WEB RÁDIO JESUS A VIDA

segunda-feira, 29 de julho de 2013

APLB/SINDICATO JEQUIÉ NA LUTA PELO PISO E PELA TABELA SALARIAL DA CATEGORIA...

Prefeita Tânia Britto a Categoria não abre mão do direito líquido e certo.

#APLB JEQUIÉ EM REUNIÃO NA CASA DA CULTURA COM OS VEREADORES E O COMANDO DE GREVE
 
Em convocação da APLB/Sindicato Jequié reuniu na Casa de Cultura Pacífico Ribeiro o Comando de Greve e alguns vereadores que publicaram na última quinta-feira (25/07) uma Carta Aberta assinada por 14 vereadores, e que este blog publicou também o nome os 05 vereadores  que não assinaram a mencionada carta -http://sandovaloprotestante.blogspot.com.br/2013/07/vereadores-publicam-carta-aberta.html. O Vereador/Advogado Joaquim Caires, justificou nesta reunião que não tomou conhecimento em tempo hábil para assinar a mesma, que também passou pra nossa redação o mesmo também ocorreu com o Vereador Ednael Almeida, porém os mesmos estão na Câmara de Vereadores pra defender o direito dos munícipes e as justas reivindicações dos sindicatos classistas de Jequié, assim como todos os que subscreveram a Carta Aberta divulgada em vários blog’s e no site da Câmara de Vereadores de Jequié - http://www.camaradejequie.ba.gov.br/index.asp .  A Diretora da APLB – Profª Caroline Moraes, fez saber aos senhores edis todos os passos adotados pelo sindicato até a presente data e que a Administração da Drª Tânia Britto (PP) não informou até agora se fará o pagamento do Piso Nacional da Educação, que a mesma noutro momento chegou a falar que a “a lei é para ser aplicada”, mas não é o que acontece na prática, pois estão fora da sala de aula mais de 18.000 alunos.
Em duas semanas de greve se quer demonstrou interesse em receber a categoria, nem mesmo ter a decência de sentar para negociar. Os vereadores presentes fizeram uso da palavra e afirmaram que a atual gestão apagou o brilho daquilo que deveria ser um grande marco na história da cidade de Jequié, que é ter pela primeira vez na história uma mulher como prefeita. E, que não é só a APLB/Sindicato que está sendo ignorado pelo Executivo Municipal, mas que os próprios vereadores tem sido tratados como não tivessem participação ativa na atual administração. Ou seja que a coisa está correndo à revelia na cidade de Jequié. Mas, que os professores não deixe morrer a luta que dignifica a categoria da educação, pois é este um dos principais pilares da nossa sociedade, e que os vereadores estão engajados nos mesmos ideais e que podem contar com cada um deles e que todo projeto mandado para a Casa de Leis em favor do povo será votado por eles.
Também foi citado que o município de Licínio de Almeida – Bahia http://www.liciniodealmeida.edu.ba.gov.br/ é o exemplo pra a Bahia e para o Brasil com respeito ao IDEB, é a cidade onde as escolas particulares foram fechadas por terem o que é de melhor na educação pública, inclusive a valorização dos profissionais da educação com reajuste salarial acima do Piso Nacional. Esse é o exemplo que Jequié deve ter e não as administrações anteriores. E, que o nome da ilustre prefeita está sendo jogado na lama por estar batendo cabeça com seu secretariado, que tem feito com que o município tenha um retrocesso como nunca houve na história. Principalmente com o loteamento das escolas. Em setembro será aplicado a Prova Brasil e o que vai acontecer com a nossa educação? Será culpa dos professores ou da irresponsabilidade administrativa? A gestão participativa das escolas foi violentada!
“A categoria está fechada e não abre mão nem do piso, nem da tabela”. 
PROFESSORA CAROLINE MORAES (D)

   
VEREADORES: TINHO, NETO & SD. GILVAN


VEREADORES: CHICO, PÉ ROCHO & DR. JOAQUIM

VEREADOR MANOEL GOMES

Fotos by: Valter Sandoval O Protestante.

Um comentário:

Muito agradecido pela sua visita. Deus o abençoe.
Thank you very much for your visit. God bless you.
Большое спасибо за ваш визит. Да благословит вас Бог.
Vielen Dank für Ihren Besuch. Gott segne dich.