WEB RÁDIO JESUS A VIDA

domingo, 4 de agosto de 2013

DENÚNCIA ANÔNIMA É NOVA PISTA SOBRE MENINA DESAPARECIDA NO NORTE DE MINAS

 (Divulgação / Polícia Civil)

Uma equipe da delegacia Especializada em Localização de Pessoas Desaparecidas de Belo Horizonte esteve na Região do Barreiro para tentar encontrar pistas sobre o paradeiro de Emilly Ketlen Ferrari, de 8 anos. A garota foi vista pela última vez em 4 de maio, em Rio Pardo de Minas, Região Norte do Estado. A diligência, confirmada pela delegada Cristina Coeli, titular da delegacia, foi realizada após recebimento de denúncia. Um homem afirmou ter encontrado uma boneca, parecida com a da garota, próximo ao Hospital Eduardo de Menezes, no Bairro Bom Sucesso, Região do Barreiro.

“Há 15 dias, quando nossa equipe voltou de Rio Pardo de Minas, um indivíduo nos ligou dizendo ter encontrado uma boneca com as mesmas características divulgadas pela imprensa como sendo de Emily. Porém, ele estava com muito temor de ser responsabilizado pelo caso, já que estava com o brinquedo. Por isso findou o contato telefônico”, explicou a delegada. Coeli tentou argumentar com o denunciante, mas não conseguiu. “Falei que ele não seria responsabilizado. Ao contrário, iria contribuir para a solução do caso, pois se for confirmado pela mãe da garota que o brinquedo é mesmo de Emily, vai demonstrar a ação criminosa e o caminho percorrido”, explica.


Policiais da delegacia foram ao Barreiro, mas não encontraram pistas. As características passadas pelo homem sobre a boneca levou os investigadores a acreditar que o brinquedo foi abandonado. “O informante disse que a boneca está limpa. É comum as pessoas jogarem brinquedos fora quando estão quebrados, mas ela (a boneca) estava intacta. Eu acredito que ela tenha sido dispensada”, comenta Coeli. 

A delegada faz um apelo para que o denunciante se comunique novamente com a polícia. “Peço que a pessoa volte a entrar em contato novamente com a delegacia, pois a boneca passa a ser uma peça fundamental para o conhecimento da ação criminosa, pois é um pertence da vítima", disse. 

Emily desapareceu na tarde de 4 de maio quando brincava sozinha na porta de casa, na pacata cidade de Rio Pardo de Minas. Nenhuma pessoa testemunhou o momento em que a criança saiu do local. Policiais do município chegaram a levantar várias linhas de investigação. Uma das suspeitas recaiu sobre o pai e a madrasta da garota. “A delegacia local investigou pessoas que tinham vínculos com a menina e esgotaram todas as linhas em relação ao pai e a madrasta. Nenhum vestígio foi encontrado. O que estamos fazendo agora, é ampliar as investigações para tentar encontrar suspeitos que tem vínculo e ainda não foi investigado e outras que não têm contato com a garota”, afirma a delegada.

Postado do Blog SOS PESSOAS DESAPARECIDAS:
SOS  PESSOAS DESAPARECIDAS

Relembre o Caso:

HOMICÍDIO OU TRÁFICO INTERNACIONAL DE CRIANÇAS? 

Delegado vai pedir quebra do sigilo telefônico de familiares de menina desaparecida em MG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito agradecido pela sua visita. Deus o abençoe.