para que os leitores respondam: Em 13 anos de governo, quais as reformas que o PT promoveu no Brasil para mudar o que os seus antecessores deixaram?
Lembre-se sempre: "Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora, e fazer um novo fim".
Esta é uma comunicação oficial do Instituto Endireita Brasil.
Reenvie imediatamente esta mensagem para toda a sua lista. O Brasil agradece. Hoje somos apenas 1.340.976, mas poderemos ser milhões, colabore!...
Envie para seus contatos. Não vamos fazer como os alemães que em 1934 "deixaram" o Partido Nazista (Partido dos Trabalhadores) deitar e rolar, e depois tiveram suas vidas e a nação completamente destruídas, assim como os cubanos e venezuelanos...
Eu já passei para você... Eu já fiz a minha parte... O que está escrito aí acima é história, e não ficção !!! Acorde !!!l


Postado do Portal Endireita Brasil:

terça-feira, 26 de abril de 2016

PREFEITA DE JEQUIÉ - BAHIA, TÂNIA BRITTO (PP) PRESTE A CAIR... O BICHO TÁ PEGANDO!

Vereadores devem apresentar pedido de afastamento de Tânia Britto nesta terça, 26



Câmara de Vereadores, Rua 2 de Julho. Imagem: Souza Andrade
Vereadores devem apresentar pedido de afastamento de Tânia Britto do cargo de Prefeita na sessão da Câmara Municipal desta terça-feira (26.04.16), baseado nos supostos crimes praticados no âmbito do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Jequié - IPREJ. As denúncias são consideradas muito graves. É importante a população acompanhar a reunião. Os fatos apontados pela CPI estão sendo juntados a outras denúncias também consideradas graves. O pedido deverá ser lido e colocado em votação na mesma sessão e tudo indica que nenhum vereador ficará contra diante do que será apresentado, informou uma fonte. A admissibilidade é dada como certa porque os vereadores não podem deixar de cumprir uma das suas principais funções que é a de fiscalizar, continua a fonte. A situação do IPREJ é considerada um escândalo pelos vereadores do G9. Os aposentados, pensionistas e beneficiários de auxílio doença vêm recebendo seus proventos sempre com atraso. O fim do mês de se aproxima e ninguém em sã consciência é capaz de afirmar que o pagamento deste mês de abril será feito dentro do prazo. Mas esta é apenas uma das consequências da má gestão.

Postado do Blog Jequié e Região:
:: Jequié e Região ::

segunda-feira, 25 de abril de 2016

O DESAFIO MISSIONÁRIO ÉTNICO E LINGUÍSTICO




Os maiores desafios missionários, estão longe da prioridade da igreja urbana. Quem irá?????


O desafio missionário é tão árduo e grandioso que muitos não sabem por onde começar. Para facilitar nosso estudo, vamos afirmar que o desafio missionário precisa ser visto sob a ótica de 02 dimensões: o desafio étnico, o desafio linguístico.

O DESAFIO ÉTNICO
O que vem a sua mente quando você pensa na ideia de nação? Na língua portuguesa, costumamos nos referir as nações como sendo as pátrias ou países formalmente reconhecidos e organizados.
O texto da Mateus 24:14  E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim. 
Dentre as muitas características dos últimos dias, tais quais guerras e catástrofes, o mais importante critério para a volta de Jesus é que o evangelho seja pregado as nações. A questão aqui, no entanto, é que o termo original para nação é ethné, que quer dizer etnia é um grupo que possui a mesma língua, historia e cultura.
Portanto, quando falamos do mundo atual, não há simplesmente os 193 países reconhecidos pela ONU. Muito além dessa organização há no planeta aproximadamente 16.713 grupos étnicos. São povos e raças que estão entre os países organizados, mas que possuem suas próprias características.

O DESAFIO LINGUÍSTICO
Em Romanos 10:14 Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.
Ou seja, ouvir o evangelho é fundamental. E podemos concluir que, para que o evangelho atinja o coração, este deve ser pregado na língua do ouvinte. O segundo desafio, portanto, é desafio linguístico.
Há mais de 7.000 línguas no mundo, sendo que cerca de 900 são consideradas “semi-extintas” pelo guia Etnologue. Cerca de 2000 línguas possuem a Bíblia inteira ou parcialmente. Cerca de 4.000 línguas não possuem porções da Bíblia traduzida. A tradução esta em processo em cerca de 2.200 línguas. Cerca de 1.800 línguas ainda precisam que o trabalho de tradução bíblica seja iniciado.
Alguns podem não priorizar a tradução bíblica como tarefa missionaria já que 95% da línguas do mundo são faladas por apenas 5% da população. Ou seja, muitos idiomas ainda não alcançados são falados por etnias compostas por poucas pessoas.
Outro problema é que muitas das línguas do mundo são grafadas. Ou seja, não são escritas. Antes do trabalho de tradução, o missionário precisa antes criar o código, e em seguida alfabetizar a etnia, para que tenham acesso as escrituras.
Estima-se que das línguas sem tradução bíblica, 40% estão na África, 33% estão no nordeste da Índia e ou sudeste da China, 20% na Papua Nova Guiné, Indonésia e outros arquipélagos do Pacíficos.

BRASIL

Somente no Brasil há mais de 300 grupos étnicos, sendo que os povos indígenas são a grande maioria. Destes, mais de 150 grupos possuem menos de 5% de cristãos evangélicos, inclusive, algumas etnias não possuem cristãos.
A igreja não pode olhar para o mundo institucionalmente ou politicamente na hora de se organizar missões, visto que Deus olha para o mundo etnicamente. Dentre os povos citados, existentes hoje, cerca de 40% continua sem acesso ao evangelho.
Você é salvo em Jesus Cristo? Se a resposta é sim, este artigo deve estar queimando no seu coração. Quem irá até eles? Como essa obra deve ser feita?
Os maiores desafios missionários, estão longe da prioridade da igreja urbana. Quem irá?????

FONTE: APOSTILA IMPACTO GLOBAL A MISSÃO DA IGREJA EM 7 MOVIMENTOS 

Postado do Blog da Secretaria  MISSÕES E EVANGELISMO AD JEQUIÉ - BAHIA
http://semeadj.blogspot.com.br/2016/04/o-desafio-missionario-etnico-e.html

sexta-feira, 22 de abril de 2016

AOS INTELECTUAIS DE PLANTÃO QUE FALAM EM GOLPE MAS QUE DESCONHECE A HISTÓRIA...

PT protocolou 50 pedidos de impeachment em 12 anos: um a cada três meses!

[Imagem: blog-369-300x215@2x.jpg]
SENADORA ANA AMÉLIA


Incomodada com a insistência do governo federal e do PT de classificar o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff de “golpe”, contrariando a opinião até de ministros do Supremo Tribunal Federal, a senadora Ana Amélia Lemos encomendou levantamento sobre a conhecida relação íntima entre PT e impeachment.


O jornalista Clésio Andrade analisou a pesquisa que identificou 50 petições de impeachment de todos os presidentes da República entre 1990, para fazer um cálculo e concluir que ocorreram 50 pedidos em 12 anos, o que, arredondando, resulta em 4 por ano


Ou 1 a cada três meses, sem descontar os períodos de férias de julho e dezembro.
Conta Clésio Andrade:
Ana Amélia mencionou, para ilustrar, o pedido de impeachment feito pelo PT contra o então presidente Fernando Henrique, em 1999, início do segundo mandato. 
A acusação dizia que o FHC havia cometido crime de responsabilidade na execução do Proer, o Programa de Estímulo à Reestruturação do Sistema Financeiro Nacional.
Ao final do discurso, a senadora gaúcha avisou:
— Interpretam os fatos conforme as conveniências. Nada como um dia após o outro. Nada como documentos, nada como a história.
Nada como um dia após o outro para derrubar as mentiras petistas, expor seu evidente duplo padrão, sua hipocrisia.
Pedir impeachment de Collor era democracia. 
Pedir impeachment de FHC inúmeras vezes, por motivos banais, era democracia. 
Pedir o impeachment de Dilma é “golpismo”, algo que até os ministros “petistas” do STF rechaçam como algo absurdo. 
Essa turma é patética. Ninguém sério leva mais o PT a sério.


``Aqueles que buscam estabelecer sistemas de governo baseados no controle de todos os seres humanos por um punhado de governantes individuais, chamam isso de NOVA ORDEM´´.


Postado do Blog Anti Nova Ordem Mundial:

Fórum Anti Nova Ordem Mundial
http://forum.antinovaordemmundial.com/Topico-pt-protocolou-50-pedidos-de-impeachment-em-12-anos-um-a-cada-tr%C3%AAs-meses#ixzz46UEWVzjr

terça-feira, 19 de abril de 2016

O PSOL E A INSERÇÃO DE CENSURA VELADA NA INTERNET: FIM DA INTERNET ILIMITADA PARA IMPEDIR QUE O POVO SE EXPRESSE NA REDE???

Entenda porque o Marco Civil é responsável pelo limite da Internet


DEPUTADOS DO PSOL - IVAN VALENTE, CHICO ALENCAR & JEAN WYLLYS

Exatamente há dois anos, uma mobilização em massa de políticos e simpatizantes da esquerda fez aprovar o Marco Civil da Internet. Políticos como Jean Wyllys e Chico Alencar do PSOL foram para a TV aberta convencer a população de que era necessário acabar com a “anarquia” da Internet e leva as leis e burocracias à era digital. A ideia do Marco Civil era muito bonita no papel, trazia uma certa segurança aos usuários e teoricamente os problemas existentes, ou supostamente existentes, deixariam de existir graças ao governo. Mas problemas que não existiam anos atrás começam a vir à tona, e um deles é o limite da internet, uma tentativa imposta pelo cartel de operadoras de telefonia criado graças à Agência Estatal Anatel.
Um dos princípios do Marco Civil é a neutralidade de rede, que seria, traduzindo para o português claro, o socialismo na Internet. A proposta da neutralidade de rede é fazer com que as operadoras forneçam de forma igualitária a mesma banda de internet, com a mesma velocidade, para todos os aplicativos e sites. Isso significa que um site muito acessado como o Youtube deve ter exatamente a mesma banda que um site pouco acessado, mesmo que não seja a prioridade do cliente dessas operadoras.
A neutralidade de rede destruiu a forma criativa e dinâmica das operadoras e sites (ou aplicativos), que por meio da oferta e demanda dos serviços gerenciavam de forma eficiente os recursos escassos: a banda da internet. Por exemplo: as operadoras, ao perceberem que existia uma demanda para “streaming” de vídeo no Youtube, podiam aumentar a banda para esse serviço e diminuir a banda do Google. O buscador, ao perceber que a operadora reduziu sua banda, passava a fornecer um serviço mais leve, que consumia menos banda, para não prejudicar o acesso dos seus usuários. Dessa forma, de maneira “anárquica”, a Internet gerenciava os recursos escassos sem prejudicar os usuários, isto é, sem cortar o acesso à Internet.
A regulação do governo nos serviços da rede impede que os próprios membros da Internet gerenciem os recursos, ou seja, a forma descentralizada de gestão de recursos passou a ser centralizada de acordo com uma decisão do governo. Com o Marco Civil, se algum usuário baixar um “torrent” ao mesmo tempo que assiste um filme no Netflix, a operadora é obrigada a fornecer a mesma velocidade para ambos os sites. Como a neutralidade de rede não permite que as operadoras possam limitar o consumo de banda para aplicativos menos prioritários, elas decidiram, então, limitar a internet como um todo, respeitado o princípio de igualdade, com todos os aplicativos igualmente sem internet.
Ilustrando
Suponha que sua assinatura de Internet seja o equivalente a uma faixa na rodovia. Cada faixa da rodovia na prática é um fio de telefone ou um cabo de fibra-ótica, onde passam os Bits (0 e 1) que conectam seu computador ou seu celular a vários servidores no mundo todo. O espaço na rodovia que você tem direito a acessar é limitado (escasso), assim como o cabo de fibra-ótica que transfere suas informações pela Internet. Isso significa que, se existem muitos carros na rodovia, na sua mesma faixa, provavelmente a velocidade do seu carro será lenta. Na Internet é a mesma coisa, quanto mais usuários acessam os cabos de fibra-ótica das operadoras, mais lenta a Internet fica.
Agora imagine se o governo obrigasse todos os carros a ter a mesma velocidade de 110 km/h na rodovia. Se a rodovia estiver lotada, essa prática será impossível. Como a concessionária da rodovia iria lidar com esse problema? Provavelmente limitando o número de carros. Na prática, as operadoras de telefonia lidam com esse mesmo problema: para manter a mesma banda para todos os aplicativos e sites, como manda o princípio de neutralidade de rede imposto pelo estado, elas são obrigadas a limitar a Internet.
A outra solução seria aumentar o investimento em infraestrutura. Uma rodovia com maiores espaços faria com que os carros pudessem fluir melhor. Uma Internet com mais infraestrutura conseguiria garantir melhor velocidade para todos. O problema é que, assim como não se constrói uma rodovia que corta o país inteiro da noite para o dia, não se coloca um cabo de fibra-ótica no mar ou se lança um satélite em órbita em pouco tempo. Realizar investimento em infraestrutura também necessita de aprovação da Anatel, que demora até cinco anos para liberar a instalação de uma antena de celular, por exemplo. Ainda há burocracia de ambientalistas e enormes encargos cobrados pelo governo. A Anatel também limita a concorrência e não deixa outras operadoras entrarem no mercado – por meio do regime de concessões, licitações bilionárias onde pouquíssimas empresas têm capacidade financeira de participar – e ficamos reféns de poucas operadoras de alcance nacional.
Para Concluir
O erro de políticos como Jean Wyllys e Chico Alencar, ao aprovar o Marco Civil da Internet, foi acreditar que o Estado pode revogar as leis da economia. Não há como distribuir recursos escassos igualmente para todos, a não ser que todos fiquem igualmente sem nada. Foi assim com o socialismo, onde a miséria foi igual para todos, e está sendo assim com o princípio de neutralidade de rede. O Economista Americano Thomas Sowell já havia alertado sobre essas práticas nefastas dos políticos: “A primeira lei da economia é a escassez. A primeira lei da política é ignorar a primeira lei da economia.”. 
O Estado jamais irá resolver o problema de escassez como propõem os políticos, mas pode gerar ainda mais problemas. A solução não é criar mais leis e mais regulações, mas sim eliminar todas as intervenções estatais, começando pela Anatel.

Postado do Blog ILISP:

AEROPORTO DE JEQUIÉ: PARABÉNS PROFESSOR JORGE BARROS, PARABÉNS CONSELHO COMUNITÁRIO, VOCÊS PRODUZEM PROGRESSO!!!

Aeródromo de Jequié está liberado pela ANAC

Aeródromo de Jequié está liberado pela ANAC
AERÓDROMO - PREFIXO SNJK
A Agencia Nacional de Aviação Civil liberou a pista do aeródromo (aeroporto) de Jequié para pousos e decolagens. A informação foi confirmada na manhã desta terça feira (19) no Diário Oficial da União. Art. 1º Atestar que o aeródromo de Jequié (SNJK), localizado no município de mesmo nome, no Estado da Bahia, atende às condições necessárias para ser reaberto ao tráfego aéreo. Tendo em vista já ter sido solicitada ao Instituto de Cartografia Aeronáutica (ICA) a exclusão do aeródromo das publicações aeronáuticas, e ter sido publicado o NOTAM permanente Z3024/2015, a reabertura ao tráfego do aeródromo dependerá de atualização do cadastro do mesmo. Essa foi uma luta do Professor Jorge Barros e do Conselho Comunitário de Jequié para que o aeródromo fosse reaberto e reformado.
INFORMAÇÕES TÉCNICAS COMPLETA DO AERÓDROMO DE JEQUIÉ 
http://www.flightmarket.com.br/pt/anuncio/aeroporto/SNJK
Postado do Blog de Júnior Mascote:

segunda-feira, 18 de abril de 2016

VEJA ESTADOS E PARTIDOS QUE MAIS VOTARAM PELO IMPEACHMENT NA CÂMARA


Rosanne D'AgostinoDo G1, em São Paulo

Deputados aprovaram prosseguimento por 367 a favor e 137 votos contra.
Processo seguirá para o Senado, que define se julgará a presidente.

A Câmara dos Deputados aprovou neste domingo (17) o prosseguimento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Foram 367 a favor, 137 contra, 7 abstenções e duas ausências. Agora, o processo é encaminhado ao Senado, que decide se instaura o processo e julga o afastamento da presidente em definitivo.
  •  
Percentual de votação do impeachment por estado (Foto: Arte/G1)
Em números absolutos, os deputados de São Paulo foram os que mais votaram pelo impeachment, com 53 votos a favor e 13 contra. Em seguida aparecem Minas Gerais e Rio de Janeiro. O que mais votou contra foi a Bahia, com 22 contra e 15 a favor. No Amazonas e em Rondônia, 100% dos deputados foram a favor do impeachment. Os menores percentuais a favor foram no Amapá (37,5% a favor), Bahia (38,5%) e Ceará (40,9%).
Entre os partidos, PMDB (59 a favor e 7 contra), PSDB (52 a favor), PP (38 a 4, e 3 abstenções) e PSB e DEM (29 cada) foram os que mais votos deram ao impeachment. Percentualmente, PSDB, DEM, PRB, SD lideram a lista dos nove partidos que votaram 100% pelo impeachment. PCdoB, PSOL e PT votaram 100% contra o impedimento.
Votação do impeachment por estado (Foto: Arte/G1)
Ads by AlbireoAd Options
  •  
Votação do impeachment por partido (Foto: Arte/G1)
Percentual de votação do impeachment por estado (Foto: Arte/G1)




























Postado do Portal G1:
Resultado de imagem para g1, imagem