WEB RÁDIO JESUS A VIDA

sábado, 7 de julho de 2012

CRIANÇAS ESTÃO SENDO ESPIRITUALMENTE SEDUZIDAS NAS ESCOLAS


Frente Evangélica denuncia ‘kit gay’ disfarçado nas escolas


Felipe Nery, pedagogo e professor de escola em São Paulo, denunciou em Brasília a distribuição de livros didáticos e paradidáticos que fazem apologia à homossexualidade, bissexualidade e transsexualidade.

A denúncia foi feita nessa terça-feira durante reunião da Frente Parlamentar Evangélica no Congresso Nacional.

Os livros, recomendados pelo MEC, trazem figuras de homossexuais. O pedagogo entende que essa ação é a implantação do ‘kit gay’ disfarçada, já que o kit oficial foi vetado após pressão de religiosos.

Nery, que é membro do Instituto de Ensino Superior de São Paulo, mostrou três exemplos do novo “kit gay”. Os livros “Porta Aberta” da autora Mirna Lima editado pela FTD, voltado para alunos de seis anos; “Aprendendo a Viver, Sexualidade”, das autoras Patricia Mata e Lydia R, editados pela Ciranda Cultural para alunos de 10 e 11 anos e o livro “Menino brinca de boneca?”, de Marcos Ribeiro e editado pela Moderna voltado para qualquer idade.

No primeiro livro, há um jogo da memória com figuras de casais homossexuais com “filhos”. No segundo, são expostas imagens de casais homossexuais e são exibidas figuras que mostram como colocar um preservativo no pênis. Já o livro “Menino brinca de boneca?” é prefaciado pela senadora Marta Suplicy (PT-SP), militante da causa gay e do aborto.

“Nos livros podemos ver que são apresentadas figuras, dentre as quais há uma família dita normal mas onde também colocam dois homens e uma criança, duas mulheres e uma criança, criança sem o pai, os avós cuidando, filhos adotivos, etc. Isso não deveria nem constar nos livros para crianças de seis anos de idade que estão trabalhando a história desta forma. O “kit gay, de uma outra maneira, entrou nas escolas brasileiras”, alertou o pedagogo.

Nery também faz um alerta a outros livros que também podem conter esse tipo de conteúdo, já que nem sempre a direção do colégio consegue analisar todo o material. A responsabilidade cai mais sobre o professor.

Deputados da Frente Parlamentar Evangélica decidiram criar uma comissão para analisar o material apresentado pelo diretor e oferecer ações para removê-los das escolas e impedir a sua distribuição. Para o deputado Filipe Pereira (PSC/RJ), a Frente deve confrontar o ministro da Educação, Aloízio Mercadante, para que ele explique a distribuição desta material. “Como ação política, antes mesmo de qualquer outra de natureza jurídica, defendo ir ao ministro e cobrar dele as explicações devidas”, afirmou.

Entrar com uma representação pedindo que o material seja recolhido também é estudado pelos parlamentares.

Com informações do Fé em Jesus

Postado no Blog Espaço Gospel:

3 comentários:

  1. Pelo andar da carruagem, as coisas descambam para o desconhecido !

    ResponderExcluir
  2. Haja Deus no coração das pessoas !

    ResponderExcluir
  3. Maioridade penal acima dos 14 urgente !

    ResponderExcluir

Muito agradecido pela sua visita. Deus o abençoe.
Thank you very much for your visit. God bless you.
Большое спасибо за ваш визит. Да благословит вас Бог.
Vielen Dank für Ihren Besuch. Gott segne dich.