WEB RÁDIO JESUS A VIDA

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

DESINTALANDO VIRUS RECYCLER DO SEU PENDRIVER (VÍDEO)

O Vírus transforma seus arquivos em atalho ou oculta-os...



Postado do Youtube:
http://www.youtube.com/watch?v=OXvKcojqUTI

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

#JEQUIÉ SIGA O EXEMPLO DE EDUCAÇÃO DE SANTA INÊS!!!

Escola pública de Santa Inês recebe prêmio de Destaque do Ano na Bahia

Dirigentes e professores do Colégio ACM de Santa Inês presentes à solenidade de premiação
O Colégio Estadual ACM de Santa Inês recebeu no auditório da UESC (Universidade Estadual de Santa Cruz), em Ilhéus, no último dia 26, o I Prêmio Melhor Escola Pública do Ano – Escola Destaque na Bahia, destaque que fez parte do Programa O Ministério Público e os Objetivos do Milênio: Saúde e Educação de qualidade para todos. O diretor do colégio público, Hérmeson Eloi recebeu o prêmio fazendo o agradecimento em nome de todo o quadro docente, funcionários administrativos e alunos do estabelecimento. O Concurso foi realizado pela Fundação Escola Superior do Ministério Público – FESMIP/BA com a finalidade de premiar  escolas que apresentaram a melhor estrutura física, estado de conservação e a qualidade de ensino com a aplicação das verbas recebidas pela a unidade escolar, bem como a efetiva implantação de planos/projetos de trabalho para o melhoramento da educação como um todo, enfatizando as ações direcionadas ao aperfeiçoamento pedagógico e ao ingresso, permanência e sucesso na aprendizagem do aluno, considerando a relação, direção, coordenação, corpo docente e discente, colaboradores, pais e comunidade.

Postado do Blog de Wilson Novaes:

terça-feira, 29 de outubro de 2013

COM OS NOMES DO DEP. ISIDÓRIO E O IRMÃO LÁZARO, O PSC ESPERA ELEGER PELO MENOS CINCO CANDIDATOS A DEPUTADO ESTADUAL

CANTOR GOSPEL - IRMÃO LÁZARO
Deputado Isidório, durante reunião com pré-candidatos no auditório do Centro Empresarial Iguatemi, nesta segunda feira (28/10/2013), atendendo ao convite do Diretório Estadual do Partido Social Cristão, diz está muito feliz com sua volta ao (PSC), justificando que tinha saído do partido por razão de ter firmado compromisso com o governo Jaques Vagner, mas sabia que sua casa era o (PSC). Em seguida menciona o nome do cantor Lázaro que também estava presente, o Dep. Isidório falou que o cantor Lázaro teria um milhão de votos e ele 950.000, sendo aplaudido por todos os presentes. Não podemos negar que o nome do Deputado Isidório realmente é o mais falado no partido e nos bastidores políticos, caso o partido contemple o Dep. Isidório com um tempo razoável de TV não existe dúvidas da sua grande vitória, que automaticamente será transferido para outros candidatos.
O partido pretende lançar, pelo menos, 90 nomes para concorrer ao cargo de deputado estadual e, tem em suas fileiras de filiados, como: A deputada Maria Luiza, O Irmão Lázaro, Alberto Braga, Samuel Junior, Antônia Pedrosa e o próprio Dep. Isidório Santana que é, indubitavelmente, uma das grandes promessas do partido.

ASSISTIR AO CULTO SIM! VIOLAR DIREITOS NEM PENSAR.

CDH aprova projeto que autoriza igrejas a vetar gays que violem seus valores, doutrina, crença e liturgias

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias, presidida pelo pastor Marco Feliciano (PSC-SP), aprovou nesta quarta-feira (16) o projeto de lei que permite a organizações religiosas expulsarem de seus templos pessoas que “violem seus valores, doutrinas, crenças e liturgias”. A proposta ainda desobriga igrejas a celebrar casamentos em “desacordo com suas crenças”. Segundo o Estadão, o objetivo é evitar que decisões judiciais obriguem a celebração de uniões homoafetivas, além de permitir a retirada de manifestantes que fizerem protestos dentro de templos, como duas garotas que chegaram a ser presas no mês passado por se beijarem durante um culto comandado por Feliciano. Autor do projeto, o deputado Washington Reis (PMDB-RJ), deixou claro tal intenção na justificativa da proposta: “Deve-se a devida atenção ao fato da prática homossexual ser descrita em muitas doutrinas religiosas como uma conduta em desacordo com suas crenças. Em razão disso, pelos fundamentos anteriormente expostos, deve-se assistir a tais organizações religiosas o direito de liberdade de manifestação”. Designado por Feliciano como relator, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) foi o responsável pelo parecer favorável. Ele argumentou que as organizações têm o direito de definir suas próprias regras de funcionamento e que a participação nelas deve ser limitada a quem concorda com suas doutrinas.
Postado do Blog Notícias Bahia:
Notícias Bahia

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

EVANGÉLICOS FAZEM PROTESTO PEDINDO JUSTIÇA PELA MORTE DO PASTOR MÁRIO SALES, MORTO EM AÇÃO POLICIAL NA BAHIA

Um grupo de evangélicos realizou um protesto na tarde dessa sexta feira (25) na região do Shopping Iguatemi, em Salvador (BA), pela morte do pastor evangélico Mário Sales, morto pela polícia no último dia 17. O pastor foi morto durante um cerco feito pela polícia em Feira de Santana (BA), numa operação para desarticular uma quadrilha em roubo de carros. Os manifestantes acusam a polícia de assassinato e pedem justiça.
Com cartazes e faixas os manifestantes protestaram pela morte do pastor e do missionário Jesivam Cristiano Dias Brito, de 26 anos, que estavam juntos no carro quando foram mortos pela polícia. Amigos, familiares e simpatizantes do trabalho do pastor pedem justiça na apuração dos erros cometidos pela polícia para resultar nesta catástrofe.
Carregando a mensagem “Não era bandido”, eles pedem que a Secretaria de Segurança Pública puna os policiais envolvidos na morte dos jovens, e fazem um abaixo assinado pedindo que o delegado à frente da operação faça um pedido público de desculpas. O caso deve ser levado ao governador do estado.
Dona Veranice, mãe de Sales, deu um depoimento emocionado afirmando que os policiais chegaram a dizer para ela que seu filho havia sido morto por engano, ao ser usado como escudo humano por Fábio de Almeida Silva, 24 anos e Enderson Almeida Souza Matos, 23 anos, que estavam em um carro logo atrás, e sabiam que estavam na mira da polícia.
Segundo o site de notícias locais Varela Noticias, diversas contradições foram constatadas no caso, como o fato de que a polícia descobriu que nem os nomes nem a voz dos dois jovens evangélicos aparecem nas gravações de escuta feitas pelos investigadores.
Fonte: Varela Notícias\Via: G Notícias
Postado do Portal Informe Gospel:
INFORME GOSPEL:::::::::::A notícia com outro Ângulo

domingo, 27 de outubro de 2013

COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS FAZ RELATÓRIO À PR. MARCO FELICIANO



Dr. Talma Bauer diz não achar culpa em Pr. Mário Salles






Postado do Facebook de Marcos Batista
https://www.facebook.com/marcos.batista.374?fref=ts

ADESAL: VIVENDO A POSSIBILIDADE DE UM SONHO POSSÍVEL...

A Mulher do Presidente da Adesal



Desde 2010 que o homem que preside a Adesal (Assembléia de Deus em Salvador) e agora a CONFRAMADEB (Convenção Fraternal de Ministros das Assembléias de Deus no Estado da Bahia), se vê envolto em circunstâncias que geraram insatisfação por parte de alguns, enquanto que outros o ovacionaram como Salvador da Pátria, especialmente no caso Adesal X Ceadeb!
Desde então, o Pastor Israel Alves Ferreira se tornou alvo de críticas e de insultos por parte de gente que preferiu a guerra, o litígio, ao invés do diálogo. Para manter o equilíbrio e a paz entre fiéis, obreiros e ministros da Igreja em Salvador, o Presidente da Adesal escolheu a defensiva ao invés da ofensiva, preferiu abençoar ao invés de retrucar boatos que sempre considerou infundados. Em seu discurso, sempre esteve presente um espírito pacífico e disposto ao debate aberto.
Mas esta postura não é a única coisa curiosa em sua trajetória. Sua esposa, irmã Joilda Ferreira, Líder da UCOADSAL (União do Círculo de Oração da Assembléia de Deus em Salvador) e do DEPAD, Departamento de Adolescentes da mesma instituição, tem sido, sem dúvidas, um marco em seu ministério, mui especialmente neste tempo nebuloso em que vive a Adesal.
Com uma facilidade de argumentação e carisma suficiente entre as mulheres da igreja, a irmã Joilda consegue, com maestria, mobilizar quem esteja interessado em empreendimentos como a Construção do Grande Templo da Paralela, numa época de dúvidas e insatisfações!
Sua habilidade vai além da vontade, chega à coragem! Ignorando os contradizentes e os que fazem questão de se manifestar contra um projeto tão audacioso como o da citada construção, a mulher do Presidente da Adesal vai além do que os atuais diretores da ASSUMO (Associação Subi ao Monte), associação responsável por gerir os recursos arrecadados em favor do grande templo, seriam capazes de fazer!
Para tanto, a esposa do Presidente da Adesal posou em uma foto na internet ao lado de um automóvel doado para sorteio em favor do templo, algo que já foi feito em tempos passados!
Sua presença em frente à Gincana das Mulheres da Igreja, ocorrido no local da construção do templo, nos dias 25 e 26 de outubro, revelou uma liderança que faz falta neste tempo tão delicado da Adesal. 
Enquanto que o grito de seu marido, no que diz respeito à construção que se tornou a marca do descrédito na Adesal, parece se ouvir ao longe, o de sua esposa, soa como um comando aos ouvidos das mulheres da igreja. A organização somada ao entusiasmo e às idéias de Joilda Ferreira, transforma os eventos em que toma a frente, num verdadeiro canal de possibilidades. 
Sua maneira de ver este estado de coisas vividos pela Adesal, é diferente. Irmã Joilda Ferreira articula e mobiliza, contagia e consegue convencer a outros a terem seu olhar.
Em sua página do Facebook, posta diariamente imagens de uma Adesal que muitos teimam esquecer. Uma Adesal forte e que continua realizando coisas no Reino de Deus. Ao lado de Valterney, Joilda Ferreira vem realizando um trabalho que vem levantando a auto estima dos adolescentes da Adesal. A última cartada é a realização do Congresso do DEPAD no Estádio do Pituaçu. Demonstrando entusiasmo e jeito de quem está "tomando posse", Joilda postou a foto ao lado com a seguinte frase: " A Glória de Deus vai encher este lugar! Será dias 15 e 16 de novembro congresso do Adolescentes Depad da Adesal Orem e Participem!"
Mas não fica por aí, Joilda Ferreira é uma empreendedora, investe em novas formas de arrecadar fundos, já investiu e arrecadou ofertas com vendas de lençóis a preço de fábrica e agora vê na Akmos, empresa que comercializa uma certa linha de cosméticos, mais uma oportunidade mercadológica que pode dar certo!
Não precisa entrevistar Joilda Ferreira para perceber e entender que ela acredita no que faz e que faz questão de levantar a bandeira do ministério de seu esposo, o Presidente da Adesal, Israel Alves Ferreira. Aliás, é graças a essa força que encontra sabemos onde, que Joilda Ferreira pode ser considerada uma mulher de fé e garra, que acredita, investe e luta.
Parabéns Joilda Ferreira!

Postado do Blog do Pr. Raimundo Campos 

terça-feira, 22 de outubro de 2013

DELEGADO DOS DIREITOS HUMANOS - DR. BAUER EM FEIRA DE SANTANA COMECA A INVESTIGACAO DO CASO MARIO SALES

DR. TALMA BAUER - COMISSÃO DOS DIREITOS HUMANOS E MINORIAS DA CÂMARA
Representante da Comissão de Direitos Humanos chegou a Salvador para investigar os fatos que envolveram a morte do Conferencista Internacional Mário Sales e do Pregador Jeisivan Dias. Fato ocorrido no ultimo dia 17/10 sobre a malha da Br-324 nas proximidades do Posto Sao Gonçalo no município de Conceicao do Jacuipe.
O pastor Marco Feliciano enviou o Chefe de seu Gabinete - Dr.   Bauer, que se deslocou do Estado de São Paulo onde mora e que se encontrou com diversas liderança eclesiásticas para se munir de todas as informações necessárias para dar inícios as suas investigações na Cidade de Feira de Santana e Conceicao do Jacuipe,onde teve inicio e fim tragico da operação policial considerada desastrosa com o saldo de quatro pessoas mortas, sendo que apenas um destas havia passagem pela policia que foi o indivíduo conhecido como "Rábico". 
Em conversa com Dr. Bauer o mesmo estará ouvindo o Delegado Regional e outros envolvidos na operação, assim como, estará em audiência com o Secretario de Segurança Publica da Bahia cobrando resposta urgente ao Caso Mário Sales e Jeisivan e o esclarecimento dos fatos, ora tão controverso.
Porém, após audiência a portas fechadas no Complexo Policial Investigador Bandeira em Feira de Santana com o Delegado Regional, Dr. Bauer saiu convicto da inocência do Pastor Mário Sales, por não ter encontrado indícios nos autos que o vincule ao grupo de bandidos invetigados.

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

DEPUTADO FEDERAL MARCO FELICIANO DETERMINA APURAÇÃO DA MORTE DO PR. MARIO SALES

Deputado Federal Pastor Marco Feliciano (PSC) partido que tem como presidente do Estado da Bahia o suplente senador Eliel Santana, determinou que o seu chefe de gabinete Dr. Talma Bauer, se dirija até a cidade de Feira de Santana e região afim de apurar a morte do Pastor MARIO SALES. Também já foi determinada a apuração das informações pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal. Em recente conversa com o Dr.Talma Bauer ele pode adiantar que existe muitas discrepâncias no caso e um forte indicio de execução por parte da policia local, mas não quer adiantar opinião antes dos esclarecimentos concretos do caso.

Assessoria de Comunicação.
Postado do Blog Notícias Bahia:
Notícias Bahia

domingo, 20 de outubro de 2013

CASO MÁRIO SALES: PROTESTE, PARA QUE O PRÓXIMO NÃO SEJA VOCÊ!!!






MATÉRIAS RELACIONADAS:

#CONFERENCISTA MARIO SALES FOI MORTO E SAQUEADO???
A polícia civil de Feira de Santana matou Mario Sales!
http://sandovaloprotestante.blogspot.com.br/2013/10/conferencista-mario-sales-foi-morto-e.html

MARIO SALES: CONFERENCISTA INTERNACIONAL FOI MORTO EM AÇÃO POLICIAL...
http://sandovaloprotestante.blogspot.com.br/2013/10/mario-sales-conferencista-internacional.html
Acesse a Matéria do Blog de "Sandoval O Protestante" Clicando no link em Azul, Conheça, Comente, Compartilhe e Vote no Selo Top Blog "Variedade" 2013.

sábado, 19 de outubro de 2013

#CONFERENCISTA MARIO SALES FOI MORTO E SAQUEADO???

A polícia civil de Feira de Santana matou Mario Sales!

Foto: A polícia civil de Feira de Santana matou Mario Sales!

Considerem os fatos... 

O veículo Peugeot em que Mario Sales e Jeissivan Brito estavam não foi alvejado, não possui manchas de sangue. Confronto com a polícia? 

Afirmaram-me no velório que eles saíram do veículo e foram abatidos com tiros à queima roupa. 

Mario com um tiro no peito – de frente! Ele não tentou uma fuga. Nesse caso, o tiro seria nas costas!

Inacreditável! 

Os peritos descobriram tabletes de maconha após abrirem o capuz do veículo. Distante dos olhos de todos? Bem depois... Será mesmo que a droga estava lá? Estão subestimando nossa inteligência? Temos amigos policiais e que conhecem a artimanha!

Eu já havia postado um alerta no texto anterior que possui aproximadamente três mil compartilhamentos!

Senhores? Está sobrando maldade e faltando-lhes inteligência!

Isso agora é importante!

Se a policia estava investigando a quadrilha, porque afirma ter recebido uma denuncia anônima para realizar a desastrosa operação? 

Onde está o material de vídeo, fotos e quebra do sigilo telefônico? 

Tem uma vítima de roubo alegando reconhecê-lo como um assaltante? Foi foito um BO da alegação? Existe uma data? Um departamento policial? Será muito fácil saber se foi ele ou não. As igrejas por onde ele passou possui os registros de suas visitas!

Sindicância poxa!

Afirmaram que Mario Sales pregava nos bairros da periferia de Feira de Santana para despistar a policia. Como assim? O menino pregava por todo Brasil!

Quem realmente é bandido nessa historia? 

A família me afirmou que sumiu quase 4.000,00 (quatro mil reais) das ofertas e material vendido!

O anel que o rapaz usava...?

Uma maquina fotográfica de alto valor?
 
A comunidade Evangélica Brasileira aguarda a verdade dos fatos!

Por Marcos Batista.

Considerem os fatos... 

O veículo Peugeot em que Mario Sales e Jeissivan Brito estavam não foi alvejado, não possui manchas de sangue. Confronto com a polícia? 

Afirmaram-me no velório que eles saíram do veículo e foram abatidos com tiros à queima roupa. 
Mario com um tiro no peito – de frente! Ele não tentou uma fuga. Nesse caso, o tiro seria nas costas!

Inacreditável! 

Os peritos descobriram tabletes de maconha após abrirem o capuz do veículo. Distante dos olhos de todos? Bem depois... Será mesmo que a droga estava lá? Estão subestimando nossa inteligência? Temos amigos policiais e que conhecem a artimanha!

Eu já havia postado um alerta no texto anterior que possui aproximadamente três mil compartilhamentos!

Senhores? Está sobrando maldade e faltando-lhes inteligência!

Isso agora é importante!

Se a policia estava investigando a quadrilha, porque afirma ter recebido uma denuncia anônima para realizar a desastrosa operação? 

Onde está o material de vídeo, fotos e quebra do sigilo telefônico? 


Tem uma vítima de roubo alegando reconhecê-lo como um assaltante? Foi foito um BO da alegação? Existe uma data? Um departamento policial? Será muito fácil saber se foi ele ou não. As igrejas por onde ele passou possui os registros de suas visitas!

Sindicância poxa!

Afirmaram que Mario Sales pregava nos bairros da periferia de Feira de Santana para despistar a policia. Como assim? O menino pregava por todo Brasil!

Quem realmente é bandido nessa historia? 

A família me afirmou que sumiu quase 4.000,00 (quatro mil reais) das ofertas e material vendido!

O anel que o rapaz usava...?

Uma maquina fotográfica de alto valor?


A comunidade Evangélica Brasileira aguarda a verdade dos fatos!


Por Marcos Batista.

Postado do Facebook:

CASO TELEXFREE: JUSTIÇA LIBERA PARTE DO DINHEIRO BLOQUEADO DA TELEXFREE

Valor será destinado ao pagamento de parcelas que a empresa deve de um investimento feito em um hotel que está sendo construído no Rio de Janeiro.


A juíza Thaís Khalil, da 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco/AC, autorizou nesta sexta-feira (18) a liberação de parte do dinheiro bloqueado nas contas da Ympactus Comercial Ltda., a Telexfree. O valor será destinado a quitar parcelas de um investimento que a empresa fez em um empreendimento imobiliário no Rio de Janeiro.
Wilson Furtado Roberto
#ADVOGADO WILSON FURTADO
O dinheiro será liberado exclusivamente para o pagamento das parcelas que a empresa deve. “Intime-se a beneficiária Tijuca Design Hotel, através de seu sócio administrador, para que preste contas do valor recebido, no prazo de vinte dias, o qual deverá ser integralmente empregado na execução da obra de edificação mencionada no referido contrato, sob pena de responsabilidade pessoal, criminal”, diz a decisão.
Caso o pagamento não fosse cumprido, a Telexfree poderia perder parte dos cerca de 15 milhões investidos no negócio. De acordo com Wilson Furtado Roberto, um dos advogados que representa a empresa no caso, o valor atualizado que deve ser liberado é de cerca de R$ 4 milhões.


Postado do Blog Atitude em Una:
ATITUDE EM UNA
Foto do Site Meu Advogado:

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

CONTRADIÇÃO: HOMENS MORTOS A TIROS PELA POLÍCIA SÃO PASTORES EVANGÉLICOS

As vítimas são acusadas de serem criminosos integrantes de uma quadrilha de roubos de veículos

Apontados pela polícia como integrantes de uma quadrilha de roubo de carros, que agia em Feira de Santana e Salvador, os quatro homens que foram mortos a tiros na BR324, podem não ser criminosos.
Na manhã desta sexta-feira (18) em ligações feitas ao Varela Notícias, testemunhas denunciam que estes homens eram evangélicos e voltavam de uma pregação para casa.
feira morte pastor
Pastor Gilmário (a esquerda) e Missionário Jeisivam Dias (a direita)
Foto: Reprodução
O Departamento de Polícia Técnica (DPT) identificou os corpos dos quatros homens: Gilmário Sales Lima, 24 anos, Jeisivam Cristiano Dias Brito, 26, que morava na Rua Augusto dos Anjos, no bairro Rua Nova e Enderson Almeida Souza Matos, 23 anos, o Rabicó, que morava no conjunto Feira IX. O quarto homem foi identificado apenas como Fábio, e conhecido como Fabinho.
A testemunha Lúcia Silva moradora do bairro Liberdade, em Salvador, faz parte da mesma congregação de duas das vítimas do confronto. Ela afirmou ao Varela Notícias que conhecia o Pastor Gilmário Sales de 24 anos. Gilmário e Jeisivam Cristiano Dias Brito, de 26 anos, eram missionários de uma igreja evangélica de Feira de Santana “Ele vinha de uma pregação e estava a caminho de Aracaju, junto com o missionário Jeisivam, onde iriam pregar a palavra de Deus aos sergipanos”, afirmou Lúcia.
Em contradição temos a versão de que, eles entraram em confronto com policiais civis do Serviço de Investigação da Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin) da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) na divisa dos municípios de Feira de Santana e Conceição do Jacuípe.
Eles estavam em dois carros, dois homens em cada veículo. Após serem atingidos eles foram encaminhados para o Hospital Geral Clériston Andrade, mas não resistiram aos ferimentos.
A nossa equipe entrou em contato com a Polícia Civil que tem a informação de que os quatro homens formavam uma quadrilha de roubo de carros que age em Feira de Santana e Salvador, que inclusive foram encontrados carros roubados.
De acordo com informações do delegado Jean Souza, publicadas em um site de Feira de Santana, confirmam a informação de que os quatro são acusados de integrar uma quadrilha de roubo de carros. Eles teriam como líder um homem conhecido como Rabicó, envolvido em diversos homicídios.
A equipe de reportagem do VN entrou em contato com o delegado titular da região Ricardo Britto Esteves, mas não foi atendida pelo mesmo até a postagem desta matéria.
Postado do Blog Varela Notícias:
Varela Notícias

MARIO SALES: CONFERENCISTA INTERNACIONAL FOI MORTO EM AÇÃO POLICIAL...

Foto

Identificados três dos quatro homens tombaram durante ação policial

Andrea Trindade      


Foram identificados no Departamento de Polícia Técnica (DPT) os corpos de três dos quatros homens que morreram na tarde de ontem (17), na BR-324, durante uma ação policial na divisa entre Feira de Santana e Conceição do Jacuípe:  GILMÁRIO  SALES LIMA, 24 anos, Jeisivam Cristiano Dias Brito, 26, que morava na Rua Augusto dos Anjos, no bairro Rua Nova, e Enderson Almeida Souza Matos, 23 anos, conhecido como Rabicó, que morava no conjunto Feira IX.
A polícia, que investiga uma quadrilha de roubo de carros, recebeu uma denúncia anônima e localizaram os suspeitos na rodovia. Ao fazer o certo, segundo o  delegado Jean Souza, titular da Delegacia de Repressão a Roubos de Cargas (Decarga), os homens atiraram e os policiais revidaram.
 
De acordo com a polícia, os homens estavam armados em dois veículos, um Peugeot vermelho, placa OLD – 8292, licença de Tucano e um Punto, branco, placa NZP- 3230, licença de Cruz das Almas. “Eles iniciaram a troca de tiros. Não foi intenção da polícia feri-los, mas eles tiveram que salvar suas vidas e revidaram os disparos”, disse o delegado.

A ação do Serviço de Investigação da Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin) da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos  (DRFR), sob o comando dos delegados Ricardo Brito e André Ribeiro, teve o apoio de policiais civis da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas em Rodovias e de policiais militares do Tático Móvel.
 
Informações do repórter Aldo Matos do programa Acorda Cidade.

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

TELEXFREE E PROMOTORIA TENTAM UM ACORDO

Nas próximas semanas, promotores e representantes da Telexfree terão a oportunidade de fechar um acordo para pôr fim à ação em que o Ministério Público do Acre (MP-AC) acusa a empresa de ser uma pirâmide financeira. Mas as chances de uma conciliação são poucas, o que deve prolongar a disputa, iniciada há 142 dias. Nessa terça-feira (15), a ação civil pública movida pelo MP-AC contra a Telexfree foi devolvida pelos promotores à Justiça, o que permite o agendamento da audiência de conciliação, prevista para ocorrer “o quanto antes”, segundo a juíza Thaís Khalil, titular da 2ª Vara Cível de Rio Branco e responsável pelo caso. “Já foi determinado o agendamento de uma audiência de conciliação [ assim que o processo voltasse à Justiça ]. É uma tentativa de aventar uma possibilidade de acordo”, afirma Thaís. "Eu vou agendar o quanto antes”. A chance de sucesso, entretanto, é pequena. Segundo a promotora Alessandra Marques, uma das autoras da ação contra a Telexfree, o MP-AC só aceitará um acordo se ele previr aquilo que o órgão pede na ação civil pública: a extinção da empresa e o ressarcimento dos associados, chamados de divulgadores.

Postado do Blog do Leo:
BLOG DO LÉO BARBOSA

terça-feira, 15 de outubro de 2013

QUANDO A ASSEMBLÉIA ERA DE DEUS…

A Assembléia não é dos homens. É de Deus.

Por Nelson Gervoni

Sou de família assembleiana, quando nasci meus pais eram da Madureira, tenho dois primos e um tio pastores no Ministério do Belém, um segundo tio é pastor de Madureira, meu sogro é presbítero e dirigiu diversas congregações da Assembléia, minha esposa nasceu e foi criada nesta igreja e atualmente me vejo pastor ligado à CGADB (Convenção Geral das Assembléias de Deus) através do Belém.
Meu espírito livre me levou a sair da Assembléia de Deus ainda jovem, fiz minha formação teológica num Instituto Batista e por último pastoreei uma igreja anabatista de origem alemã. Por algumas razões há três anos retornei à Casa onde nasci.
Não demorou muito e percebi que a igreja à qual retornara não era mais aquela de onde saíra. Senti-me como alguém que deixa a pátria onde nasceu e ao retornar se sente como um estrangeiro da terra natal.
As diferenças eram tantas que me lembrei de uma frase inúmeras vezes repetida por meu avô materno (nascido em 1901 e convertido ainda jovem na Assembléia de Deus da Missão). Quando via algum absurdo da parte da liderança da igreja, o velho dizia: “Quando a Assembléia era de Deus, isso não acontecia”. E acrescentava, dizendo: “os homens se juntaram e tomaram de Deus a Assembléia de Deus, que agora é dos homens…”
Por ser criança não compreendia ao certo o que o levava meu avô a afirmar isso. Entretanto, esses três anos de Assembléia de Deus me levaram a uma compreensão empática do velho. Ou seja, não somente compreendo, mas sinto o que ele sentia. Havia na expressão do meu avô uma vanguarda profética.
Hoje, não chego a afirmar que a Assembléia não é de Deus, pois ainda há nela um povo caminhante que, não obstante sua liderança, serve a Deus com sinceridade e aguarda a volta do seu Redentor. Mas talvez esta seja uma das poucas características que ainda lhe assegure o nome que tem. A Assembléia não é dos homens. É de Deus. Mas não há dúvida de que os homens – suas lideranças – estão tratando-a como os sacerdotes dos tempos proféticos tratavam a Casa de Deus. Se não, vejamos.

Centralização do poder econômico
A Assembléia de Deus perdeu sua característica de comunidade simples e é uma das igrejas mais ricas do Brasil. Isso a torna semelhante ao Clero Romano que tanto criticamos por sua centralização de poder. Se parece com o sacerdócio do Antigo Testamento tão criticado pelos profetas de então.
Em nível nacional sua riqueza se concentra principalmente na CGADB – que tem como uma das principais fontes financeiras a CPAD (Casa Publicadora das Assembléias de Deus), cuja arrecadação se assemelha a de grandes editoras, como por exemplo, a Abril – e no Ministério do Belém, hegemônico entre os demais ministérios ligados à Convenção.
Estrategicamente esse império, formado principalmente pela CGADB e Belém, se concentra nas mãos de pouquíssimas pessoas, lideradas pelo pastor José Wellington Bezerra da Costa, na presidência simultânea das duas entidades há mais de duas décadas.
Em níveis regionais o poder econômico é distribuído favorecendo os mesmos presidentes de Campo que em nível nacional apóiam e se locupletam com José Wellington. A gestão dos Campos reproduz a administração regional, com centralização de poder e de dinheiro.
É canalizada para a Sede do Campo toda a renda das congregações que em virtude disso perdem a autonomia para realizações descentralizadas. Para citar só um exemplo, a Congregação onde ajudei ultimamente necessita de manutenção das suas dependências, de infra-estrutura para a Escola Dominical das crianças e de instrumentos musicais. Tem uma arrecadação mensal estimada entre R$ 5 mil e R$ 8 mil (digo estimada, pois não se tem acesso à informação da sua arrecadação), mas como deve encaminhar integralmente seus ingressos à Sede, não pode atender suas necessidades locais. Com isso, os departamentos fazem malabarismo para arrecadarem algum dinheiro. Por exemplo, o Círculo de Oração (departamento feminino) faz pizzas e nhoque e vende para os membros, que já contribuem com seus dízimos e ofertas.

Hereditariedade do poder
Outro fenômeno que vem se reproduzindo nas últimas décadas, em especial nas AD do Estado de São Paulo, é a hereditariedade de poder nas esferas regionais. É comum pastores presidentes de Campo prepararem seus filhos para os sucederem ministerialmente. Por exemplo, no Campo de Presidente Prudente/SP o pastor presidente atual é João Carlos Padilha, filho do ex-pastor presidente Carlos Padilha. No Campo de Indaiatuba/SP o pastor presidente é Raimundo Soares de Lima que tem como vice-presidente e sucessor estatutário o próprio filho, pastor Rubeneuton de Lima, mais conhecido como Newton Lima. No Campo de Araçatuba o presidente é o pastor Emanuel Barbosa Martins e o vice-presidente é seu filho, Emanuel Barbosa Martins Filho. No Campo de Limeira o ex-presidente, pastor Joel Amâncio de Souza, fez como seu sucessor o próprio filho, pastor Levy Ferreira de Souza. Medida que foi pivô de considerável divisão na igreja.
Há uma grande possibilidade da hereditariedade de poder se aplicar em nível nacional, pois é de conhecimento dos pastores da CGADB que o pastor José Wellington prepara sua sucessão para um dos filhos, José Wellington Costa Junior, vice-presidente da AD em São Paulo, Ministério do Belém e presidente do Conselho Administrativo da CPAD.
Cabe uma pergunta em relação a isso: É Deus ou o homem quem escolhe o sucessor da presidência da igreja? Penso que a possibilidade de Deus escolher tantos filhos de presidentes como seus sucessores está descartada.
As igrejas do Novo Testamento não eram assim. As congregações escolhiam seus oficiais (Atos 6.1-6, 14.23) e não tinham um pastor presidente que dominava sobre elas.

Sem transparência financeira
Outra coisa que me intrigou ao retornar para a Assembléia de Deus foi descobrir que não é dado saber – senão a duas ou três pessoas da diretoria da Sede – nada sobre a movimentação financeira do Campo. Estima-se que num Campo como o de Campinas, por exemplo, a receita gire em torno R$ 1,5 milhão por mês. Não se sabe ao certo quanto entra e como é gasto o dinheiro; quanto ganha por mês o pastor presidente, pastores regionais e distritais. Recentemente ouvi de uma liderança leiga que o custo de manutenção do pastor presidente, no caso do Campo de Campinas, beira os R$ 60 mil mensais.
Sabe-se, no entanto que as congregações das periferias são pastoreadas por homens simples, que mal recebem ajuda de custo. Assim, muitos têm seus empregos para se sustentarem e os que não conseguem se empregar chegam a passar por privações e apuros financeiros.
A explicação para a ocultação orçamentária é a segurança. Afirmam que não divulgam suas contas para evitarem assaltos. Isso não é verdadeiro, pois qualquer assaltante bem informado sabe que igrejas movimentam rios de dinheiro. E uma coisa é divulgar aos quatro cantos o quanto a igreja arrecada, expondo-a a riscos de roubos, outra coisa é manter seus membros informados do total coletivo das suas contribuições. Afinal, igreja não é empresa privada, que somente o dono tem acesso às suas informações financeiras.
Do ponto de vista legal as igrejas são associações civis regidas pelo Código Civil e como tais, segundo a legislação, devem prestar contas de sua movimentação financeira aos associados, que no caso da igreja são os seus membros. Por exemplo, o Artigo 59, Inciso III do Código Civil diz que “Compete privativamente à assembléia geral (…) aprovar as contas” da instituição. Como poderão aprovar (ou reprovar) as contas sobre a qual pouco ou nada se sabe? Ou como aprovarão se sequer participam das assembleias, em cuja pauta não se coloca em votação a aprovação financeira?
Do ponto de vista bíblico não há nada que se pareça com isso. Não há no Novo Testamento uma associação de igrejas com um presidente arrecadando os ingressos das congregações para administrá-los centralizadamente, se beneficiando de altos salários.
Entretanto, a falta de transparência financeira não é um “privilégio” exclusivo das igrejas e dos Campos. Recentemente o pastor Antonio Silva Santana, eleito em 2009 primeiro tesoureiro da GADB, renunciou alegando falta de acesso às principais informações de caráter fiscal e financeiro da instituição.
Quando não se lança luz sobre uma questão tão importante como esta, obscurece-se a verdade, dando margens a dúvidas. Por exemplo, pode-se perguntar se o dízimo dos contribuintes não foi usado nas últimas eleições para financiar campanhas políticas de pastores candidatos a cargos eletivos.
Esse questionamento nos leva ao próximo assunto.

Vínculo com a política partidária
Não é preciso fazer nenhum esforço mental para perceber que estas características (centralização do poder econômico, hereditariedade do poder e falta de transparência financeira) são próprias das instituições contaminadas pelo abuso de poder, pela ganância, pelo nepotismo, etc. Trata-se de um quadro muito comum nas esferas da política partidária. Assim sendo, como “um abismo chama outro abismo” (Salmo 42.7), era de se esperar que a Assembléia de Deus refizesse (pelo menos tenta refazer), através de sua atuação político-partidária, o casamento entre a Igreja e o Estado, união responsável pelo apodrecimento da fé e cujo divórcio custou o sangue de mártires na História do Cristianismo.
Há atualmente em algumas igrejas a idéia de que “o povo de Deus precisa de representantes na política”. Particularmente tenho uma opinião desenvolvida sobre isso, exposta em recente artigo que escrevi, “Por que não voto em ‘irmão de igreja’”, publicado em meu blog pessoal. Mas, opinião individual a parte, o que mais assusta é o pragmatismo com o qual essa questão vem sendo tratada nas Assembléias de Deus ligadas à CGADB.
A 33ª assembléia geral ordinária da CGADB, realizada em Belo Horizonte em 1997 – e portanto presidida pelo pastor José Wellington – aprovou uma resolução que recomenda aos pastores titulares não se candidatarem a cargos eletivos. Para se candidatar deve o ministro se desvincular de seu cargo pastoral. A resolução é sábia, pois visa, entre outras coisas, poupar a igreja de envolvimento com escândalos políticos que nela respingam, como ocorridos em episódios conhecidos.
Entretanto, não obstante a resolução, recentemente o pastor José Wellington esteve em Campinas e, numa reunião com pastores num hotel, pediu a estes o apoio à candidatura a deputado federal de seu filho Paulo Roberto Freire da Costa – presidente do Campo de Campinas – sem sequer tocar no assunto da desvinculação proposta na resolução que ambos ajudaram a aprovar. Paulo Freire foi eleito e continua presidente da Assembléia Campinas, como se a resolução não existisse.
Ironicamente, a igreja de Campinas foi envolvida num escândalo político quando pastoreada por Marinésio Soares da Silva, antecessor de Paulo Freire. O escândalo foi protagonizado por uma filha Marinésio, na ocasião deputada federal, tendo causado muitos sofrimentos à igreja.
O equivoco de se misturar poder político e igreja foi esclarecido por Cristo numa conversa com seus discípulos, narrada em Marcos 10. Tiago e João reivindicaram o direito de assentar-se com Jesus, um à direita e outro à esquerda do seu trono. Eles não haviam compreendido que o reino de Cristo não se daria na dimensão da política terrena. Para esclarecê-los Jesus lhes disse: “Sabeis que os que são considerados governadores dos povos têm-nos sob seu domínio, e sobre eles os seus maiorais exercem autoridade. Mas entre vós não é assim; pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; e quem quiser ser o primeiro entre vós será servo de todos” (Marcos 10.42-44, com grifo do autor).
A fala de Cristo (grifada acima) sempre será atual. Alerta contra a centralização do poder econômico, a hereditariedade do poder, a falta de transparência financeira e outras mazelas. As instituições mundanas agem dessa forma, “Mas entre vós não é assim”.
O fenômeno da naturalização
Chama a atenção em todo esse processo o fenômeno da naturalização. Ou seja, todas essas características são vistas e vividas como muito naturais, pela liderança e pela chamada “membresia”. A centralização e a hereditariedade do poder, a falta de comunicação e clareza sobre as contas e o relacionamento – fisiológico, inclusive – com a política, são encarados como algo muito normal e, portanto, sem a necessidade de qualquer questionamento.
Todas essas peculiaridades geralmente são justificadas pela “unção” recebida pelo “homem de Deus”, inclusive com uma equivocada interpretação do texto bíblico que diz “Não toqueis os meus ungidos, e aos meus profetas não façais mal” (1 Crônicas 16.22 e Salmo 105.15). Assim, um “ungido” centraliza o poder e designa-o a quem bem entende – geralmente aos filhos – e os demais ungidos e profetas aceitam sem nada dizer. Da mesma forma, se ele é um “ungido de Deus”, tem autonomia, à custa da heteronomia dos demais, para administrar as finanças da igreja sem delas ter que prestar contas. Por outro lado, os membros se isentam da responsabilidade de fiscalizar, pois acreditam que seu papel é apenas trazer os dízimos (Malaquias 3.10) sem se preocupar com o que será feito dele.
As semelhanças desse modelo com a política fisiológica, voltada para projetos pessoais, são muitas. Isso explica o casamento da igreja com a política partidária.
Será que não estamos diante da síndrome de Eli?
***
Nelson Gervoni é pastor da Assembléia de Deus filiado à CGADB, é Coordenador de Projetos Educacionais do Instituto Souza Campos – Pólo Educacional da Universidade Luterana do Brasil em Campinas, SP e integrante do GEPEM da Faculdade de Educação da Unicamp. Artigo enviado pelo autor, para colaboração no Púlpito Cristão

Postado do Blog Púlpito Cristão:
 » Quando a Assembléia era de Deus…