WEB RÁDIO JESUS A VIDA

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

AD DO SAGRADO AO PROFANO...


Desconstruindo 100 Anos de História

O que a atual geração de líderes das Assembleias de Deus no Brasil (sei que há líderes sinceros que não fazem parte disto) tem feito com mais habilidade, é: desconstruir o que levou cem anos para ser construído com muitas lágrimas, trabalho e integridade. A trajetória de conquistas e de criação de grandes e poderosos campos de nossa instituição, começa com homens humildes e dispostos a dar a própria vida em prol do Reino de Deus. 
A maioria se quer imaginava que, ao mesmo tempo, estaria criando uma máquina poderosa que seria alvo da ambição de quem quer governar, mandar e usufruir em detrimento da fidelidade de humildes operários e despretensiosas viúvas. Os campos fundados com renúncia ao conforto, à família e à própria vida, hoje são ambicionados por apadrinhados de alguns Presidentes de Convenção que, sem temor a Deus e para perpetuar-se no poder fazem deles (dos campos), objeto de barganha e benefício político.
Nossa história passa de sagrada, para profana, de heroica  para uma historinha medíocre digna daquelas expostas televisivamente pelo Supremo Tribunal Federal. Uma roupa suja que não vai à lavanderia pública e que é guardada por aqueles que deveriam trazê-las ante aos órgãos competentes da instituição para tirar a mancha e a nódoa que paralisa o que chamamos de "a obra de Deus"!
Uma história de falsas consagrações, benefícios ilícitos, de pseudos resoluções de problemas, de indiferença ao que pensa Deus e diz sua Palavra, ajuda nesta desconstrução insana, infame e louca! 
Enquanto alguns se banqueteiam na mesa de Belsazar, usando os santos vasos do Senhor, os Daniéis estão esquecidos (Daniel 5). O fato é que, embora esquecidos, são eles que fazem a leitura, que enxergam a real mensagem de Deus para hoje, são eles que não vem à sala do banquete porque sabem o que se está a escrever na parede. Não são vistos nem convidados por que, os que se assentam à mesa de Belsazar sabem que os tais não se vendem, não negociam sua fé e seu ministério.
Enquanto a festa é feita, a custo da boa intenção de fiéis que só pensam em obedecer a Malaquias 3:10, presenciamos a queda lenta e inevitável da centenária instituição, mãe do pentecostalismo moderno. 
As façanhas políticas em tempo de eleição para Presidentes de Convenção, é episódio vergonhoso que deixaria boquiabertos os protagonistas no processo do Mensalão na mais alta Corte da Justiça Brasileira!
Os escândalos, são os espetáculos mais vistos na internet. A farra, os episódios bizarros acabados em pizza, faz da centenária Assembléia de Deus, uma empresinha de quinta categoria, que deveria ser alvo das atenções do Ministério Público, como  é o caso da Igreja Maranata. Veja reportagem AQUI.
Nesta história de desconstrução somos os inocentes covardes, os inconformados sem voz, os revoltados omissos, fazemos nossos discursos em nossos palanques secretos, onde somos fantasiosamente Malcon X, Martin Luther King, João Batista. Nosso megafone é o Facebook e o Blog, quando deveria ser a tribuna do confronto diário, em nossas reuniões, em nossos cultos, em nossos encontros. Deveria ser com quem deve ouvir e com quem pode fazer alguma coisa, embora não queira.
Não podemos ser uma máquina ligada neste processo desconstrutivo, envolvidos nesta poeira da queda das paredes feitas com dor, solidão, lágrima, pregação, fé e que fez surgir uma multidão proclamadora da única mensagem que pode levar o homem a Deus!
Não podemos cantar e tocar para eles dançarem a música que anuncia o fim, a música da dor e do desprezo, do vitupério a que temos sido expostos todos os dias.
É tempo de levantar as armas da justiça e da fé e pegar cada tijolo que um dia foi lançado nesta grande construção da nossa história e recolocá-los, com a mesma determinação de nossos pais. 

Postado no Blog do Pr. Raimundo Campos:

Um comentário:

  1. amados, sou assembleiano a 40 anos na bahia. já passamos por década da colheita, campanhas pra compra da radio cruzeiro, terreno da sede na paralela, divisão de Setores nas congregações de Salvador, campanha dos sacos de cimento, divisão da Adesal e Ceadeb em Salvador. porem a palavra do Senhor nos exorta ao perdao. e sem perdao não há salvação. vamos colocar uma pedra nesses temas, perdoar e sermos perdoados. Jesus está voltando, é tanta coisa errada em vários setores das igrejas.
    a começar por congregados, membros, auxiliares, levitas, tocadores, cantores, dirigentes de círculos de oração, missionários (as) profetas etc... perdoa-nos Jesus, somos pecadores, todos nós. mas perdoa-nos pois queremos ser salvos, ouvir o soar da trombeta, queremos ser arrebatados, entrar na glória.
    não quero saber quem pecou, quem roubou, quem se protituiu, quem mentiu, enfim, que não pratiquem mais... o apostolo Joao diz: filhinhos não pequeis, mas se pecardes, temos um advogado perante o pai.
    e Ele voltara´como Juiz

    ResponderExcluir

Muito agradecido pela sua visita. Deus o abençoe.