WEB RÁDIO JESUS A VIDA

quarta-feira, 30 de abril de 2014

JEQUIÉ: DE "CIDADE DO PROGRESSO" À CIDADE SEM LEI!!!


Carta aberta Jequié

Imagem do Facebook de  Caroline Moraes Brito:

segunda-feira, 28 de abril de 2014

JEQUIÉ: O BICHO COMEÇOU A PEGAR E A FILEIRA DE APOIO À GREVE DOS PROFESSORES COMEÇOU E DESEMBOCA NO PROTESTO DE IMPEACHMENT DA PREFEITA TÂNIA BRITTO

UMES declara apoio à greve dos professores do municipio de Jequié e garante participação no 13 de Maio

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=533657806744589&set=pcb.533657833411253&type=1&theater

A UMES - União Municipal dos Estudantes Secundaristas, entidade de representação do movimento estudantil em Jequié e região, declarou “total apoio à luta dos professores e demais profissionais da educação de Jequié por entender que as melhorias na área perpassam por educadores bem remunerados e incentivados a proporcionar aos estudantes uma qualidade superior de ensino”, disse em nota enviada ao blog www.jequieeregiao.com.br Ainda em nota, diz entender que o governo municipal deixa muito a desejar quando o assunto é educação e juventude, sucateando importantes setores que são essenciais para o desenvolvimento da cidade. “Ainda existem escolas com buracos na sala de aula e com problemas no telhado, sem material de limpeza sem contar professores sem incentivo algum para continuar lecionando. Não aceitamos e não deixaremos que a prefeita Tânia e o secretário de educação João Magno sucateiem a educação! Estamos juntos com os professores por uma educação de qualidade”, destaca a nota enviada por Kadu Lopes. Os professores da rede municipal de Jequié estão em greve.

APOIO AO 13 DE MAIO


Kadu Lopes informa ainda que apoia a manifestação programada para o dia 13 de maio. “Sairemos da Praça do Viveiro, no dia 13 de maio em direção a câmara de vereadores. Entraremos todos juntos em uma só união de pensamentos por amor a Jequié na sessão da câmara de vereadores de Jequié e cobraremos de nossos representantes uma ação formal pedindo o providencias ao problema da educação, destacou.

Postado do Blog Jequié e Região:
:: Jequié e Região ::

quinta-feira, 24 de abril de 2014

JEQUIÉ: A EDUCAÇÃO VAI PARAR E O BICHO VAI PEGAR!!!

Professores decretam greve na Rede Municipal de Jequié


A categoria dos Trabalhadores em Educação decretou, hoje (23), greve da Rede Municipal de Ensino de Jequié. A decisão foi tomada em Assembleia, realizada na Casa da Cultura Pacífico Ribeiro, onde houve uma grande participação de professores insatisfeitos contra a inércia do governo, que caminha a passos lentos para por um fim no impasse instalado. A negociação salarial da categoria vem perdurando desde janeiro de 2014, mas que até agora não obteve avanço.
Durante a Assembleia, a diretora da APLB/Apromuje, Caroline Moraes, passou para a categoria informações sobre a Audiência com a Comissão Permanente de Negociação - CPN e representantes do Governo Municipal, realizada no último dia 16. Foram pontuadas algumas situações de gastos da educação detectadas no extrato da folha da educação, o que causou descontentamento dos professores.
Na próxima sexta-feira (25), a APLB se reunirá novamente em audiência com o Governo e a CPN. Caso seja atendida integralmente a reivindicação pelo cumprimento do piso salarial e o plano de carreira, os profissionais da educação reconsiderarão a decisão de “greve”.
A APLB mais uma vez se mostrou firme em relação ao Cumprimento da Lei do Piso Salarial Nacional do Magistério e do Plano de Carreira e Remuneração do Magistério Público municipal. “É preciso autonomia, responsabilidade e resistência. O que vai ser primordial no movimento de greve é a luta, é a valorização do profissional!”, destacou Caroline.

Ficaram agendadas algumas atividades para o movimento de Greve:

Reunião de Diretoria da APLB Sindicato:
Dia: 28/04 - Horário: 09 horas - Local: Sede da APLB Sindicato.
• Reunião com os Representantes das Escolas Municipais:
Dia: 28/04 - Horário: 15 horas - Local: Sede da APLB Sindicato
• Assembleia da Categoria:
Dia: 29/04 - Horário: 15 horas - Local: AUDITÓRIO DA TERCEIRA VISÃO.

ASCOM APLB/Apromuje

Postado do Site da APLB Jequié:
:: APLB Sindicato - Jequié - Bahia ::

quarta-feira, 23 de abril de 2014

AD VILAS DE ABRANTES TERMINA CONGRESSO DE JOVENS E ADOLESCENTES COM 06 ALMAS PARA JESUS E 50 BATIZADOS COM O ESPIRITO SANTO

A Igreja além das quatro paredes...

PASTOR TAVINHO TRINDADE & FAMÍLIA

2º noite do congresso. Explosão de poder! Silvio Tornado contando. Carlos Jr pregando. Ujaadeva adorando! Adolescentes e jovens imersos no poder. Quatro almas chorando no pé do altar!

Adolescentes e jovens da AD Irajuba adorando a Deus no Congresso UJAADEVA 2014!


O último dia do congresso foi absurdamente forte o6 almas pra Jesus, 50 batizados com Espírito Santo e com fogo, muita glória, muita unção, muito poder. 


Pr Carlos Jr, Pr Misael Santana, Samuel Mariano, Pr Vagner Tavares, Pr Saulo Iure, Pr Pr Silvio Tornado, Pr Albert Amador.. Homens que Deus usou pra sacudir Abrantes nesse feriadão.

Estou muito feliz, eu não tenho como agradecer ao meu Deus por tudo que ele tem feito comigo, não mereço mas sou alvo do seu amor e neste final de semana tive mais uma prova do seu amor, nesse congresso ficou claro que sou Pastor da melhor juventude do mundo. Muito obrigado Senhor por me dá o privilégio e a honra de ser Pr dos adolescentes e jovens mais especiais do planeta. Senhor a única coisa que tenho a te oferecer é minha vida! UJAADEVA - União de Jovens e Adolescentes da Assembléia de Deus de Vilas de Abrantes. Eu amo vocês!




Pastor-presidente


Fonte e fotos do Facebook do Pastor Tavinho Trindade:

domingo, 20 de abril de 2014

MESMO COM A PRISÃO DE PRISCO ASPRA & AAPM DEFENDEM A SOCIEDADE NA MANUTENÇÃO DA ORDEM E DA PAZ

Carta aberta aos policiais e bombeiros...


De igual modo a ASPRA, a APPM vem a público informar que sempre prezou pela manutenção da ordem pública, e vem fazendo um esforço imenso para reverter uma possível paralisação espontânea da tropa, em razão da prisão de Marco Prisco. Entendemos que a prisão preventiva foi sem fundamento, pois, a partir do momento em que as atividades foram normalizadas, perdeu-se o objeto da ação que a motivou, além de que o momento foi inapropriado diante das recentes manifestações ocorridas na Policia Militar e principalmente quando o clima de tranquilidade retornava à sociedade civil e ao seio da tropa. 
É importante reforçar que embora o mandado de prisão tenha sido expedido pela Justiça Federal, o mesmo foi solicitado de maneira velada pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (que vem negando publicamente a sua participação no episódio), inclusive, no mesmo período em que o próprio Marco Prisco ainda tentava, através da negociação com a área sistêmica do governo, evitar o movimento que acabou sendo deflagrado pela tropa em assembleia do ultimo dia 15. 

A APPM também entende que um processo de aquartelamento neste momento, poderá trazer mais desconforto e insegurança para todos, policiais e sociedade civil. A APPM continuará em permanente ALERTA ao desenrolar dos fatos nos próximos dias e buscando sempre manter o diálogo. Por fim, a sociedade precisa de PAZ e os policiais militares farão o possível para proporcionar o retorno da tranquilidade social



Vereador Soldado Gilvan
Diretor Jurídico - APPM Jequié.

Postado do Blog de Júnior Mascote:

sexta-feira, 18 de abril de 2014

PRA QUE SERVEM OS TÍTULOS DE "DOUTORES EM DIVINDADE"???

Como identificar falsos mestres

O apóstolo Paulo escreveu a Tito que pastores não devem apenas pregar fielmente, mas também “convencer os que o contradizem” (Tito 1.9). A ideia é muito simples. O ministério pastoral não é meramente de edificar, mas também de derrubar. Como Paulo disse em outro lugar, envolve derrubar toda especulação e altivez que se levante contra o conhecimento de Deus (2 Coríntios 10.5). Falhar em fazer isso é má-prática ministerial e algo perigoso para o povo de Deus.
Dada essa obrigação, se torna imperativo ser capaz de identificar falsos mestres quando eles aparecem. Às vezes o falso ensinamento surge de fora da igreja. Às vezes, de dentro. O Novo Testamento ensina que uma reposta mais rigorosa é devida quando ele surge de dentro. Assim, pastores fiéis precisam aprender a identificar e lidar com falsos mestres. Mas como fazemos isso?
A Bíblia sugere pelo menos seis características que normalmente identificam os falsos mestres. Nem todo falso mestre exibe todas essas características ao mesmo tempo, mas muitas vezes apresentam uma combinação de alguns desses traços.
1. Falsos mestres contradizem a sã doutrina

Mesmo no primeiro século, durante a vida dos apóstolos, havia um corpo doutrinário autoritativo que funcionava como regra de fé e prática. Judas chama isso de “fé que uma vez por todas foi entregue aos santos” (Judas 3). Paulo chama de “sã doutrina segundo o evangelho da glória do Deus bendito” (1 Timóteo 1.10-11). Em outro lugar, é o “padrão das sãs palavras” e de “bom depósito” (2 Timóteo 1.13-14), as “palavras da fé” e “boa doutrina” (1 Timóteo 4.6). João chama de “a doutrina de Cristo” (2 João 9).  
No primeiro século, a sã doutrina consistia no Antigo Testamento, além das palavras apostólicas que Cristo atribuiu aos apóstolos. A autoridade apostólica eventualmente era escrita, conforme os apóstolos começaram a morrer. Para nós, o padrão da sã doutrina – a fé que uma vez por todas foi entregue aos santos – é a escritura, o Antigo e o Novo Testamento. O falso ensinamento, portanto, é qualquer ensinamento que foge dessa norma. Um falso mestre é qualquer um de dentro da igreja que se oponha ao que a Bíblia ensina (1 Timóteo 6.3; 2 João 9).       


2. Falsos mestres promovem imoralidade

Judas nos mostra que falsos mestres muitas vezes se esgueiram na igreja e “transformam em libertinagem a graça de nosso Deus” (Judas 4). Libertinagem significa falta de restrição moral, especialmente na questão da conduta sexual. É uma total supressão das normas morais da escritura. É uma vida que permite comportamentos que a Bíblia condena. Pedro diz que tais mestres negam o Senhor Jesus ao perseguirem “suas práticas libertinas” (2 Pedro 2.2). Uma pessoa que não é dominada pela palavra de Deus é muitas vezes dominada por suas próprias paixões. Não há poucos charlatões que se infiltram nas igrejas com seu carisma apenas para se mostrarem aproveitadores sexuais do rebanho.
Alguns deles tentarão justificar sua própria imoralidade sexual ou a imoralidade dos outros. Mas muitas vezes não irão enfrentar com força os assaltos às normas morais da escritura. Isso é muito óbvio. Pelo contrário, eles irão redefinir os termos da Bíblia para que não mais os acusem de suas ações perversas. Aqueles que redefinem o ensinamento bíblico a respeito de casamento e sexualidade caem nessa categoria.

3. Falsos mestres diminuem a importância do pecado e do juízo

Esse é o traço dos falsos mestres que compartilham em comum com os antigos falsos profetas. Jeremias os descreve dessa forma: porque desde o menor deles até ao maior, cada um se dá à ganância, e tanto o profeta como o sacerdote usam de falsidade.       
Curam superficialmente a ferida do meu povo, dizendo: Paz, paz; quando não há paz. (Jeremias 6.13-14)
Falsos mestres caracteristicamente diminuem o pecado. Ao invés de chamar “as falhas” de pecado, eles simplesmente dizem “não há nada para ver, prossigam”. Os falsos mestres dizem aos pecadores, a quem Deus irá julgar, que eles não são tão ruins assim e que não há necessidade de temer o julgamento de Deus. Eles separam o amor e a graça de Deus de sua santidade. Eles dizem ao povo, que deveria ter toda a razão para temer o julgamento de Deus, que eles realmente não tem nada a temer. Eles fogem do confronto que a verdade traz e dizem aos pecadores qualquer coisa que seus ouvidos queiram ouvir (2 Timóteo 4.3-4).
4. Falsos mestres são motivados por ganância e ganho egoísta

Pedro diz que, em sua “avareza”, falsos mestres se aproveitam do povo de Deus com “palavras fictícias” (2 Pedro 2.3). De fato, o coração deles é “exercitado na avareza” (2 Pedro 2.14). Paulo diz que os falsos mestres supõe “que a piedade é fonte de lucro” (1 Timóteo 6.5). Pregadores que amam dinheiro e ganho material muitas vezes dirão o que for necessário para aumentar seu piso salarial. São mercenários, não seguindo o chamado de Deus, mas aquele que pagar mais. Irão abraçar qualquer novidade. Irão coçar onde quer que os pecadores desejem. Transformam o ministério em fonte de lucro porque são motivados por ganância. Tome cuidado com pastores que parecem ter apetite por ganho material. Essa é uma grande marca de um falso mestre.

5. Falsos mestres causam divisão

Falsos mestres irão tentar convencer o rebanho que a sã doutrina causa divisão. Mas isso é uma mentira. Esse é, na verdade, o falso ensinamento que busca dividir e conquistar o povo de Deus. Judas nos alerta a respeito deles dessa forma:
No último tempo, haverá escarnecedores, andando segundo as suas ímpias paixões. São estes os que promovem divisões, sensuais, que não têm o Espírito. Vós, porém, amados, edificando-vos na vossa fé santíssima, orando no Espírito Santo, guardai-vos no amor de Deus (Judas 18-21)
Quem causa dissensão no meio do povo? Não aqueles que ensinam a sã doutrina. O povo de Cristo se une ao redor da verdade e se dividem por conta do erro. Falsos mestres são aqueles que levam o povo para longe do padrão da verdade divina em direção ao erro.
6. Falsos mestres enganam o rebanho

Jesus nos diz para nos acautelarmos “dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas” (Mateus 7.15). O falso mestre nunca aparece a nós com uma placa pendurada no pescoço onde se lê “sou um falso mestre”. O falso mestre aparece disfarçado de cristianismo. Ele possui a forma da piedade mas nega seu poder (2 Timóteo 3.5). Se o falso mestre aparenta e soa como cristão, então como saberemos se ele é um falso mestre? Jesus nos diz como podemos saber: “pelos seus frutos os conhecereis” (Mateus 7.16). Em outras palavras, o que eles fazem muitas vezes diz mais sobre quem eles são do que o que dizem.         

Por Denny Burk   Fonte: Reforma 21 

Postado do Pastor Anselmo Melo:




quarta-feira, 16 de abril de 2014

OS PROFETAS SERÃO COMO VENTO, PORQUE A PALAVRA NÃO ESTÁ COM ELES

Coisa espantosa e horrenda se anda fazendo na terra...

Dai voltas às ruas de Jerusalém (Jequié, Jitauna, Salvador, etc), e vede agora; e informai-vos, e buscai pelas suas praças, a ver se achais alguém, ou se há homem que pratique a justiça ou busque a verdade; e eu lhe perdoarei.
E ainda que digam: Vive o Senhor, de certo falsamente juram.
Ah Senhor, porventura não atentam os teus olhos para a verdade? Feriste-os, e não lhes doeu; consumiste-os, e não quiseram receber a correção; endureceram as suas faces mais do que uma rocha; não quiseram voltar.
Eu, porém, disse: Deveras estes são pobres; são loucos, pois não sabem o caminho do Senhor, nem o juízo do seu Deus.
Irei aos grandes, e falarei com eles; porque eles sabem o caminho do Senhor, o juízo do seu Deus; mas estes juntamente quebraram o jugo, e romperam as ataduras.
Por isso um leão do bosque os feriu, um lobo dos desertos os assolará; um leopardo vigia contra as suas cidades; qualquer que sair delas será despedaçado; porque as suas transgressões se avolumam, multiplicaram-se as suas apostasias.
Como, vendo isto, te perdoaria? Teus filhos me deixam a mim e juram pelos que não são deuses; quando os fartei, então adulteraram, e em casa de meretrizes se ajuntaram em bandos.
Como cavalos bem fartos, levantam-se pela manhã, rinchando cada um à mulher do seu próximo.
Deixaria eu de castigar por estas coisas, diz o Senhor, ou não se vingaria a minha alma de uma nação como esta?
Subi aos seus muros, e destruí-os (porém não façais uma destruição final); tirai os seus ramos, porque não são do Senhor.
Porque aleivosissimamente se houveram contra mim a casa de Israel e a casa de Judá, diz o Senhor.
Negaram ao Senhor, e disseram: Não é ele; nem mal nos sobrevirá, nem veremos espada nem fome.
E até os profetas serão como vento, porque a palavra não está com eles; assim se lhes sucederá.
Portanto assim diz o Senhor Deus dos Exércitos: Porquanto disseste tal palavra, eis que converterei as minhas palavras na tua boca em fogo, e a este povo em lenha, eles serão consumidos.
Eis que trarei sobre vós uma nação de longe, ó casa de Israel, diz o Senhor; é uma nação robusta, é uma nação antiqüíssima, uma nação cuja língua ignorarás, e não entenderás o que ela falar.
A sua aljava é como uma sepultura aberta; todos eles são poderosos.
E comerão a tua sega e o teu pão, que teus filhos e tuas filhas haviam de comer; comerão as tuas ovelhas e as tuas vacas; comerão a tua vide e a tua figueira; as tuas cidades fortificadas, em que confiavas, abatê-las-ão à espada.
Contudo, ainda naqueles dias, diz o Senhor, não farei de vós uma destruição final.
E sucederá que, quando disserdes: Por que nos fez o Senhor nosso Deus todas estas coisas? Então lhes dirás: Como vós me deixastes, e servistes a deuses estranhos na vossa terra, assim servireis a estrangeiros, em terra que não é vossa.
Anunciai isto na casa de Jacó, e fazei-o ouvir em Judá, dizendo:
Ouvi agora isto, ó povo insensato, e sem coração, que tendes olhos e não vedes, que tendes ouvidos e não ouvis.
Porventura não me temereis a mim? diz o Senhor; não temereis diante de mim, que pus a areia por limite ao mar, por ordenança eterna, que ele não traspassará? Ainda que se levantem as suas ondas, não prevalecerão; ainda que bramem, não a traspassarão.
Mas este povo é de coração rebelde e pertinaz: rebelaram-se e foram-se.
E não dizem no seu coração: Temamos agora ao Senhor nosso Deus, que dá chuva, a temporã e a tardia, ao seu tempo; e nos conserva as semanas determinadas da sega.
As vossas iniqüidades desviam estas coisas, e os vossos pecados apartam de vós o bem.
Porque ímpios se acham entre o meu povo; andam espiando, como quem arma laços; põem armadilhas, com que prendem os homens.
Como uma gaiola está cheia de pássaros, assim as suas casas estão cheias de engano; por isso se engrandeceram, e enriqueceram;
Engordam-se, estão nédios, e ultrapassam até os feitos dos malignos; não julgam a causa do órfão; todavia prosperam; nem julgam o direito dos necessitados.
Porventura não castigaria eu por causa destas coisas? diz o Senhor; não me vingaria eu de uma nação como esta?
Coisa espantosa e horrenda se anda fazendo na terra.
Os profetas profetizam falsamente, e os sacerdotes dominam pelas mãos deles, e o meu povo assim o deseja; mas que fareis ao fim disto?

terça-feira, 15 de abril de 2014

#POLICIA DA BAHIA PARA POR TEMPO INDETERMINADO (GREVE GERAL)...

Greve da PM da Bahia é decretada e Prisco convoca tropa para Wet'n Wild

por Luana Ribeiro/ Evilásio Júnior
Greve da PM da Bahia é decretada e Prisco convoca tropa para Wet'n Wild
Foto: Carol Prado / Bahia Notícias

Os policiais militares da Bahia decidiram, em assembleia-geral realizada nesta terça-feira (15), no espaço Wet'n Wild, na Avenida Paralela, decretar greve por tempo indeterminado, com início imediato. Como já era sinalizado tanto pelos praças quanto pelos oficiais, a categoria não aceitou as propostas do governo do Estado, que apresentou a Lei de Modernização da PM na última quinta (10), a qual foi considerada um "retrocesso" pela classe. Apesar da reunião entre representantes da categoria e do Palácio de Ondina e apresentação de "avanços"em itens do Código de Ética da PM e da progressão salarial, não houve acordo em relação às reivindicações dos policiais, a exemplo do pagamento da Unidade Real de Valor Monetário (URV). Os pontos discutidos em reunião foram apresentados pelo vereador Marco Prisco (PSDB) e rejeitados pela maioria dos mais de 2 mil policiais presentes à casa de shows, aos gritos de "ô, a PM parou". O tucano clamou à tropa não deixar o local e convocou outros PMs a se unir ao grupo.

Postado do Blog Bahia Notícias / Samuel Celestino:

segunda-feira, 14 de abril de 2014

CASAMENTO GAY: A FLAGRANTE INCONSTITUCIONALIDADE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA

Um leitor, conhecido das artes jurídicas, envia um comentário muito interessante sobre o tal "casamento gay"




O CNJ, ao contrário do que muitos têm afirmado aqui a acolá, exorbitou de suas atribuições constitucionais ao ordenar aos cartórios que celebrassem casamentos entre pessoas do mesmo sexo, pois ao assim proceder limitou-se a sabujamente dar efetividade à decisão do STF de equiparar as uniões estáveis entre homem e mulher às uniões entre pessoas do mesmo sexo, feita completamente ao arrepio da lei. 

Ao impor aos cartórios o dever de celebrar casamentos entre pares homossexuais, o CNJ nada mais fez que facilitar, fora de suas atribuições, num caráter legislativo que nem mesmo o STF tinha competência, a conversão das uniões estáveis entre pessoas do mesmo sexo em casamento, rasgando e tripudiando um expresso comando constitucional, de que o casamento é a união entre homem e mulher.  

Ao declarar a equivalência entre as uniões estáveis heterossexuais e as homossexuais, o STF rasga a constituição e fora de suas atribuições atribuiu a ambas os mesmos direitos, dentre os quais a possibilidade de contraírem matrimônio civil, o que não é previso nem no Código Civil. Ante o acima exposto, estou infelizmente seguro em afirmar que o pleno do STF rechaçará qualquer pedido que questione a validade jurídica da resolução do CNJ que obrigou os cartórios a realizar casamentos entre homossexuais.


Postado do Blog Barrocas - Bahia:
BARROCAS - BAHIA