WEB RÁDIO JESUS A VIDA

domingo, 4 de maio de 2014

A IGREJA TRANSCULTURALIZANDO-SE NA COPA DAS OPORTUNIDADES

A Copa das Ilusões e a Igreja



A Mídia, a mesma que critica o maior evento mundial de futebol, fala todo dia: "esta vai ser a maior copa de todos os tempos". O Brasil todo está vestindo o verde e amarelo; as ruas, acessos e rodovias estão tomando novas direções e ajustando-se ao evento que atrairá cerca de 280 nações para cá. Toda estrutura está sendo montada com o suposto dinheiro privado, apesar da desconfiança nacional de que os recursos vem mesmo é dos cofres públicos! O Hino Nacional está sendo mencionado nas escolas como se a Copa fosse o real motivo para entoá-lo, o mesmo hino que em cadernos de algumas escolas municipais veio com erros de português ou "gráficos" de fazer Ruy Barbosa revirar-se em seu túmulo mais que centenário.
A euforia profetizada, aos poucos vai se transformando em vergonha para políticos e brasileiros antenados neste contexto de revoltas, protestos, greves e gritos de um povo que se despertou com o movimento dos R$ 0,20. 
O que seria uma oportunidade única de se afirmar no cenário internacional, lentamente vai se transformando numa possível vergonha global, onde os horrores das desigualdades sociais, do desmando nos bastidores políticos, da audácia de criar um Programa de Voluntariado numa Copa que enriquece mais os bilionários e empobrece mais os miseráveis, se torna motivo de nossos desabafos em redes sociais, sites e blogs e coloca nossa nação no ranking dos países mais injustos do mundo.
O sonho de se ter uma Copa aqui agora é na verdade nosso pesadelo. A sociedade paulatinamente se manifesta, grita, numa clara denúncia de que nossa nação não suporta mais viver de sonhos vendidos na mídia comprada pelos poderosos. A ilusão agora é mais forte que a euforia. Se tornou ilusão quando denúncias de que certos moradores de localidades menos privilegiadas estariam sendo desabrigados para construção de vias e acessos que fazem parte do contexto desta copa desumana. Se tornou ilusão quando o povo começou a perceber que, além de estar financiando a Copa, está sendo também "aliciado" para um Programa de Voluntariado que explora a mão de obra nacional em favor do estrangeiro e da FIFA.
Mas o que fazer? Viver docemente a ilusão? Vestir a camisa verde e amarelo com seu brasão de penta campeão e ir ao estádio pagando uma fortuna por uma entrada, comer pipoca e assistir de camarote o espetáculo montado para distrairmo-nos enquanto preparam nossa forca?
O que podemos fazer como Igreja neste contexto? Ficar aqui como estou agora, por trás de minha escrivaninha, escrevendo um texto crítico? Postar minha dor e desilusão na internet enquanto eles riem, faturam e levam-nos ao cativeiro das injustiças sociais que desde a colonização campeia nesta nação tupiniquim?
Para a Igreja, esta Copa não seria como uma moeda de duas faces? Qual o outro lado desta moeda?
Bem, 280 nações estarão aqui. O fluxo de pessoas em hotéis, pousadas, aeroportos, clubes e em locais do centro das grandes metrópoles deste país aumentarão assustadoramente e todos eles estarão também com fome e sede de Deus. A grande maioria não sabe, mas um dos motivos pelos quais desejam viver as emoções da Copa é porque na verdade estão procurando Deus! 
Durante a Copa tais pessoas e mesmo os brasileiros estarão dispostos a manterem relacionamentos, falarem, comentarem sobre a Copa. O estrangeiro quererá aprender sobre nós e nossos futebol. Teremos a oportunidade única de falar com eles e avisar-lhes do perigo espiritual em que correm. Eu diria que a Igreja do Brasil terá a oportunidade de transculturar-se sem sair de seu país! Poderá falar do amor de Deus a nações onde o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo não tem penetração, onde ser cristão é um crime e anunciar o Evangelho é desafiar as leis.
A Igreja pode aproveitar esta oportunidade! O que para alguns é a oportunidade de ganhar dinheiro, explorar o indouto, afundar a nação em dívidas, para a Igreja é a oportunidade de ir ao mundo dentro de sua própria casa!
Igrejas de várias denominações no Brasil estão montando estratégias e elaborando projetos que alcançarão nossos visitantes internacionais em sua própria língua. Nossa juventude precisa sair urgente da zona de conforto e montar espetáculos públicos, manifestações pacíficas onde se anuncie a Mensagem da Cruz e desperte o perdido para a volta de Nossos Senhor Jesus Cristo. Será também a oportunidade da Igreja se manifestar contra os sérios problemas em que nossa sociedade vem se mergulhando. A pedofilia, a homossexualização (termo que inventei agora) da sociedade, entre outros, são assuntos que a Igreja não pode negligenciar e deve discutir com a sociedade, mostrando-lhe o grande plano de Deus para ela. 
Na Copa do Mundo, a Igreja poderá ir às ruas, aos estádios, hotéis, aeroportos e regiões de acesso aos jogos com faixas, camisetas, literaturas bilíngues, e anunciar ao Mundo, sem atravessar nossas fronteiras que Jesus Cristo é o Salvador e que em breve voltará!
A Copa das Ilusões poderá ser para nós, a Copa da Oportunidade!



Postado do Blog do  Pr. Raimundo Campos 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito agradecido pela sua visita. Deus o abençoe.
Thank you very much for your visit. God bless you.
Большое спасибо за ваш визит. Да благословит вас Бог.
Vielen Dank für Ihren Besuch. Gott segne dich.