WEB RÁDIO JESUS A VIDA

domingo, 28 de fevereiro de 2016

MUÇULMANA SAUDITA PERGUNTA: O QUE ACONTECERIA SE OS CRISTÃOS COMETESSEM ATOS TERRORISTAS CONTRA OS MUÇULMANOS?

Bob Unruh



Uma muçulmana saudita escreveu um artigo pedindo que os adeptos do islamismo rejeitem a violência que vem sendo executada no nome do islamismo.
“Imagine um rapaz ocidental chegando aqui e executando uma missão suicida numa de nossas praças públicas no nome da Cruz”, escreveu Nadine Al-Budair, uma jornalista saudita que vivem no Qatar.
“Imagine que dois edifícios arranha-ceus tivessem caído em alguma capital árabe, e que um grupo cristão extremista, usando roupas antigas de um milênio atrás, tivesse aparecido para assumir responsabilidade pelo ocorrido, enquanto ao mesmo tempo frisasse sua determinação de reviver ensinos cristãos ou algumas normas cristãs, de acordo com sua compreensão, de viver como na época [de Jesus] e seus discípulos, e implementar certos decretos de acadêmicos cristãos.”
Ela escreveu o artigo para o jornal do Kuwait Al-Rai, de acordo com o Instituto de Pesquisa de Mídia do Oriente Médio, que monitora os meios de comunicação do Oriente Médio.
“Imagine ouvir as vozes de monges e padres de igrejas e casas de oração no mundo árabe, gritando em alto-falantes e jogando acusações contra os muçulmanos, chamando-os de infiéis e cantando: "Deus, elimine os muçulmanos e derrote-os todos,’” ela escreveu. “Imagine que tivéssemos fornecido para um número infinito de grupos estrangeiros vistos, identidades, cidadanias, empregos bons, educação grátis, assistência médica moderna grátis, seguridade social, etc, e mais tarde um membro desses grupos aparecesse, cheio de ódio e sede de sangue, e matasse nossos filhos em nossas ruas, em nossos prédios, em nossos escritórios jornalísticos, em nossas mesquitas e em nossas escolas.”

Traduzido por Julio Severo do original em inglês do WND (WorldNetDaily): Saudi Muslim: Imagine Christians shooting at us

Postado do Blog de Júlio Severo:

sábado, 27 de fevereiro de 2016

INSTITUTO PREVIDENCIÁRIO DE JEQUIÉ E A ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA...

Relatório final da CPI do IPREJ em Jequié
Relatório final da CPI do IPREJ em Jequié
Relatório final da CPI do IPREJ em Jequié
PARECER FINAL DA CPI DO IPREJ        
Os vários depoimentos colhidos por esta CPI, bem como os documentos obtidos, revelaram que pesa uma quantidade significativa de indícios de irregularidades e ilicitudes sobre diversos procedimentos realizados no âmbito do Instituto da Previdência do Município de Jequié - IPREJ.           
Diante do quadro que se apresentou, a partir da apuração dos fatos, onde fora confirmadas irregularidades, entendemos que medidas judiciais e administrativas devem ser adotadas.           

Na esteira do elenco de fatos expostos nesse relatório, entendemos ser necessária e urgente uma ação mais efetiva do poder público municipal instituído, que resulte no maior controle e fiscalização dos atos praticados pelos agentes públicos.        

Diante de todos os fatos apurados por esta CPI, SUGERIMOS o indiciamento das seguintes pessoas:

1. TANIA DINIZ CORREIA LEITE DE BRITTO – Prefeita do Município     

(Conforme se depreende das provas colhidas no bojo das investigações constantes da CPI, corroborada com os documentos em anexo), está devidamente evidenciado que a Prefeita do Município de Jequié, Drª TANIA DINIZ CORREIA LEITE DE BRITO, cometeu crime de PECULATO, IMPROBIDADE ADMINIATRATIVA e APROPRIAÇÃO INDÉBITA PREVIDENCIARIA PREVISTA NO ART 168-a do Código Penal.  

O crime previsto no artigo 95, alínea D, da Lei 8.212/1991, revogado com o advento da Lei 9.983/2000, que tipificou a mesma conduta no artigo 168-A, do Código Penal, consuma-se com o simples não recolhimento das contribuições previdenciárias descontadas dos empregados.         

2- LUCAS BRITTO TOLOMEI – GESTOR DO IPREJ NO PERÍODO DE 02 DE JANEIRO DE 2009 ATÉ 31 DE DEZEMBRO DE 2012           

Conforme ficou evidenciado no curso das investigações, o gestor Lucas Tolomei, praticou excessos com recursos do IPREJ, tanto com gastos excessivos da taxa de administração correspondente a 2% dos recursos ordinários da Prefeitura, baseado no exercício anterior e ainda cometeu gastos exorbitantes e desnecessários com as contratações de prestadores de serviços e consultorias e na sua maioria com o mesmo objeto o que leva a crer que houve favorecimento ilícito, conforme documentos em anexo.    

Assim, necessário se faz que seja devidamente apurado tais excessos, inclusive oficiando o gestor do IPREJ atual, Dr. Emanoel Silva Almeida, que não atendeu a solicitação da Comissão Parlamentar de Inquérito em fornecer a documentação solicitação através de ofício conforme anexo, prejudicando assim a apuração mais detalhada dos fatos.  

3 - ARIANE BARBOSA ALVES – GESTORA DO IPREJ NO PERÍODO DE 09 DE JANEIRO DE 2013 ATÉ 08 DE DEZEMBRO DE 2014           

A administração da gestora Ariane Barbosa Alves, conforme apurado nas investigações causou danos irreparáveis ao erário do IPREJ, causando assim a falência total do Instituto com o endividamento incalculável, resultando no atraso de pagamento dos servidores aposentados.

Justifica-se a atitude da gestora na contratação exacerbada de consultorias, prestadores de serviços com majorações excessivas nos valores, inclusive o que chamou mais atenção foi a dissolução da comissão de licitação presidida pela Servidora Geovana Lacerda Oliveira que não aceitou os valores exorbitantes exigidos pela gestora para favorecer ilegalmente a empresa FRAGA E MORAES ADVOGADOS ASSOCIADOS, no valor anual de R$324.000,00 (trezentos e vinte e quatro mil reais) correspondente a R$27.000,00 (vinte e sete mil reais) mensais, por inexigibilidade, com o único objeto a prestação de serviços de assessoria e consultorias especializadas em direito previdenciário no âmbito administrativo e judicial em substituição a empresa ESA PREVIDÊNCIA, QUE RECEBIA O VALOR MENSAL DE R$7.050,90, totalizando R$84.610,80 (oitenta e quatro mil, seiscentos e dez reais e oitenta centavos) valor anual.  

Conclui-se que houve um acréscimo de 285% no valor do contrato, o que cabe uma apuração mais detalhada em razão de se caracterizar evasão de receita em total prejuízo ao IPREJ que se encontra em dificuldades financeiras para cumprir seus compromissos com pensionistas, aposentados e beneficiários.           

Veja ainda, que o IPREJ se encontra em auditoria junto ao INSS e não há informações a respeito do valor real da dívida, que foi solicita pela CPI junto ao INSSS e foi negada a sua informação até a presente data.         

A CPI detectou um considerável aumento de despesas do IPREJ na gestão da Drª. Ariane Barbosa, a exemplo do uso exagerado dos recursos da taxa de administração correspondente a R$192.000,00 (cento e noventa e dois mil reais mensais) com gastos desnecessários, já que o atual gestor gasta nas mesmas condições apenas o valor de R$36.790,00 (trinta e seis mil, setecentos e noventa reais), fato este que deve ser devidamente apurado.        

4 – MAGALI ALVES GOUVEIA CHAVES – GESTORA NO PERIODO DE 09 DE DEZEMBRO DE 2014 A 05 DE ABRIL DE 2015

A gestora Magali durante a sua gestão, deu continuidade aos contratos e aditivos já existentes na administração da Drª. Ariane Barbosa, inclusive majorou as finanças do IPREJ com mais contratações consideradas desnecessárias de acordos com as oitivas ouvidas neste procedimento.          

Vale ressaltar que, a atual administração que tem como gestor o Dr. Emanuel Almeida tem apenas 03 (três) prestadores de serviços na condição de assessoria. Em seu depoimento afirma ainda que encontrou somente em Assessorias 07 (sete) empresas perfazendo um total de R$77.599,48 (setenta e sete mil, quinhentos e noventa e nove reais e quarenta e oito reais), portanto a gestora Magali Chaves contribuiu com os excessos praticados na administração da gestora Ariane Barbosa.    

Por último, em depoimento a gestora Magali Chaves assim afirmou:          

“... Ressalta a depoente que assumiu o IPREJ de forma interina, atuando por quase quatro meses, não possuindo conhecimentos técnicos em razão de sempre recorrer à assessoria jurídica para ajudá-la em sua gestão”.         

Desse modo, conclui-se que a gestão municipal na pessoa da Drª. Tania Brito, não cuidou do IPREJ com a importância que o instituto merece, deixando na situação em que se encontra com um débito até agora incalculável e obscuro, devendo os órgãos competentes adotarem as medidas cabíveis para salvar esse tão importante Instituto.

5 -EMANOEL DA SILVA ALMEIDA – GESTOR DO IPREJ A PARTIR DE 06 DE ABRIL DE 2015 ATÉ A PRESENTE DATA       

O atual Gestor em seu depoimento trouxe dados fundamentais para apuração dos desmandos perpetrados pelas gestões anteriores, quer seja com gastos excessivos de assessorias e consultorias e ainda com contratações desnecessárias de prestadores de serviços, demonstrando ainda os excessos de gastos desnecessários que eram feitos com a verba de taxa de administração, levando o instituto ao caos financeiro.      

Cumpre salientar que, a atual administração do IPREJ servirá como base fundamental para averiguação das administrações anteriores.    

O fato negativo detectado na instrução da CPI foi a negativa de mais informações pelo gestor atual do IPREJ, a exemplo da requisição de cópias mensais dos repasses de contribuições da previdência patronal do Município de Jequié no período de 2009 a 2014 e prestações de contas de verba de gestão administrativa referente a 2% dos recursos próprios do Município no período de 2009 a 2014, bem como cópias das guias dos recolhimentos mensais do IPREJ com seus respectivos recebimentos a cada mês do Município de Jequié no período de 2008 até a presente data.   

A negativa das solicitações acima mencionadas, dificultou de forma incisiva uma investigação mais apurada das denúncias do conselho fiscal do IPREJ, objeto da presente CPI, fato este que deve ser levado em consideração pelos órgãos competentes para uma melhor apuração dos fatos e responsabilidades.    

6 -ELIABE DOS SANTOS FONTES – funcionário da empresa AIS – ASSESSORIA DE SERVIÇOS LTDA.

Em seu depoimento afirmou o Sr. Eliabe que é funcionário de carteira assinada junto a empresa AIS – ASSESSORIA DE SERVIÇOS LTDA, com cargo de Supervisor Administrativo, cuja empresa tem como proprietária sua avó EURIDES OLIVEIRA e sua prima SAMILE RACHELE.

Afirma ainda o Sr. ELIABE em seu depoimento que a empresa VJ SOFTHARD INFORMATICA LTDA, tendo sua mãe VALDINE DOS SANTOS FONTES como uma das sócias proprietárias, esclarecendo que era funcionária da empresa AIS que tem a sua genitora Eurides e sua prima Samile como sócias proprietárias e todas vinculadas com contratos no IPREJ.

Inicialmente na gestão da Drª. ARIANE BARBOSA ALVES em 25 de fevereiro de 2013 até final de dezembro de 2013, firmou contrato com a EMPRESA AIS ASSESSORIA DE SERVIÇOS LTDA – contrato para prestação de serviços na assessoria e processamento de dados da folha de pagamento e contracheques dos servidores municipais inativos, pensionistas e afastados do Município de Jequié, bem como atualização e recadastramento da base de dados cadastrais dos servidores inativos, com execução de tarefas relacionadas a administração de pessoal do instituto, com valor de R$4.000,00 (quatro mil reais) mensais.

Houve um aumento de 75% do contrato original para o primeiro termo aditivo passando de R$4.000,00 (quatro mil reais) para R$7.000,00 (sete mil reais) no mesmo ano.

Chama-se a atenção que a mesma empresa AIS ASSESSORIA DE SERVIÇOS LTDA – celebra em 02 de janeiro de 2015 um segundo contrato com o IPREJ no valor de R$11.500,00 (onze mil e quinhentos reais) mensais, resultando num acréscimo de aproximadamente 65%, já sob a administração da gestora MAGALI ALVES GOUVEIA CHAVES.

Do mesmo grupo familiar do Sr. ELIABE DOS SANTOS FONTES, tem a empresa VJ SOFTHARD INFORMATICA LTDA, tendo como sócia sua mãe D. VALDINE DOS SANTOS FONTES (contratos anexos), que em 12 de março de 2013 celebrou com o IPREJ o contrato nº. 013//2013, tendo como objeto a prestação de serviços especializados em desenvolvimento institucional de gestão eletrônica de documentos com fornecimento de sistema de gerenciamento de documentos – arquivo digital, no valor mensal de R$3.650,00 (três mil seiscentos e cinquenta reais).    

Para surpresa, existem 02 termos aditivos com a mesma empresa VJ SOFTHARD INFORMATICA LTDA em datas de 01 de novembro de 2013 e 26 de dezembro de 2013, observando o curto espaço de tempo simplesmente para majorar os valores do contrato original passando para R$4.650,00 (quatro mil seiscentos e cinquenta reais).

No dia 12 de janeiro de 2015, com a mesma empresa VJ SOFTHARD INFORMATICA LTDA, houve um novo contrato com o mesmo objeto com vigência de janeiro até dezembro de 2015, com valor de R$6.350,00 (seis mil, trezentos e cinquenta reais) mensais, totalizando um aumento de aproximadamente 73%.     

Nota-se também a preocupação do Sr. ELIABE DOS SANTOS FONTES, em preservar o Executivo Municipal diante das informações prestadas pelos demais depoentes no que se refere aos repasses da Prefeitura Municipal de Jequié ao IPREJ. 

Diante das informações colhidas no bojo das investigações da CPI, constata-se que o Sr. ELIABE é conhecido como o “Coringa” do IPREJ com poder de gestão, de mando e representação, conforme certifica o depoimento do Sr. Luciano Dócio Santos, vinculado ao Conselho Fiscal do IPREJ, razão suficiente para corroborar os privilégios exercidos pelo mesmo, demonstrando grande influência junto a Administração Municipal e do IPREJ. 

Ficou também evidenciado que o Sr. PEDRO MARIO, pessoa de confiança da gestora e do Sr. Eliabe visitavam o IPREJ constantemente, inclusive participando de reuniões para mudanças de calendário de pagamentos do IPREJ na condição de Representante do Executivo Municipal, conforme certifica o depoimento da senhora Geovana Lacerda Oliveira.

Diante do exposto, cumpre-nos apresentar as seguintes recomendações às Instituições elencadas abaixo:          

AO MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL:  

• Que adote todas as medidas judiciais e extrajudiciais a fim de apurar os fatos
denunciados no presente relatório.  

Que proceda a minuciosa investigação das supostas infrações cometidas pelos agentes envolvidos nos processos irregulares citados ao longo desse relatório, sugerindo ainda, a QUEBRA DO SIGILO TELEFÔNICO DAS PESSOAS ENVOLVIDAS E DAS REPARTIÇÕES, no sentido de elucidar os fatos, buscando a extensão dos possíveis crimes cometidos.

Diante da complexidade em relação à apuração da dívida total do IPREJ, que por sinal está sendo objeto de auditória pelo INSS, que até a presente data de fechamento desse relatório, não fora enviado a essa CPI, apesar de ser oficialmente informado para que fosse remetido a sua conclusão, mas até a presente data ainda não foi informado, portanto, sugerimos aos órgãos competentes, principalmente ao Ministério Publico Estadual e Federal, que seja determinado uma auditória nas contas do IPREJ, a partir da criação do órgão até a presente data, tendo em vistas que os excessivos gastos com assessorias e consultorias, bem como contratos de prestação de serviços, tais excessos com certeza levaram o IPREJ a esse endividamento absurdo e incalculável quem vem causando grande sofrimento aos beneficiários.      

À MESA DIRETORA:     

CPI DO IPREJ – RELATÓRIO FINAL       

• Que encaminhe o relatório final desta CPI com cópia dos autos para o Ministério Público Estadual e Federal;          

• Que encaminhe o relatório Final desta CPI para a Polícia Federal;           

• Que encaminhe o relatório Final desta CPI para a Polícia Civil do Estado da Bahia;        

• Que encaminhe o relatório Final desta CPI para o Conselho Fiscal do IPREJ.

À POLÍCIA FEDERAL REGIONAL EM VITÓRIA DA CONQUISTA:  

• Que, após o recebimento do relatório final, apure possíveis irregularidades praticadas no serviço público do IPREJ com repasse de verbas da UNIÃO.                 

AO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL:     

• Que adote todas as medidas judiciais e extrajudiciais que julgar pertinentes, a fim de apurar possíveis irregularidades praticadas no serviço púbico na área de previdência antes vinculada ao INSS.      

Que encaminhe relatório final ao INSS.        

Jequié, 22 de fevereiro de 2016        

VEREADOR EDNAEL ALVES DE ALMEIDA (PRESIDENTE)          

VEREADOR MANOEL GOMES ARAGÃO (RELATOR)        
Obs.: Deu parecer em separado, porém foi rejeitado pela comissão por não condizer com o que foi apurado e investigado.   

VEREADOR JOAQUIM CAIRES ROCHA (MEMBRO)          

VEREADOR GILVAN SOUZA SANTANA (MEMBRO)         

VEREADOR IVAN DE OLIVEIRA SANTOS (MEMBRO)       

Fonte: G9


Postado do Blog de Júnior Mascote:


sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

FAMÍLIA PSC JEQUIÉ TROCA DE COMANDO...(REEDITADO)

PRESIDENTE - VERIVALDO SANTANA (AMARELO) & VICE-PRESIDENTE - MARCEL RODEIRO

No último dia 1º de fevereiro o PSC Jequié foi informado pelo seu então Presidente - Antônio Rocha, que em virtude de atividades pessoais, profissionais e eclesiásticas o mesmo estava declinando do comando da legenda que esteve sob sua tutela desde 2011, quando a convite da Executiva Estadual aceitou a responsabilidade, e desde aquele momento juntamente com a equipe que recrutou com a grande determinação resgatou a dignidade do Partido Social Cristão no município.

Agora é tempo de se Construir uma Nova Fase para Projeção do PSC Jequié, é a Hora de Um Novo Recomeço, não apenas para o Partido, mas Um Novo Recomeço para nossa querida Jequié, para tanto e com o aval da Executiva Estadual, através de seu Presidente - Eliel Santana, a Família PSC Jequié passará a ser Comandada pelo Contabilista - Verivaldo Santana - Ex-presidente da ACIJ - Associação Comercial e Industrial de Jequié, Ex-diretor de Tributos de Jequié e Vice-presidente do Conselho Comunitário de Jequié, e também pré-candidato 2016.

O Novo quem poderá fazer é você caro eleitor no próximo Pleito Eleitoral no mês de outubro do ano em curso.

Foto e matéria: Valter Sandoval OProtestante

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

EM JEQUIÉ A 'TORRE' DE LIXO CONTINUA DANDO PROBLEMAS AO 'REINO BRITTO'

TCM denuncia a prefeita Tânia Britto
                                                             TCM denuncia denuncia a prefeita Tânia Britto
O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) vai denunciar a prefeita de Jequié, Tânia Britto (PP), ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) por irregularidades em contratos firmados entre 2013 e 2015. A gestora também foi multada em R$ 15 mil. A Corte de Contas encontrou fraudes na rescisão de contrato firmado com a empresa Locar Saneamento Ambiental e na execução de outro celebrado com dispensa de licitação com a empresa Torre Empreendimentos Rural e Construção Ltda., para coleta de lixo na cidade. Somados, os contratos custaram aos cofres públicos R$ 19,8 milhões. A prefeitura rompeu o contrato com a Locar em 2013, sob alegação de que a empresa estaria descumprindo cláusulas do acordo. Com justificativa de emergência, a gestão municipal firmou contrato com a Torre, por meio de dispensa de licitação. Segundo o órgão, Tânia não comprovou que a rescisão com Locar foi feita de forma regular. Ainda de acordo com o TCM, a prefeita prorrogou por mais 23 meses o contrato com a Torre, incorrendo em infração a lei, que determina que a dispensa de certame pode ser aplicada apenas em casos para contratação “de remanescente de obra, serviço ou fornecimento, em consequência de rescisão contratual”. Conforme o órgão, o contrato não deveria continuar vigorando depois de seu término. Tânia ainda incluiu termos do documento que elevaram o valor mensal do contrato, R$784.832,48 para R$967.639,49.

Fonte: Bahia Notícia.
Postado do Blog Júnior Mascote:
http://www.juniormascote.com.br/noticias/tcm-denuncia-denuncia-a-prefeita-tania-britto-21483/

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

CARTA À LIDERANÇA PENTECOSTAL

Domínio da Palavra e Equilíbrio...


O Obreiro deve ter cuidado com a doutrina. Paulo, escrevendo ao jovem obreiro Timóteos, afirma que haveria dias difíceis, quando a sã doutrina seria rejeitada e as pessoas dariam ouvidos á falsos mestres: “Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, pelo contrário, cercar-se-ão de mestres, segundo as suas próprias cobiças, como que sentido coceiras nos próprios ouvidos”, II Timóteo 4.3. Estamos vivendo estes dias, por isso é preciso é preciso preservarmos a doutrina.
Embora nem todos os mestres sejam pastores, é necessários que todos os pastores sejam também mestres, como ensina o apóstolo Paulo: “Convém, pois, que o bispo seja (...) apto para ensinar”, I Timóteo 3.2. Paulo associa o ministério pastoral ao de mestre: “E Ele mesmo deu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres”, Efésios 4.11.
Dentre as muitas atividades pastorais o ensino é parte predominante no ministério. É mais do que necessário. É indispensável. É uma responsabilidade. Não é em vão que na lista das exigências para os candidatos ao ministério pastoral o ensino aparece em destaque, I Timóteo 3.2.
O ensino sistemático e consistente da Palavra de Deus proporciona, entre outros fatores, algo que é fundamental para a fé – A maturidade cristã. A proposito, a razão pela qual foi instituído o ministério pastoral, junto com os demais de Efésios 4.11, foi exatamente objetivando a maturidade da Igreja. “Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério (...) até que chequemos à Unidade da Fé, (...) à varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo”, Efésios 4.12 – 13.
Essa maturidade previne a entrada de heresias no seio das igrejas. Todo cristão biblicamente maduro tem condição e base suficiente para rejeitar os ensinamentos anti-bíblico, e refutá-los a Luz das Escrituras, porque deixa de ser como “meninos inconstantes, levados em rodas por todo o vento de doutrina”, Efésios 4.14.
O obreiro do Senhor deve também ser temperante, ter domínio próprio. Temperança (egkrateia, no grego) é o controle o domínio sobre os nossos próprios desejos e paixões. O cristão deve ter autocontrole sobre seus extintos e sentimentos, submetendo-os ao Espírito Santo. A Palavra de Deus fala sobre autocontrole ao refletir-se a fidelidade, aos votos conjugais e a pureza, I Coríntios 7.9 e Tito 1.8; 2.5.
O obreiro deve ser prudente e temperante, tanto em suas decisões como no trato com as pessoas. O destemperado, intempestivo, prejudica seu ministério. O bom obreiro tem, entre as suas virtudes, a temperança. Isso só é possível com o auxilio do Espirito Santo, Gálatas 5.22-25.

Pr. José Welington Bezerra da Costa
PRESIDENTE DA CONVENÇÃO GERAL
DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASIL


Extraído do Manual do Obreiro
Ano 29 – nº 38




sábado, 20 de fevereiro de 2016

É PECADO A MULHER SER CONSAGRADA PASTORA???



Não, e porque não?



Já a algum tempo muitas das igrejas evangélicas pelo mundo afora fazem consagrações de pastoras para o serviço ministerial e sacerdotal do altar da Casa de Deus, a qual é a igreja do Senhor Jesus Cristo.  Esta consagração de pastoras está correta ou é um equívoco insustentável a luz da palavra de Deus?   Quando fui ao site da igreja Assembleia de Deus Ministério do Belém, mas propriamente na pagina da CGADB, que é da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil pude constatar que a Igreja a pedido de muitos irmãos que procuravam e indagavam sobre este assunto resolveu deixar claro a posição da igreja em relação a ordenação de pastoras;  a qual é a de não admitir pastoras na igreja segundo o ponto de vista do pastor Antônio Gilberto que segundo o site mostrou biblicamente que não há subsídios bíblicos para a consagração de pastoras.  Vejamos as considerações do pastor Antônio Gilberto mostrada através da bíblia que a igreja adotou para a não ordenação de pastoras: “As mulheres que auxiliavam a Jesus e aos seus apóstolos nunca foram nomeadas para o ministério”; “O apóstolo Paulo, constituído por Deus, pregador, apóstolo e mestre, o maior expoente como obreiro do Senhor, nunca separou, nem ordenou, nem mencionou diaconisas, pastoras, episcopisas (bispas), apóstolas, etc., apesar de carinhosamente destacar obreiras do Evangelho, cujos nomes estão eternizados nas páginas da Bíblia, por causa do dedicado e amoroso desempenho delas no serviço do Senhor.”  O administrador do site da CGADB fala em nome da Igreja e do Pastor Antônio Gilberto, leia o texto na integra: O site foi retirado do ar.
Pois bem, depois de ler todo o conteúdo sobre este assunto me perguntei, SERIA REALMENTE INJURIOSO, INDECOROSO, OU INSUSTENTÁVEL A ORDENAÇÃO DE PASTORAS À LUZ DA DOUTRINA EVANGÉLICA?  E cheguei a seguinte conclusão: Não, e porque não?   Vamos começar pela chegada da igreja evangélica aqui no Brasil que assim que chegou foi vista pelos outros ministérios, tais como a Batista tradicional como igreja inovadora que trazia a doutrina do batismo do Espírito Santo que para as outras igrejas essa doutrina foi apenas para os primórdios da igreja; isso foi provado depois que o batismo no Espírito Santo não foi só para os primeiros cristãos. A Igreja Evangélica aqui no Brasil avançava e crescia maciçamente com seus costumes e doutrinas.
Muitos destes costumes foram caindo em desuso, pois não passavam de doutrinas e costumes instituídos pela vontade do homem, ignorância,  e do atual tempo em que se vivia.
Muitos membros chegavam a serem disciplinados a não participarem do culto de ensinamento doutrinário pelo simples fato de assistir a um programa de tv na casa de um vizinho, porque naquele tempo nenhum crente era tão nercio a ponto de ter uma tv em casa, salvo se o marido ou quem sustentava a casa não fosse crente. Hoje em dia não só se pode ter tv em casa como o povo é estimulado a ter  sua própria tv com as vendas de (antes)  vídeo cassete e agora de dvd. O que é isso afinal, mundanismo ou modernismo? É claro que se trata de modernismo, e isso não é pecado, muito menos falta de reverencia para com as coisas de Deus.
Antes também se uma irmã fosse vista trajando calças até de brincadeira seria logo cortada do rol de membros da igreja, hoje elas estão participando com suas calças efetivamente do serviço dentro da igreja.  Quando Deus tem pressa para uma causa até filhos a Abraão ele pode suscitar das pedras, e a igreja que Deus confiou a evangelização no Brasil, não comportou todo o trabalho que o devia realizar, por isso Jesus disse: “E quando tudo tiverdes feito, diga, sou servo inútil…”   O certo é que Deus tem pressa nestes últimos dias para com sua obra que anda muito deficitária em muitas instituições evangélicas, e que por isso Deus tem levantado outras denominações para rabiscar a seara e olhando para estes que rabiscam neste final de colheita, parece mais é que eles é quem são os donos dos maiores celeiros, pois a fé que os movem os levam as impossibilidades humanas.   Hoje, Deus tem pressa sim e com certeza ele próprio já quebrou todos os protocolos para que milhares cheguem ao pleno conhecimento do seu evangelho que é para a salvação de todo aquele que crê.  O apóstolo Paulo no seu tempo não concordava que as mulheres pregassem e falassem na igreja, basicamente é o mesmo pensamento dos que não aceitam mulheres como pastoras, a única diferença é que Paulo não era hipócrita, pois ele não consagrava e também não admitia que pregassem e ensinassem. Mas o tempo passou e esses tabus foram caindo e as mulheres começaram a falar, pregar, ensinar, subir nos púlpitos e altares e lá assentar-se com ou sem os seus respectivos maridos missionários. Hoje em qualquer igreja elas têm o culto a Deus com as senhoras, o Circulo de Oração que trás a marca delas, e etc. Então onde está a falta de decoro ou a insustentabilidade da consagração de pastoras, uma vez que elas sobem e se assentam, nos mesmos lugares que os pastores?  Antigamente somente os sacerdotes poderiam entrar no santo dos santos para ministrarem o serviço o santuário, com o brado da cruz, o véu rasgou de alto a baixo deitando por terra toda separação com respeito ao serviço a Deus, e não só com respeito aos homens, mas as mulheres também. Agir do modo como a Igreja Assembleia e Deus Ministério do Belém age é hipocrisia, maxismo, e discriminação.  Jesus disse: “Passará os Céus e a terra…”  A ordem de Paulo quanto as mulheres falarem na igreja passou, e desde então muitos protocolos tem sido quebrado em favor da obra do Senhor que se aproxima para a sua consumação.  Deus teve pressa na vida de Saul e quebrou o protocolo do tempo para este viesse logo a reinar em Israel, Deus quebrou com o protocolo do tempo quando parou o sol para que Josué viesses a ganhar a guerra contra cinco reis, Deus quebrou o protocolo do tempo quando a sombra lançada pelo sol voltou dez graus atrás pelos graus que tinha declinado no relógio de Acaz; Deus quebrou o protocolo do tempo quando o Espírito arrebatou a Filipe logo após ele ter batizado o etíope vindo aparecer Filipe em Azoto. Então pergunto: Se Deus através do seu poder quebra as leis da natureza para que sua obra seja edificada e consolidada segundo a sua vontade, seria irresponsável da nossa parte quebrar os protocolos humanos para a expansão da obra do Senhor nosso Deus? De modo nenhum.  Portanto, vamos consagrar nossas mulheres sim para pastoras e demais cargos ministeriais, pois são sem contas as mulheres cheias do Espírito, ao passo que também são sem contas homens com cargos ministeriais que não servem nem para porteiros da Casa de Deus. “Continua ó Deus a realizar a tua obra segundo a pressa da tua obra”.    

Moisés de Oliveira Carrera


Postado do Blog Pentecostes:






sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

CUIDADO! NÃO É TRIGO, NÃO É, NÃO É JOIO: É ESPINHEIRO!

Ev. Izaldil Tavares de Castro.

“E de muitas coisas (Jesus) lhes falou por parábolas e dizia: Eis que o semeador saiu a semear. E, ao semear, [...] outra parte caiu entre os espinhos, e os espinhos cresceram e a sufocaram. [...] O que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, porém os cuidados do mundo, e a fascinação das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera” (Mt 13.1-23).

cacto-espinho-cardo-Izaldil-Tavares-de-Melo_Uniao-de-Blogueiros-EvangelicosJesus ensinou grandes lições por meio de parábolas. Entre elas está a parábola do joio e do trigo, na qual o Senhor trata da semelhança entre um vegetal bom e útil (o trigo) e um vegetal (inútil) o joio. A semelhança é tanta que, caso se queira eliminar o joio no meio do trigal, há grande risco de se arrancar também o trigo. Jesus, então, diz que o melhor é esperar o tempo da colheita, já que o joio disseminado entre o trigo não dá grãos; logo, não dará prejuízo ao agricultor.

Mas, o Senhor propõe, também, a parábola do semeador. Nessa parábola estão apontados prejuízos ao semeador, porque as sementes caem em lugares indevidos; por isso, não vingam. Um dos problemas é o espinheiro, o qual sufoca a boa semente, matando-a definitivamente.

O mundo é a seara do Senhor. A Igreja é os seus semeadores, incumbidos de lançar a semente da Palavrade Deus, a fim de que essa seara produza os bons frutos. Entretanto, a boa semente é espalhada por todo o tipo de solo; assim, alguma cairá entre os espinheiros que a sufocarão. Jesus explica o que ocorre com cada tipo de solo que recebe a semente. Resumindo: quem são os espinheiros que, de posse da semente, dão a ela um tratamento destruidor?

A Igreja brasileira está, evidentemente, cercada de mercenários, homens inescrupulosos, que criaram sistemas ditos evangélicos (o que é mentira), para deles tirarem o máximo de lucro material. Por isso, os noticiários dão conta dos seus aviões, carrões importados, fazendas e palacetes, provindos do achaque descarado ao bolso de tantos que receberam a boa semente, nos quais, porém, a cupidez - que é o interesse pelos bens materiais – os sufoca e mata-os.

Na parábola do joio, a orientação é não arrancá-lo imediatamente. Mas, agora, cabe uma pergunta: devemos deixar crescer os espinheiros que afrontam a palavra de Deus, com suas quinquilharias: águas milagrosas, rosas ungidas, chapéus de boiadeiro que identificam a sua tribo, panos de saco e outras idiotices mais?

Ultimamente, um falso profeta “cara de pau” vem usando o nome de dois honrados servos de Deus,Gunnar Vingren e Daniel Berg, os quais fundaram no Brasil a respeitável igreja Assembleia de Deus, como se fossem os seus antecessores! E ficaremos amordaçados?

Essa erva daninha dos pseudoevangélicos tem crescido em proporção assustadora, à medida que lançamos a boa semente. Mas estamos misturando a lição do joio com a lição do espinheiro. Qualquer agricultor sabe que a terra espinhosa precisa ser lavrada antes da semeadura. Os espinheiros têm de ser removidos, para que não se perca a boa semente.

A Igreja está calada diante dos espinheiros desse neo-pentecostalismo fajuto, acovardada por causa de alguns líderes pusilânimes que afirmam “Deixem! A seara é do Senhor! Ele cuida!”. Isso é ser mau servo, mau lavrador. Fomos chamados para cuidar das ovelhas, mas temos permitido que os lobos se alimentem delas. Temos sido pastores covardes! Sem dúvida, prestaremos conta ao Senhor das ovelhas.

Precisamos estudar as duas parábolas propostas pelo Senhor Jesus e, com sabedoria, distinguir o joio (que existe e não deve, por ora, ser arrancado) do espinheiro, que deve ser combatido com veemência. Não serei eu quem dará, aqui, nomes aos bois; quero dizer aos lobos; quero dizer aos espinheiros. Decidam suas posições e vamos à obra!



Postado do Blog da Secretaria de Missões e Evangelismo da AD de Jequié:


http://semeadj.blogspot.com.br/2016/02/cuidado-nao-e-trigo-nao-e-nao-e-joio-e.html




quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

JEQUIÉ: DEPUTADO FEDERAL, DR. ROBERTO BRITTO & DRª TÂNIA BRITTO MÉDICOS QUE MATAM???

Transporte precário à serviço dos doentes de Jequié



Os sinais de destruição da cidade estão por toda a parte e não se resumem a escolas, unidades de saúde e outros imóveis públicos. O micro-ônibus que faz o transporte de doentes para Tratamento Fora de Domicílio (TFD) tem partes sustentadas por cordas e arames. “Imagine um carro que transporta pessoas regularmente para longas distâncias, a exemplo de Salvador, circular nessas condições”, observou o repórter Dell Santos (Jequié FM 89,7), ao relatar a situação do micro-ônibus estacionado no pátio da Prefeitura de Jequié na manhã desta quinta-feira (18.02.16).





Postado do Blog Jequié e Região:
:: Jequié e Região ::

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

DEPUTADO FEDERAL ROBERTO BRITTO E SUA ARTICULAÇÃO PARA PREJUDICAR AINDA MAIS O MUNICÍPIO DE JEQUIÉ???

Liminar judicial suspende processo de impeachment da prefeita Tânia

Vereador Tinho presidente da CPI diz processo será concluído
Vereador Tinho presidente da CPI diz processo será concluído
Uma medida liminar concedida pelo Juiz João Batista Alcântara, do Tribunal de Justiça da Bahia determinou a suspensão da tramitação do processo de impeachment da prefeita Tânia Britto (PP), na Câmara de Vereadores de Jequié.  O presidente da Comissão de Investigação, vereador Emanuel Campos “Tinho” (PV), disse que daria continuidade normal do processo que no seu trâmite ainda resta ouvir a prefeita para elaboração do relatório conclusivo. Os vereadores que integram a bancada de oposição preferiam não comentar a decisão liminar. O líder da bancada de oposição, vereador Joaquim Caires (PMDB), limitou-se em afirmar que cabe recurso à decisão sugerindo que será dada entrada num agravo de instrumento para derrubada da liminar. Até a elaboração dessa notícia, o presidente da Câmara, vereador Eliezer Pererira Filho “Fiim” (PDT), recebeu a notificação do Oficial de Justiça às 17h40.  A previsão inicial era do processo ser submetido a votação na sessão do próximo dia 24.

Postado do Blog Jequié Reporter:
http://www.jequiereporter.com.br/blog/2016/02/16/liminar-judicial-suspende-processo-de-impeachment-da-prefeita-tania/

HELICÓPTERO DO GRAER FAZ BUSCAS PARA ACHAR ESPANHOL SUMIDO NA BAHIA

Jovem teria desembarcado em Seabra e não dá notícias há mais de 1 mês. Aeronave sobrevoou região da Cachoeira da Fumaça e Capão neste sábado.


Turista desapareceu em dezembro de 2015 (Foto: Divulgação / PF)Turista desapareceu em dezembro de 2015
(Foto: Divulgação / PF)
Um helicóptero do Grupamento Aéreo (GRAER) da Polícia Militar vai ajudar nas buscas pelo espanhol que está desaparecido desde o dia 20 de dezembro de 2015, na região da Chapada Diamantina, na Bahia.
A aeronave chegou na tarde deste sábado (14), em Lençóis, e já sobrevoou a região da Cachoeira da Fumaça e Capão, por onde o turista pode ter feito uma trilha sozinho e não retornou.
A informação do desaparecimento do espanhol foi divulgada pela Polícia Federal no último dia 4 de fevereiro.
Desaparecimento
Conforme a PF, Hugo Ferrara Tormo, de 27 anos, teria desembarcado no município de Seabra. Desde então, não manteve contato com a família.

Segundo a Polícia Federal, com base em informações de familiares, o objetivo do jovem era partir de Seabra para Lençóis, cidades afastadas por cerca de 70 quilômetros. A família relatou à Polícia Federal que Hugo Ferrara não tem costume de ficar sem manter contato por tanto tempo. 
De acordo com a PF, a Polícia Civil de Seabra instaurou inquérito para investigar o desaparecimento do estrangeiro. Infromações que possam ajudar nas buscas podem ser passadas por meio do telefone da delegacia: (75) 3331-4523. A Interpol também pode ser acionada por meio do e-mail: interpol.srba@dpf.gov.br.
Postado do Portal G1: