WEB RÁDIO JESUS A VIDA

quinta-feira, 30 de junho de 2011

ACIDENTE COM EVANGÉLICOS INDO PRA CONVENÇÃO DEIXA UM MORTO


O carro no qual o cantor estava girou na pista e foi atingido na parte direita por outro veículo. Nesse acidente, a esposa do cantor acabou falecendo no local.
30/06/2011 17:19

Mudar o tamanho da letra: Diminuir letra
Blog do Jorge Macedo

Foto: Blog do Jorge Macedo

Acorda Cidade
Na manhã desta quinta-feira (30), quando se dirigia à cidade de Vitória da Conquista-BA, para participar da Convenção Estadual das Assembleias de Deus, o cantor Adailton Silva envolveu-se num acidente automobilístico na BR 407, trecho próximo do municipio de Macajuba-BA. Adailton sofreu alguns ferimentos, mas passa bem.
Segundo as primeiras informações passadas pelo próprio cantor à família e aos amigos, o carro acabou rodando na pista e foi atingido na parte direita por outro veículo.  Nesse acidente a esposa do cantor, Nathally Lima Santos, 22 anos acabou morrendo no local. Ela morava no município de Ponto Novo. As informações são do Portal Cidade Gospel.

A VIDA PRÁTICA ENSINADA POR JESUS CRISTO


Grande parte dos ensinamentos éticos de Jesus está contida no chamado Sermão do Monte (Mateus 5, 6 e 7). Ali são enunciadas normas éticas para a vida pessoal, familiar, social, religiosa e econômica.
Uma mensagem que inclui a prática da justiça e o dar esmolas. Uma mensagem que manda os discípulos assumirem a vida como sal para a terra, luz para o mundo, e colocando essa luz nos lugares mais altos do mundo.
A ética social apregoada pelo Mestre Jesus é uma mensagem para a vida, e não para a morte. Uma mensagem que não é fuga da História, mas vivência na História.
É verdade que há uma grande dimensão espiritual no texto, e a promessa de galardão na vida após a morte, nos céus, onde estão os profetas que viveram e foram perseguidos antes de nós.
Há uma exaltação e um apoio ao cultivo de virtudes morais e espirituais. Entretanto, o texto não deve ser espiritualizado. Apesar de sua profundidade de riqueza para a alma do homem, Jesus falava a uma multidão que conhecia e tinha necessidades materiais, e ele trazia uma palavra de apoio, uma promessa de solução para essas necessidades materiais.
O Sermão do Monte deve ser entendido não só como consolação no céu, mas também no reino de Deus, que é um reino histórico. No milênio, na Nova Jerusalém, todos esses problemas serão solucionados, mas na História se ensaia e se promove essas soluções.
A Igreja - e os cristãos – são agentes desse Reino no presente. As carências fundamentais, básicas, são espirituais e de solução espiritual. As carências materiais, porém, também existem, e estão presentes na vida material do homem (de carne e osso) e sua solução é também material, embora espiritualmente motivada e orientada.
Quando Jesus fala nos frutos do arrependimento, ensina: “Quem tiver duas túnicas, reparta com quem não tem; e quem tiver comida faça o mesmo” (Lucas 3.11).
O cristão não pode ficar insensível diante do necessitado, mas é seu dever acudí-lo. “Porque tive fome e não me deste de comer; tive sede e não me deste de beber; sendo forasteiro, não me hospedaste; estando nu, não me vestiste; achando-me enfermo e preso, não foste ver-me. Em verdade vos digo que sempre que o deixaste de fazer a um destes mais pequeninos, a mim o deixaste de fazer” (Mateus 19.41-46).
É importante observar que, no contexto, Jesus está falando de salvação e perdição, e a isto afirma como sinal na vida do salvo dizendo que ao negligenciarmos o pobre, estamos negligenciando a Ele mesmo.
Sigamos o ensino do Mestre!


Pr. Josué Batista
prjosuebatista.blogspot.com

APOLOGIA AO PECADO NAS NOVELAS GLOBAIS


Como combater a apologia ao pecado nas novelas globais?

 
Sorria pra não chorar

Não é de hoje que a Rede Faz Você de Bobo Globo investe pesado na promoção do pecado na sociedade brasileira. Suas novelas são um exemplo claro disso, sempre procurando conformar a sociedade com seus parâmetros enviesados e emporcalhados. A alegação costumeira de que as novelas estão apenas representando o quadro atual da sociedade não se sustenta após uma análise mais acurada e isenta.

Por exemplo, a presença de elementos espíritas nas novelas é praticamente constante, mesmo que, estatisticamente, os espíritas representem uma parcela diminuta na sociedade, pelos dados do IBGE. Eu poderia citar ainda que toda novela da Globo insiste na manjada fórmula de traições, luxúria, homossexualismo e um toque de espiritualismo. Se a sociedade fosse o espelho das novelas da Globo, sua mulher (esposo) já teria traído você, sua mãe já teria traído seu pai (e vice-versa) e por aí vai.

Homossexualismo também é outra presença marcante nas novelas, apesar de, estatisticamente, representarem um percentual mínimo. E essa população agora subiu um degrau na escala de presença nas novelas globais, deixando de ser constante para se tornar onipresente. A abordagem também mudou. Antes, as novelas se satisfaziam em tentar promover a aceitação do modo de vida homossexual, mas hoje essa postura também sofreu uma alteração, passando nitidamente de promoção para apologia.

Para que você, caro leitor, possa entender o que quero dizer, os evangélicos, que representam um contingente em torno de 10 (dez!) vezes superior, quase não aparecem nas novelas da Globo e, quando aparecem, são pessoas retrógradas, de baixo nível cultural e intelectual, que gostam de passar a perna nos outros e, não raro, pessoas de trato difícil, quase insuportáveis. Puxe pela memória e me mostre se estou errado.

Se você já teve a infelicidade de ver algum capítulo da novela Insensato Coração, você deve saber do que eu estou falando. As pessoas que criticam ou que não aceitam o estilo de vida gay são retratadas como desinformadas, intolerantes, atrasadas ou fanáticas religiosas, quando não uma mistura de tudo isso. Em contrapartida, os gays são quase canonizados: quase sempre são pessoas cultas, honestas, capazes e de reputação acima de qualquer suspeita, como se fossem cidadãos de uma classe superior como, aliás, omalfadado e inconstitucional PLC 122 quer que sejam tratados.

Em um post recente do blogueiro Eliseu Gomes, do blog Belvedere, ele listou na UBE as mazelas da Parada Gay, um lado que a mídia faz questão de não enxergar e vergonhosamente omitir. Parabenizo a coragem do irmão Eliseu em se posicionar contra essa maré de lixo que a mídia quer empurrar para debaixo do tapete, rasgando ao mundo essa hipocrisia velada e covarde.

Sim, covarde, porque a mídia através de alguns editorais mal-feitos, mal redigidos e com viés altamente oportunista e hipócrita, teima em colocar a pecha de intolerantes e hipócritas nos evangélicos, quando são eles que agem da maneira que criticam. É uma tática de inversão de valores e ações: eu acuso você de intolerante, mas ajo contra você com intolerância, e faço isso justamente porque sei que você é tolerante e não vai revidar de imediato. Entendeu? Pois é, é desse jeito.

Agora, você tem alguma idéia do que move a Rede Globo? Sem querer entrar em teorias conspiratórias tão em voga em outros tempos, quero chamar sua atenção para algo muito mais palpável e fácil de se verificar: dinheiro. Isso mesmo: $$$$$, dinheiro, money, dólar, verdinhas, bufunfa, capilé, jabá, entre outros apelidos. A Rede Globo investe na promoção do pecado, mas não é burra. Ninguém rasga dinheiro no Projac, embora possa torrá-lo em festas, com carros, mulheres, etc. Mas, essa é outra estória. O foco é outro.

Ok, agora que você já sabe que é o dinheiro que move a Rede Globo (ohhhhhh!), eu vou dizer como podemos combater a apologia ao pecado nas novelas globais. Para início de conversa, vou logo avisando que boicotar as novelas ajuda, mas não resolve. É necessário buscar algo mais, sermos mais ativos e dinâmicos, atingindo o ponto fraco da Globo, que é sua sanha por [muito] dinheiro. Ok, agora, você deve estar se perguntando: "como fazer isso"? Já respondo.

Acompanhe meu raciocínio. Você sabia (claro que sim, é apenas uma pergunta retórica, risos) que os valores mais caros de inserção de comerciais são justamente os de merchandising nas novelas e ENTRE os capítulos? Merchandising é a inserção de propaganda dentro dos capítulos da novela. Bem, onde está, então, a maneira de mostrar à Rede Globo nossa insatisfação com sua postura?

Fazer um boicote não apenas à novela em si, MAS TAMBÉM aos produtos que forem anunciados nas novelas, tanto e principalmente como merchandising, ou seja, produtos anunciados dentro do contexto do capítulo veiculado, como daqueles anunciados nos intervalos comerciais. Se as empresas desconfiarem que vão pagar para que seus produtos NÃO vendam, qual você acha que será a reação delas? Felizes é que não ficarão. E vão continuar pagando para terem suas imagens queimadas?

Entendeu agora o poder que você, caro cristão e blogueiro, tem nas mãos? É enorme! Se você comprar essa idéia do boicote aos anunciantes, e não às novelas em si, isso vai gerar um efeito cascata que vai repercutir não só na blogosfera cristã, mas na mídia em geral até atingir os departamentos responsáveis por aprovar os vultosos orçamentos de marketing.

Se a Rede Globo insiste em querer enfiar goela abaixo seu lixo televiso nas famílias brasileiras, e ainda cobra por isso, é bom que os anunciantes saibam que os cristãos, que são a maioria neste país e, por uma estranha coincidência, também formam a maioria dos consumidores, não vão ficar de braços cruzados vendo sua fé, conceitos e moral ser varrida pela lama imoral global.

Para ser franco, as novelas da Globo representam não a sociedade atual, mas a sociedade que eles querem, visto que os autores colocam no script aquilo que eles defendem em sua vida pessoal. Na visão desses autores,  que desprezam os padrões ético-morais cristãos, o homossexualismo  não é algo errado e reprovável, mas  aceitável e belo, os votos de casados não são até que a morte os separe, mas até que o desejo se apague ou mude de foco.

Enfim, se a Rede Globo quer promover o pecado como aceitável, que o faça sem o meu dinheiro, e quero que as empresas que investem nessa derrocada moral da sociedade também fiquem bem cientes disso.


Se você leu, gostou e concordou com o que foi falado aqui, você pode reproduzir este post, apenas deixando os créditos como links no post. Que o Senhor nos abençoe e nos dê sabedoria para usarmos de forma eficaz e diligente as armas que temos a disposição para promover o evangelho da libertação e transformação de vidas.

Postou wally, do blog Desafiando Limites, indignado com a falta de postura ética midiática, e tentando fazer com que os cristãos saiam dessa letargia mórbida e assumam a posição de cabeça e não mais cauda social.

Fte.: www.ubeblogs.net 
Veja mais: http://www.mundosubliminar.xpg.com.br/mensagens_subliminares_globo.html

quarta-feira, 29 de junho de 2011

ADORAÇÃO E LOUVOR NA AD ÁGUA BRANCA - JEQUIÉ - BAHIA


A FAMÍLIA E A CONSTITUIÇÃO!!!


Sim para o PDC 224
O site da Câmara dos Deputados realizou, na semana passada, uma enquete sobre o que as pessoas acham a respeito do Projeto de Decreto Legislativo (PDC 224/11), do deputado João Campos, que busca anular a decisão do Supremo Tribunal Federal em reconhecer a união estável entre pessoas do mesmo sexo. 

No início da votação, 55% dos participantes votaram contra o projeto, pois acreditam que os casais homossexuais devem ter direito à herança, pensão alimentícia e aos benefícios previdenciários. Porém, o resultado final da enquete foi revertido: 55% votaram na opção favorável ao PDC 224, que reconhece a entidade familiar somente entre um homem e uma mulher. ( Confira o resultado da enquete).

A campanha para divulgar essa enquete nas redes sociais, realizada pelo pastor Silas Malafaia e outro líderes religiosos, contribui para que houvesse a mudança no resultado.

Atualmente, o PDC 224 está na Mesa Diretora da Câmara dos Deputados (MESA), aguardando recurso, com um prazo de cinco sessões, a partir do dia 8 de junho.

Acompanhe a situação do PDC no site da Câmara dos deputados .
Fte.:
http://www.vitoriaemcristo.org/_gutenweb/_site/gw-noticias-detalhe/?cod=468

JEQUIÉ: ADOLESCENTE ESTÁ DESAPARECIDA



Marina Soua desapareceu de casa

Mariana Souza Melo, 15 anos, sumiu de casa na madrugada de segunda feira (27). A jovem mora com os pais no Loteamento São Judas Tadeu, próximo a igreja católica. Marino Junior e Ana Taís disseram a redação do BJM que são contra ao namoro da filha com um adolescente de 17 anos, também morador do bairro. “Na sexta feira (24) ela foi para a festa de São João na Praça de Jequié e chegou em casa na manhã de sábado. Nós repreendemos a atitude de Marina e por isso achamos que esse tenha sido o motivo dela ter saído de casa”, disse o pai. O fato foi registrado na Delegacia das Mulheres e no Conselho Tutelar. Quem souber do paradeiro de Marina deve ligar para a Delegacia da Mulher 3163 1053, ou para o número (73) 8847 7325.

domingo, 26 de junho de 2011

PASSA A MACEDÔNIA E AJUDA-NOS...


Atos 16 - Passa a Macedônia e ajuda-nos.



Resuma o que o texto ensina :
          Este, talvez, seja um dos capítulos mais conhecidos da maioria em função de dois episódios que demasiadamente já foram usados em pregações e estudos durante muitos anos : (1) A visão que o apóstolo Paulo recebeu do macedônio que lhe rogara : "Passa a Macedônia e ajuda-nos" (v. 9) e (2) a afirmação ao carcereiro : "Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa" (v.31). Porém, entre tantas, algumas observações essencialmente importantes na compreensão do texto chamou-me a atenção :
          a) Paulo e sua equipe, entre eles Timóteo, estavam motivados para visitarem algumas Regiões e anunciarem o Evangelho, mas por duas vezes foram impedidos pelo Senhor, conforme citação dos versos 6 e 7. Somente em Trôade (parte da Turquia) Paulo compreendeu a direção que deveriam seguir (v.10), e partiram (v.11).
          b) Em Trôade, na cidade de Filipos, Deus "abriu o coração" de Lídia (ou a lídia, por ser originada da região chamada Lídia que era a parte ocidental da Ásia Menor) para "atender às coisas que Paulo dizia" (14). O ambiente era de proibição de cultos públicos dos judeus pelo imperador Cláudio. Mas "Depois de ser batizada, ela e toda a sua casa" (v.15) pediram para que os missionários se hospedassem em sua casa, onde ali ficaram. Eles foram os primeiros na Europa a se converterem pelo ensino fiel das Escrituras. Depois de presos, os missionários voltaram à casa de Lídia (v.40) para confortá-los. Assim, a casa de Lídia tornou-se um local secreto de reuniões da recém congregação de "irmãos da fé" sendo estes os pioneiros da igreja filipense.

Diante do que o texto ensina, quais lições você aprendeu para sua vida pessoal ?
          a) Pelo princípio da fé bíblica, sou convencido do quanto minha vida deve ser instrumento útil nas mãos do Senhor para a evangelização e discipulado de novos cristãos;
          b) Aprendo que, embora seja difícil compreender a direção de Deus, devo sempre confiar que onde ele me levar, fará exatamente o que ele planejou fazer em e por meio da minha vida. Logo, não posso me angustiar de onde saí, e sim, confiar nEle para onde quis e quer me levar;
          c) Compreendo e me sinto encorajado ainda mais a valorizar, ainda que apenas uma pessoa no processo de discipulado pessoal através de relacionamentos;
          d) Me sinto também, cheio de esperança no Senhor, quanto ao trabalho de pequenos grupos (cultos nos lares). Onde há exposição clara das Escrituras e relacionamentos fortalecidos pela mesma fé, o que se testemunha é a edificação de uma igreja destemida na sua vocação.

Escreva estes desafios para sua vida em forma de oração :


"Querido Senhor Jesus, me alegro muito nos Seus caminhos e por me fazer enxergar o quanto Sua condução é segura e reveladora. Perdoa-me por muitas vezes não compreender Seus métodos de me fazer crescer em confiança. Livra-me de toda agitação interior que me impeça de ter paz para esperar e de chegar onde o Senhor mesmo quer. Obrigado por cuidar da minha vida e da minha casa. Obrigado por Ser presente em todos os momentos da minha história. Leva-me e usa-me onde deseja, e faça o que não farei jamais longe da Sua orientação. Em nome de Jesus, oro crendo."

Ericson Martins
Igreja Presbiteriana Luz
contato@projetoperu.com

Postado no Blog:

sexta-feira, 24 de junho de 2011

PROTESTAR É TER CORAGEM!!!


Juiz goiano que anulou união gay é pastor da Assembleia de Deus

O juiz que anulou a união de um casal homossexual, Jeronymo Pedro Villas Boas (foto), da 1º Vara da Fazenda Municipal e de Registros de Goiânia, confessou no final da manhã desta quarta-feira que é pastor da Assembleia de Deus.

- Sou pastor da Assembleia de Deus Madureira e não nego minha fé - afirmou.

Segundo ele, sua decisão está amparada pela Constituição, que exige que para uma união o casal receba a autorização de um juiz. Ele justifica que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que garante aos homossexuais os mesmo direito civis dos demais brasileiros, não é vinculante e o acórdão daquela sessão ainda não foi publicado.

- As pessoas no Brasil, para viverem juntas e se unirem, têm que ter os requisitos formais da lei. Quem reconhece isso é um juiz - disse Villas Boas.

O juiz foi convidado a participar nesta quarta-feira de uma sessão da bancada Evangélica da Câmara, que entregou a ele uma moção de apoio.

A corregedora-geral de Justiça de Goiás, Beatriz Figueiredo Franco, anulou na terça-feira a decisão de Villas Boas. A desembargadora também abortou o plano do juiz de tentar anular outros casamentos gays registrados em Goiânia. Ela apontou várias incorreções que teriam sido praticadas pelo juiz.

Segundo a corregedora, a decisão de Villas Boas traz "vício de congênito": o fato de não ser permitido o contraditório, apensar de o princípio dos interessados - Liorcinio Mendes Pereira Filho e Odílio Cordeiro Torres Neto - estarem qualificados nos autos.

Magistrado ganha apoio do filhoJeronymo Pedro Villas Boas é vice-presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). Religioso, frequenta cultos evangélicos pelo menos duas vezes por semana.

Magistrados, promotores e funcionários ainda estão perplexos com a atitude do juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública Municipal e de Registros Públicos. Além de afrontar o Supremo Tribunal Federal (STF) ao cancelar uma união homoafetiva, o magistrado também bateu de frente com a corregedora-geral de Justiça de Goiás, Beatriz Figueiredo Franco, ao desobedecê-la.

Villas Boas, contam funcionários, é juiz de poucas palavras. Poucos sabem de sua vida - nem mesmo o currículo sobre sua caarreira ele entregou à assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, como fizeram os colegas.

Nesta terça-feira, a reportagem do GLOBO telefonou para a casa do magistrado e conversou com o seu filho, Pedro. Ao comentar a polêmica decisão do pai, o rapaz afirmou que foi uma atitude corajosa. Repetindo as palavras do juiz, que tem como exemplo, afirma que o pai apenas obedeceu à Constituição:

- Foi uma decisão muito corajosa, mostrou o perfil de um juiz corajoso, que, contra a pressão de uma minoria, obedeceu à Constituição. Ele mesmo estava falando que não queria dar entrevistas porque não queria se expor, que o que ele fez foi simplesmente obedecer ao que a Magna Carta manda, e que o Supremo não tem autoridade para legislar - afirmou o rapaz contando também que a família é religiosa e vai à igreja às terças-feiras e aos domingos.

O presidente da AMB, Nelson Calandra, defendeu o direito que o juiz tem de se manifestar. Segundo ele, a sentença do colega foi fundamentada e por isso não merece censura:

- O juiz não pode ter sua liberdade de decidir escravizada. Existe uma coisa que se chama independência do juiz. A desembargadora está, no meu ponto de vista, equivocada. Juiz nenhum pode ser censurado ou processado por uma deliberação fundamentada. Quem viveu em tempos de autoritarismo sabe quanto vale a liberdade. Eu atesto que não é nada bom viver em regimes autoritários - disse Calandra, que não poupou elogios ao colega: - É profissional extremamente sério, estudiosíssimo e altamente trabalhador.

Apesar de pouco conversar no TJ-GO, Villas Boas é um homem com influência entre os colegas. Além de vice-presidente Institucional da AMB desde dezembro do ano passado, ele é diretor de assuntos institucionais da Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego). Antes de assumir a 1ª Vara da Fazenda Pública Municipal de Goiânia, o magistrado atuou na Vara da Família e também na Auditoria Militar. Seu irmão, Marco Anthony Steveson Villas Boas, é desembargador do Tribunal de Justiça do Tocantins.

Fonte: O Globo----------------------
Postagem do Blog de Pr. Leandro / Iramaia - Bahia.

NÃO ALMADIÇOEIS OS VOSSOS CAMPOS E OS VOSSOS COLEGAS


O poder da vida e da morte está na língua. Seja feito conforme tu crês!
Resultado de imagem para CEADEB
Parece até algo sem nexo, sem sentido, desproposital usar um tema como este para obreiros, mas lamentavelmente é o que tem acontecido. Deus me despertou para esta realidade, quando estava preocupado com algumas questões que quero compartilhar com os companheiros. Procuro ser muito observador e tirar conclusões e lições para minha vida daquilo que vejo acontecer com os outros, tanto de bom como de ruim. A verdade é que sempre estamos aprendendo com os acertos ou erros dos outros. Se usamos estas lições ou não, isso já é uma questão de inteligência ou humildade.
O que temos observado nestes poucos anos de ministério: a) Pedimos para mudarmos e logo depois declaramos que fomos enganados e queremos mudar de novo; b) Colocamos os filhos e esposas como desculpas para solicitar mudança ou para dizer que não podemos ir àquele campo; c) Vivemos lamentando nossa situação de penúria; d) Estamos amargurados com os colegas, para não dizer inveja, porque alguém melhorou de vida; e) Somos belicosos, isto é, em todo campo que passamos sempre arranjamos uma briga com alguém; f) Estamos sempre dizendo que o campo não dá para nós, apesar dos irmãos serem gente boa; g) Estamos sempre dizendo que o povo é rebelde, não ora, são ladrões do Senhor; h) Falamos que a cidade é ruim, que o trabalho não tem condição de crescer; i) Queremos um campo maior para mostrar nosso ministério – quando lá chegamos, não fazemos nada e ainda falamos que não tem condição de fazer; j) Pedimos um campo maior para ter uma renda melhor, oferecer uma condição melhor para a família; l) Aproveitamos o nosso tempo para falar mal do companheiro; m) Procuramos desfazer no trabalho do colega substituído, com uma vida de ostentação; n)  SOMOS DE DIFÍCIL COMUNICAÇÃO COM O MINISTÉRIO, COM OS MEMBROS, COM A SOCIEDADE; o) AMEAÇAMOS QUALQUER UM QUE NÃO LEIA NA NOSSA CARTILHA.
  Estas colocações parecem duras de mais, e até peço perdão se ofende, contudo quero colocar para nós o perigo que estas situações produzem um bloqueio espiritual impedindo as bênçãos sobre nosso ministério, nossa família. A Igreja de Cristo, é a Igreja de Cristo. De Teixeira de Freitas, passando por Itabuna, Camaçari, Salvador até Campo Alegre de Lourdes, Chorrochó, o rebanho do Senhor, independente da quantidade de ovelhas que possua, é o rebanho do Senhor. Não podemos menosprezar ou desfazer das ovelhas do Senhor.
Quando falamos mal da igreja, do ministério, dos colegas, biblicamente ESTAMOS LANÇANDO SOBRE ELA UMA MALDIÇÃO e sofremos as consequências disto. AINDA NÃO VI UM OBREIRO ABENÇOADO FALANDO MAL DA IGREJA QUE PASTOREIA. TAMBÉM AINDA NÃO VI UM OBREIRO QUE FALA MAL DO SEU CAMPO, SUA IGREJA, DE SEUS COLEGAS, SENDO ABENÇOADO. Estão sempre chorando dificuldades. SERÁ QUE NÃO É HORA DE PARARMOS PARA PENSAR: Por quê Deus não me abençoa neste lugar? Por quê não tenho prosperidade no meu ministério? Por quê não tenho prosperado materialmente? Por quê todo campo que assumo, não de dou bem, sempre falta alguma coisa, nunca estou satisfeito? SERÁ QUE O CULPADO É SEMPRE OS OUTROS – A ESPOSA, OS FILHOS, OS COLEGAS, OU O PRESIDENTE DA CONVENÇÃO, A IGREJA?
Acho que o que nos falta é visão espiritual. Visão das coisas de Deus primeiramente. Pois, quando não a temos, todas as demais coisas que procuramos, não satisfazem, não preenche nossas expectativas, isto porque fomos chamados, em primeiro lugar para sermos Ministros de Deus. ABENÇOADORES DO POVO. Instrumentos pelos quais a graça de Deus deve ser ministrada. Enquanto não nos libertarmos da visão materialista, presunçosa, egoísta de o “eu” estar em primeiro lugar, NÃO ALCANÇAREMOS A BENÇÃO DA SATISFAÇÃO E PROSPERIDADE – “Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado...” Não se aparte da tua boca o livro desta Lei: antes medita nela dia e noite, PARA QUE TENHA CUIDADO DE FAZER CONFORME TUDO ESTÁ ESCRITO; porque, então, FARÁS PROSPERAR O TEU CAMINHO E, ENTÃO PRUDENTEMENTE TE CONDUZIRÁS”.  Js. 1.3,8)             

INFORMATIVO MINISTERIAL DA CONVENÇÃO ESTADUAL DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NA BAHIA – ANO I N° 0006 – NOV. 2000
Pr. Wolmar Alcântara dos Santos
PRESIDENTE DA CEADEB

quinta-feira, 23 de junho de 2011

"VIVENDO DE ILUSÃO"



Uma das coisas mais marcantes para mim no meio evangélico pentecostal é como a maioria gosta de viver de ilusão. Pascal (1623-1662), filósofo, físico e matemático francês disse que "uma simples trivialidade consola-nos, porque uma simples trivialidade distrai-nos". Já Eliot (1888-1965), escritor anglo americano disse que "a espécie humana não suporta demasiada realidade".
A realidade para o crente deve ser a Palavra de Deus, seus princípios, suas normas, seus preceitos. Acontece que sempre a santa palavra de Deus nos confronta e revela nosso lado "bad", joga luz sobre nossas mazelas e publica nossa vergonha nos chamando para uma mudança de direção. E esta realidade é dura demais para quem está exposto à teologia positivista do mundo pós moderno.
Aceitar o desafio da Palavra de Deus de andar na contramão deste mundo é demasiado pesado para nós, então optamos pela trivialidade, a doce ilusão de que somos amados e aceitos não como pecadores mas como quem vive no pecado.
Passamos então a crer que Ele está conosco, mesmo que criemos nossas guerrinhas políticas dentro do maldito sistema implantado em nosso reino denominacional regido por ganaciosos Presidentes, amantes dos dízimos e não das ovelhas.
Sim, temos promessas a serem cumpridas em nós e para nós, mesmo não legalizando nossas uniões maritais, mesmo transando antes do casamento, mesmo mentindo, enganando o chefe, inventando histórias para ludibriar, enganar e levar vantagem em tudo.
Erguemos nossas mão nos atos liturgicos e cantamos "entra na minha casa", mesmo estando suja e contaminada de pecados, os quais amamos e os temos em estima. Pois é, "entra na minha casa" e mora com minha prostituição, pensamentos indecentes, meu orgulho e falta de amor.
Sim, Pascal estava certo: "uma simples trivialidade consola-nos". Uma mensagem de um profeta, um "abra a mão para receber", ou ainda um "o Senhor está contigo" vale mauito mais que um "Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres." (Ap. 2:5)
Essa ilusão dá a alguém falsa idéia de que está bem com Deus, quando na verdade está caminhando a passos largos para o inferno.
Acontece que toda ilusão leva a um mesmo lugar: à frustração. Quando se percebe que tudo não passou de uma perversa ilusão, aí vem a frustração e o ódio por tudo que for de Deus se manifesta criando o ambiente favorável para o inimigo de nossas almas.
A maioria dos crentes vivem esta ilusão, nos afastamos dos princípios da Palavra de Deus e estamos vivendo de um evangelho anti bíblico, passamos a conhecer um "jesus" que não está nos Evangelhos.
Tenho visto um monte de gente viver promessas que não são para elas, que estão se iludindo com coisas que Deus nunca fará em suas vidas, alimentando expectativas irreais e cobrando de Deus o que Ele nunca lhes garantiu.
Parece que Elias tinha entrado neste labirinto escuro das cobranças indevidas. Ele lamentava por ter vivido para proclamar o Senhor e não ter resposta positiva por parte do povo. Deus não lhe havia prometido popularidade e aceitação, mas parece que ele esperava isto, ele não se conformava em ficar só e abandonado.
Geralmente, em algum momento de nossa vida, nos encontraremos na mesma situação de Elias, se continuarmos a alimentar determinadas ilusões, se continuarmos a viver de coisas que não estão exaradas nas páginas das Sagradas Escrituras.
Precisamos abandonar a ilusão de uma vida vitoriosa sem compromisso, de uma vida de privilégios sem responsabilidades para com o Senhor e sua Palavra.
Precisamos substituir a mesquinha teologia positivista, pela pelo Evangelho da graça que exige "não se conformar com este mundo". Na teologia positivista e triunfalista somos vencedores mesmo distantes da graça e da santidade. No evangelho da graça somos vencedores mesmo caindo em infortúnio, somos vencedores mesmo em perseguição e desgraça, porque no Evangelho da graça construirmos nossa vida espiritual sobre a rocha da Palavra e não sobre a areia do positivismo tão presente em nossos púlpitos.
Estamos ajudando a criar uma geração que vive de cultos das maravilhas e não das maravilhas do evangelho, que vive das campanhas de libertação e não da libertação dos conceitos equivocados e da escravidão do pecado e do diabo. Uma geração que está vivendo da ilusão de um "outro evangelho", uma geração que, como disse Paulo está "caindo da graça".
Mas, temos a Palavra de Deus. Temos que ter coragem em confrontá-la com nossa teologia e nosso estilo de vida distante dos preceitos do Senhor. Não podemos continuar a alimentar este evangelho ilusório, é preciso mudar agora.

Postado originalmente no blog do Pastor Raimundo Campos:               

"NÃO HAVENDO SÁBIA LIDERANÇA O POVO SE CORROMPE II"

Sabedoria...

Sem sombra de dúvida estamos na era do conhecimento, da informação e da tecnologia. A ciência experimental desenvolveu-se de modo assustador. É o que profeta Daniel denomina de “multiplicação da ciência” (Dn 12.4). Mas embora este seja o século do conhecimento, paradoxalmente não é o da sabedoria. Uma evidencia disso é o avanço da ciência educacional nos últimos tempos encontra partida com o descaso pelas coisas relevantes, pelo respeito a si mesmo e ao próximo. A escola que deveria ser um lugar da mais pura educação aumenta-se a violência e a frustração dos educadores. Não há mais amor pela sabedoria, o que existe na verdade é um mercantilismo de troca de informação e de alguns conhecimentos necessários para manipular alguma área da ciência ou da tecnologia com a finalidade simplesmente capitalista ou até mesmo por uma questão de sobrevivência.

Os mais cultos não necessariamente os mais sábios. Os que têm muita informação não significa dizer que tenha formação. Pois há homens e mulheres que não obtiveram acesso a uma educação formal e são sábios. Em contra partida há homens e mulheres cultíssimos que em nada diferencia dos tolos.  Mas o líder cristão, sem menosprezar a ciência e a tecnologia, precisa continuar buscando diligentemente a sabedoria. O sábio Salomão, rei do antigo Israel, nos incentiva a adquirir a sabedoria com todo que possuímos. Veja suas palavras: “O princípio da sabedoria é: Adquire a sabedoria; sim, com tudo que possuís, adquire o entendimento. Estima-a, e ela te exaltará; se abraçares, ela te honrará; dará a tua cabeça um diadema de graça e uma coroa de glória te entregará”.

Antes de dizer como adquirir sabedoria, faz-se necessário saber o que é sabedoria?

Muita gente confunde sabedoria com inteligência, astucia ou esperteza. De acordo com o teólogo Claudionor de Andrade, na ótica bíblica, sabedoria é a forma como vivemos, agimos e reagimos às circunstâncias; é o reflexo da natureza divina em nossa existência. Daí se percebe que a sabedoria não se limita ao cérebro, se traduz no modelo de vida, pois é a forma como vivemos e como agimos e reagimos ante as circunstâncias. Ela se relaciona com experiência, perícia, prudência, discrição, aptidão, verdade, piedade, praticidade, intimidade e conhecimento do divino. Para W. C. Taylor sabedoria “é o mais elevado dom intelectual, de compreensiva intuição nos caminhos e propósitos de Deus. Ainda pode ser considera como a desenvoltura que só os líderes espirituais possuem de resolver problemas sem deixar se arrastar pelas circunstâncias, pelas dificuldades e pela pressão do momento. Para o escritor sagrado, Tiago, essa sabedoria se revela pelo condigno proceder, em mansidão de espírito, sem inveja, sem espírito de amargura e sem sentimento de facção. Ainda, para o apóstolo Tiago, a sabedoria é primeiramente pura, depois pacífica, indulgente, tratável, de plena misericórdia, de bons frutos, imparcial e sem fingimento.

Para adquiri a essa sabedoria é preciso amar o livro da sabedoria – a Bíblia. É preciso ter o hábito de ler, ouvir e meditar na
 Palavra de Deus diuturnamente, pondo em prática seus eternos e absolutos princípios em todas as áreas da vida. Charles G. Finney, um dos maiores evangelistas influenciadores do século XIX, aconselha de modo contundente: “Faze da Bíblia teu Livro dos livros. Estuda-a muito de joelhos, esperando a iluminação divina”. Ela é a revelação escrita de Deus aos homens. Mas também é a revelação da própria natureza humana. O homem não consegue compreender a si mesmo, mesmo sendo este um desejo dos filósofos. Sócrates há muito tempo vaticinou conheça a ti mesmo.

Desde então essa tem sido à busca da filosofia e o tema predileto das ciências como psicologia, psicanálise, pedagogia, sociologia e tantas outras. No entanto nenhuma ciência conseguiu ainda explicar que de fato é o homem. Mas a Bíblia Sagrada nos mostra de modo sábio o homem e seus dilemas. Portanto, conhecer a Bíblia, significa em parte conhecer Deus e a natureza humana. Por isso que o Salmo 1º diz bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém nos caminhos dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do Senhor e na sua lei medita de dia e de noite.” Isso pode ser denominado de “teosofia”, ou seja: divina sabedoria.
Pr Joventino Barros Santana