WEB RÁDIO JESUS A VIDA

sábado, 31 de dezembro de 2011

“POLITICAMENTE CORRETO É DO DIABO” AFIRMA TEXTO DE CAIO FÁBIO


“Politicamente correto é do diabo” afirma texto de Caio Fábio
Em um texto que combate a prática do chamado politicamente correto o pastor Caio Fábio compara o comportamento ao diabo.
Ele começa o texto falando que ser politicamente correto é “ser contra falar qualquer coisa sobre qualquer tema controvertido”, e que “a pessoa politicamente correta é aquela que aprendeu e pratica a moral da civilização pós-moderna”.
Falando sobre política, o pastor criticou a neutralidade dos que adotam a postura do politicamente correto: “Quando o tema é política, votam, mas jamais dizem o que pensam. E quando o tema é a fé, rebelam-se apenas contra os fanáticos estereotipados, mas não são capazes de dizer ao Dalai Lama o que pensam sobre Jesus, pois, para eles, seria deselegante.”
“Eu abomino o politicamente correto” disse, afirmando que “Jesus não foi politicamente correto” e defendendo sua postura dizendo que “quem o pratica enfraquece, se torna bobão, perde o tutano da alma, e vira em ser belamente mimético”.
“Eu abomino o “politicamente correto” porque se Jesus o praticasse, não haveria Evangelho, ou Cruz, ou a coragem para ser”, prosseguiu.
O texto do polêmico pastor diz também que todo ser que adota tal postura é “frouxo” que ele vê “o politicamente correto fazer uma perversão total do sentido de verdade.” Segundo ele “a verdade agora é a diplomacia. E “toda verdade que não seja diplomática, é feia; e, portanto, deixada de lado”.
“O ser politicamente correto vive como aquele que nada sente, posto que pimenta nos olhos dos outros é refresco”, completou.
Sobre os pastores que adotam tal postura Caio Fábio afirmou que estes “são os que são camaradas de todos, que ouvem todas as barbaridades em silencio, que não batem de frente com nada, e que vivem para evitar qualquer enfretamento. Em público são generosos até com o diabo”, e completou dizendo: “Pastores politicamente corretos, literalmente dizem: ‘Não precisando de mim, disponha’.
Segundo ele quem se torna politicamente correto por convicção, acaba se tornando discípulo do diabo: “O diabo, quando não cria monstros, cria bonecos de etiqueta. E tal etiqueta produz evasão da vida, das convicções, e da coragem para aceitar e lidar com a contradição” disse.
O texto segue afirmando que “o Evangelho é completamente politicamente incorreto”. Segundo ele, a postura de Jesus era totalmente contrária ao status quo da época e os discursos e atitudes de Jesus por muitas vezes batiam de frente com o que era socialmente aceitável. O texto é encerrado com as afirmações de que “se Jesus fosse politicamente correto, todos ainda estaríamos em nossos próprios pecados”, e que “os profetas poderiam ser qualquer coisa, menos politicamente corretos”.

Publicado no Blog de Samuel Couto Junior:

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

REFLITA! O COVARDE NUNCA COMEÇA...

"O covarde nunca começa; o fracassado nunca termina; o vencedor nunca desiste. Desistir é a saída dos fracos. Insistir é a alternativa dos fortes"


"Senhor, ensina-me o caminho em que devo andar, e não permitas que me desvie dele".

Postado no Blog Vida Sem Reservas:

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

ASSEMBLÉIA DE DEUS TEM NOITE DE CELEBRAÇÃO!

Realizou-se na noite de ontem (27) na Congregação da Assembléia de Deus de Jequiezinho grande culto de louvor e gratidão à Deus pela passagem de mais um ano de vida do pastor Joselito Pereira da Silva. A congregação fez uma grande surpresa com os irmão do ministério e diretoria da igreja.
Fomos presenteados também com a presença sempre agradável do pastor Genilson Reis. Felicidades Pastor Joselito Pereira.
Também desejamos ao Pb. Rogério Santana - Congregação da Água Branca nosso sinceros votos de felicitações. Pra meditação dos amados irmãos Salmos 90.

Pr. Joselito & Ev. Nival Silva
Irmã Denise & Pr. Joselito


Pr. Joselito & Pr. Genilson Reis
Cleude Gomes &  Éder
Luiz (Genro), Julia (Neta) Esq.


Ícaro, Ivan (Missões) & Pr. Joselito


Pb. João Neri (Vice) & Pr. Joselito 
Mis. Silvana, Leninha e Marla.











Ev. Nival Silva
Louvor & Adoração
Pr. Genilson Reis




terça-feira, 27 de dezembro de 2011

ÁGUIA... PORQUE NÃO SER COMO ELAS???


A águia é uma das mais fortes e corajosas aves de rapina. 
A ela se chama muitas vezes a rainha das aves e se lhe atribui, por isso, soberba e vaidade: "ao homem, rei do mundo; ao leão, rei dos animais; à águia, rainha das aves." (António Vieira, Sermões).
Com o nome de águias designam-se as aves incluídas em um grupo formado por vários géneros pertencentes ao grupo das falcónidas, ordem das aves de rapina caracterizadas pela sua corpulência, cabeça com penas, bico alto, direito na base e curvo na ponta, faces nuas, asas arredondadas, pés fortes e garras robustas.
As águias alimentam-se quase exclusivamente de carne fresca, que conseguem atacando animais vivos. Caçam de dia, aguentando sucessivas horas de vôo e atingindo grandes alturas. A fêmea é maior e mais bela que o macho. Um dos seus géneros é a Águia real, que se encontra nas nossas serras do Marão e da Estrela, vivendo também, entre nós, periodicamente, nas serras junto ao mar, a Águia pesqueira (ou de Rio, com 56 cms de comprimento e 1,64 de envergadura, muito prejudicial para a piscicultura, pelo que é frequentemente perseguida), que nos visita de Abril a Outubro, internando-se durante o Inverno no continente africano.
Águia real, preta ou doirada, é a maior espécie conhecida, alcançando 95 centímetros de comprimento e dois metros de envergadura. Vive acasalada e macho e fêmea caçam juntos, fazendo grande devastação nos pequenos mamíferos e aves, chegando muitas vezes a atacar os de maior tamanho, como cabritos, ovelhas, etc. 
Estas aves nunca são abundantes numa região, porque o muito terreno de que necessitam para caçar obriga-as a viverem afastadas e a defenderem o seu necessário isolamento.
O tempo de vida das águias é de 40 anos, embora haja casos em cativeiro em que atingiram os 95 anos.



segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

PORQUE SAUL FOI REJEITADO POR DEUS?



Em I Crônicas 10.13 a palavra de Deus nos revela os motivos pelos quais Saul, o primeiro rei de Israel, morreu e o reino sob sua jurisdição foi transferido dele para Davi.

• Sua infidelidade para com o Senhor; não guardando sua palavra;
• Porque buscou a adivinhadora para consultá-la;
• Porque não buscou ao Senhor.

Deus não se agrada da morte do ímpio, mas que Ele se converta e viva Ez. 20.23.

Em uma série de passagens na bíblia, percebemos que Deus não se agrada da morte do ímpio, mas, que ele mude o caminho em que está trilhando e viva. Deus é misericordioso. Entenda! Se tivéssemos a oportunidade de entrevistar Deus, e perguntá-lo: Qual é o projeto que o Senhor tem acerca dos ímpios? Ele responderia: Que ele se converta e viva!

Através de Jesus, Deus mostrou seu desejo de dar vida abundante ao homem. (JO 10,10)

Saul se afastou de Deus e da palavra de Deus. Com suas atitudes, demonstrou quão longe ele estava do Senhor consultando a adivinhadora de En-dor, prática essa condenada por Deus. (Lv 20.27).

Todo pecado constitui-se em um distanciamento de Deus. Mas Deus está disposto a receber o pecador, libertá-lo do poder do pecado, limpar suas vestes e dar-lhe uma nova chance. Mas para que o pecador passe por esse processo de redenção, ele deve caminhar em direção a Deus e buscá-lo. Afinal, como asseverou Jesus, quem busca encontra.

A mão de Deus está estendida para todos pecadores. Todos que quiserem ter uma nova chance com Deus independente do que tenha feito, Ele é capaz de perdoá-lo, purificá-lo e dar-lhe uma vida diferente, como fez com Rei Manassés, antes (I Cr 33 1-7), e depois (I Cr 33 11-16).

Não foi assim com Saul. Ele foi infiel com o Senhor, não guardou sua palavra. Obstinado em seu erro caminhou para mais longe de Deus ainda consultando uma adivinhadora, procurando respostas em práticas condenadas por Deus se sujando ainda mais.

O último motivo que a palavra nos apresenta para a derrota de Saul é o fato de não ter buscado ao Senhor. Buscar ao Senhor significa ter um relacionamento com Deus. E pelas atitudes de Saul fica notório que ele havia deixado de se relacionar com Deus.

A bíblia apresenta várias promessas decorrentes do ato de buscar ao Senhor se relacionando com Ele. Conseqüentemente Saul não mais provou das promessas de Deus por esse motivo. Saul parou de buscar então parou de encontrar.

Caro leitor, quero dizer com essa postagem que Deus é um Deus amoroso que recebe e perdoa aqueles que se afastam Dele, desde que o busquem e mudem sua maneira de viver. (Lc 15 “o filho pródigo”). Mas a todos que obstinadamente não se importam com Deus e caminham onde seu próprio ego o direciona, além de não receber perdão (não que Deus não queira mais dar-lhe uma nova chance, mas sim que o próprio individuo não a quer), fatalmente não recebe as bênçãos de Deus.

Irmão, as vezes uma pessoa que fica longe de Deus não morre na hora fisicamente, mas morre espiritualmente com toda certeza, fica bloqueada para as coisas do Senhor, e em ultima instância poderá morrer fisicamente também, e sofrer o dano da segunda morte (Ap 20,14).
Ô abençoado, ninguém em sua sã consciência quer ser comparado a Saul ou ter o mesmo fim que ele teve. Daí o motivo da palavra de Deus nos mostrar ao longo das eras quão mal foi seu exemplo, e nos alertar da necessidade de fugir desse tipo de atitude.
Deus tem um projeto de que todos se relacionem com Ele, como Pai e filho, que seja guiado por Ele, que ouça a sua voz, que se desvie do mal e que tenha uma vida abundante (Jo 10,10) ao lado Dele. É uma questão de escolha, Você e eu temos a opção de buscarmos a Deus e provarmos de suas maravilhosas promessas ou trilhar o caminho de Saul, o afastamento fatal de Deus, você decide.
Saul tinha em suas mãos a possibilidade de ser um rei que agradasse ao Senhor mas preferiu a via contrária. Existe para todos que erraram e se afastaram de Deus a mão estendida de Jesus o nosso bom Pastor e quer nos dar vida (Dt 30,19 e II Cr 7,14). Há um tempo de concerto. Procure concertar-se com Deus todas manhãs, tardes e noites.
Não se distancie do Senhor.(Isaias 57,19)
(Terminando o Instituto),
Walter Filho

Postado no Blog do Walter Filho:

sábado, 24 de dezembro de 2011

“DICAS DE REDAÇÃO” - PARTE II




11. Vai ASSISTIR “O” jogo hoje. ASSISTIR como presenciar exige “A”
Vai assistir ao jogo, à missa, à sessão. Outros verbos com a: A medida não agradou 
(desagradou) à população. / Eles obedeceram (desobedeceram) aos avisos. / Aspirava
ao cargo de diretor. / Pagou ao amigo. / Respondeu à carta. / Sucedeu ao pai. / 
Visava aos estudantes.

12. Preferia ir “DO QUE” ficar. Prefere-se sempre uma COISA a OUTRA
Preferia ir a ficar. É preferível segue a mesma norma: É preferível lutar a morrer 
sem glória.

13. O resultado do jogo, não o abateu. NÃO se SEPARA com VÍRGULA o 
SUJEITO do PREDICADO. Assim: O resultado do jogo não o abateu
Outro erro: O prefeito prometeu, novas denúncias. NÃO EXISTE o SINAL entre 
o predicado e o complemento: O prefeito prometeu novas 
denúncias.

14. NÃO HÁ regra sem “EXCESSÃO”O certo é EXCEÇÃO. Veja outras 
GRAFIAS ERRADAS e, entre parênteses, a forma correta: "PARALIZAR" (PARALISAR), 
"BENEFICIENTE" (BENEFICENTE), "XUXU" (CHUCHU), "PREVILÉGIO" (PRIVILÉGIO), 
"VULTUOSO" (VULTOSO), "CINCOENTA" (CINQUENTA), "ZUAR" (ZOAR), "FRUSTADO" 
(FRUSTRADO), "CALCÁREO" (CALCÁRIO), "ADVINHAR" (ADIVINHAR), "BENVINDO" 
(BEM-VINDO), "ASCENÇÃO" (ASCENSÃO), "PIXAR" (PICHAR), "IMPECILHO" (EMPECILHO), 
"ENVÓLUCRO" (INVÓLUCRO).

15. Quebrou “O” óculos. CONCORDÂNCIA no PLURALOS ÓCULOS, 
MEUS ÓCULOS. Da mesma forma: Meus parabéns, meus pêsames, 
seus ciúmes, nossas férias, felizes núpcias.

16. Comprei “ELE” para você. EU, TU, ELE, NÓS, VÓS e ELES não podem ser OBJETO 
DIRETO. Assim: Comprei-o para você. Também: Deixe-os sair, mandou-nos entrar, 
viu-a, mandou-me.

17. Nunca “LHE” vi. LHE substitui A ELE, A Eles, A VOCÊ e A VOCÊS e por 
isso NÃO PODE ser usado com OBJETO DIRETO: Nunca o vi. / Não o convidei. / 
A mulher o deixou. / Ela o ama.

18. “ALUGA-SE” casas. O VERBO CONCORDA com o SUJEITOALUGAM-SE 
CASAS. / Fazem-se consertos. / É assim que se evitam acidentes. / Compram-se 
terrenos. / Procuram-se empregados.

19. “TRATAM-SE” de. O VERBO SEGUIDO de PREPOSIÇÃO NÃO VARIA 
nesses casos: Trata-se dos melhores profissionais. / Precisa-se de 
empregados. / Apela-se para todos. / Conta-se com os amigos.

20. Chegou “EM” São Paulo. VERBOS de movimento EXIGEM A, e NÃO EM
Chegou a São Paulo. / Vai amanhã ao cinema. / Levou os filhos ao circo. 


Vamos Continuar TREINANDO !!!

Nada pode ser mais importante do que o HÁBITO e a DISCIPLINA !!! 

Com MUITA “FÉ” em “DEUS PAI”, conquistaremos à “VITÓRIA” !!!
 

Firme e Forte!
 

Fiquem com Deus!
 

Forte abraço a todos!
 

Azambuja


SE TENS RIQUEZAS, não te GLORIES DELAS, NEM dos AMIGOS, por SEREM 
PODEROSOS, SENÃO em "DEUS PAI", que DÁ TUDO, além de TUDO, 
DESEJA DAR-SE a SI MESMO. Não te DESVANEÇAS com a AIROSIDADE ou 
FORMOSURA de TEU CORPO, que com PEQUENA ENFERMIDADE se 
QUEBRANTA e DESFIGURA. NÃO TE ORGULHES de TUA HABILIDADE ou de 
TEU TALENTO, para que não DESAGRADES a "DEUS PAI", de quem é TODO 
BEM NATURAL que TIVERES. (Livro: A Imitação de Cristo)!


Leia mais: http://www.sagapolicial.com/2011/12/dicas-de-redacao.html#ixzz1hSOjMerb


Dicas de Redação - Parte I:
http://www.sandovaloprotestante.blogspot.com/2011/11/dicas-de-redacao.html

Postado no Blog Saga Policial:
http://www.sagapolicial.com/2011/12/dicas-de-redacao.html

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

DÊ O SEU MELHOR



Pare um minuto, olhe ao seu redor
Perdemos tanto com medo de sorrir
Porque há tão pouca emoção
Se um sorriso amigo faz outro existir

É tempo de se estender a mão
Pois buscamos juntos a mesma solução
Não devemos desanimar, um mundo melhor
Só depende de nós

Dê o seu melhor,
Isso é o que Deus quer
Faça alguém feliz
E alguém também,
Fará por você

Pessoas vão sem direção
Nenhum ombro amigo
Um pouco de atenção
Mas devemos ver com o coração
Que dar é bem melhor que receber

Dê o seu melhor,
Isso é o que Deus quer
Faça alguém feliz
E alguém também,
Fará por você

Dê o seu melhor,
Isso é o que Deus quer
Faça alguém feliz
E alguém também,
Fará por você

E alguém também fará
E alguém também fará
E alguém também fará
E Jesus já fez
E Jesus já fez
E Jesus já fez
E Jesus já fez
Por você.

ESTA É A MENSAGEM DO BLOG DE SANDOVAL "O PROTESTANTE" A TODOS OS NOSSO AMIGOS QUE DIARIAMENTE FAZEM PARTE DA NOSSA HISTÓRIA.
DEUS OS ABENÇOEM E VOS DÊ UM 2012 REPLETO DE PAZ!

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

AD JEQUIÉ TÊM NOVO PASTOR

PASTOR JOSELITO PEREIRA ASSUME INTERINAMENTE A ASSEMBLÉIA DE DEUS - JEQUIÉ - BAHIA - BRASIL 

KIA BESTA CINZA, ANO 1997, PLACA PSF-2445: FURTADA EM JEQUIÉ-BAHIA.

CARRO FURTADO NA RUA DAMIÃO VIEIRA



Um veículo foi furtado em pleno Centro de Jequié, por volta das 9 horas da manhã de segunda feira (19). Segundo o proprietário Antonio Guimarães, estacionou seu veículo, modelo Kia Besta, cor cinza, Placa-PSF 2445, na Rua Damião Vieira no Centro e ao retornar o carro tinha sido furtado. A câmara de segurança de uma loja flagrou o momento em que o carro foi furtado.
Antonio Guimarães deu entrevista no Programa Conexão (Rádio Cidade Sol) na manhã de hoje (20) e disse que teria ligado para Central de Rádio Patrulha do 19° BPM, um dos milites teria anotado os dados e dito que foi comunicado a todas as viaturas. Em seguida Antonio abordou duas viaturas e os militares disseram não ter sido informado via rádio sobre o furto do veículo. O carro era usado para o transporte particular de alunos do Colégio da Polícia Militar. A ocorrência foi registrada na Delegacia de furtos e Roubos.
Postado no Blog de Junior Mascote:
Imagem Ilustrativa Google:

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

DINÂMICA: O VERDADEIRO LÍDER



Objetivo: Entender como um líder consegue obter verdadeiros resultados através de uma mudança de atitude de cima para baixo, ou melhor, de baixo para cima.
Material: Desenho do antigo e velho paradigma de liderança (adaptado de o Monge e o Executivo) desenho logo abaixo:



Procedimento: Mostre aos alunos o primeiro desenho (se possível o ponha em uma cartolina bem grande). Depois pergunte aos alunos: O que vocês notam nessa figura? O sistema da igreja aqui está comparado a que tipo de Hierarquia? Espere as respostas e depois comente: “Notem que nesta figura todos que estão debaixo servem a um único homem!” Pergunte: Será que esse é o sistema que Jesus quer para nossas igrejas? Será que Ele veio a terra para servirmos a alguém como escravos subjulgados por um fardo, onde o pastor é inalcançável e inquestionável nessa pirâmide? Espere as respostas e depois apresente o segundo desenho e diga: Vejam e analisem essa segunda pirâmide! Quem está embaixo na pirâmide? O que Jesus disse sobre isso? Neemias foi alguém que serviu assim? Ele deu exemplo quando o assunto era o dia do Senhor? Ele se pôs como servidor? Como ele fez isso?
Espere os comentários dos alunos, eles são muito importantes, alguns irão ficar constrangidos, mas lembre-se professor, você não está em sala de aula para fazer alunos passivos e sim pensadores, quebre paradigmas!

Reflexão: Leia o texto bíblico: Mateus 18:1-4: "Naquela hora, aproximaram-se de Jesus os discípulos, perguntando: Quem é, porventura, o maior no reino dos céus? E Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles. E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não tornardes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus. Portanto, aquele que se humilhar como esta criança, esse é o maior no reino dos céus."
Depois pergunte: Quem é o maior no Reino dos Céus? Eles vão dizer provavelmente que é Jesus. Então pergunte: Por que Jesus é o maior no Reino dos Céus? Espere as respostas e conclua! Ele é o maior do Reino dos Céus porque ele foi o mais humilde entre todos os seres de todo o Universo primeiro porque Ele desceu de seu trono, se despiu de seu poder para se tornar homem, por isso "Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus," (Fp 2.6) em outra tradução mais completa diz assim “O qual, sendo em forma de Deus, não achou que ter igualdade com Deus fosse algo de que devesse apossar-se.” E uma terceira versão, a católica, diz: “O qual, sendo em forma de Deus, achou não ser roubo ser igual a Deus”.

Encerrando: Diga aos alunos que, Neemias era uma homem humilde e que não se utilizou do benefício de ser governador só para mandar desenfreadamente, mas utilizou sua autoridade para chamar todos a adorarem a Deus no dia do Senhor, para buscarem conhecê-lo, refletindo sobre a semana em detrimento do dia de encontro do Senhor. Claro que hoje não guardamos o sábado e quem o guarda não comete nenhum pecado, nem podemos condenar quem guarda, nem tampouco quem guarda condenar quem não guarda o sábado, o que devemos saber é que nossas vidas devem ser uma inteira reflexão sobre as coisas de Deus! Amém!
Postado no Blog Escola Bíblica Dominical Estudo e Orientações:

sábado, 17 de dezembro de 2011

A IGREJA NÃO PRECISA DE DONOS OU ESTRELAS.


Ela carece de servos eficazes, longe dos holofotes


"Respondeu-lhe Felipe: Duzentos denários de pão não lhes bastam, para que cada um receba um pouco. Ao que lhe disse um dos seus discípulos, André, irmão de Simão Pedro: Está aqui um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas que é isto para tantos?– João 6.7-9

Filipe e André são discípulos de Jesus com nomes gregos significativos: “amigo dos cavalos” e “homem”. Um voltado para animais e outro para pessoas. Ambos são mais de bastidores que da linha de frente. São mencionados sempre em papéis secundários, e nunca propriamente de comando.

André é uma figura fantástica. Viveu nos bastidores e à sombra do irmão, Pedro, que ele levou a Jesus. Sempre com uma palavra positiva e colaborando para decisões. No episódio em tela, Jesus levanta a questão: onde arranjar comida para tanta gente? Já decidiu o que fará, mas experimenta os discípulos. Se foi um teste, do ponto de vista de Recursos Humanos, Filipe foi reprovado e André foi aprovado.
Quando Jesus traz o problema a Filipe, este o agrava: sete meses de salário de um trabalhador não bastariam. Filipe dramatiza o problema. André aponta numa direção. Não chega a dar uma resposta, mas devolve o problema para o Senhor, após mostrar alguma coisa. E a pista de André é assumida imediatamente por Jesus, que age a partir de sua sugestão. Se fosse se lastrear na palavra de Filipe, Jesus apenas teria o problema com cores mais vívidas.
Há gente que nunca tem soluções, e sempre aumenta os problemas. Há gente que busca soluções. E há dois aspectos mais que são elucidativos no estilo de André. O primeiro é que a conversa é entre Jesus e Filipe. Mas André se envolve. Aquilo é com ele também. Ele faz parte do grupo. Problema do grupo é problema dele. Quantos se omitem e acham que o problema é dos outros! Sempre têm uma palavra crítica e desalentadora. Não somam. Aumentam a dificuldade.
O segundo é que André vira um menino com um lanche. No meio de uma multidão ele viu um menino e seu lanchinho. Vê e valoriza as coisas pequenas. Deus diz para não desprezarmos as coisas pequenas (Zc 4.10). Coisas pequenas se tornam grandiosas nas mãos de Deus. Nem devemos desprezar as pessoas pequenas. Muitos pastores, missionários e obreiros de valor foram chamados por Deus quando eram crianças.
André é discípulo dos bastidores. Mas se envolve. A coisa é com ele, é dele e ele faz parte do todo. Não censura nem se queixa. Apresenta soluções. Vê a obra de Jesus como sendo algo que lhe diz respeito. E valoriza coisas pequenas.
A vida do homem dos bastidores foi fantástica. Missionário, chegou à Cítia, por isso é o padroeiro da Rússia. É o padroeiro da Escócia, porque teria chegado lá com o evangelho. Assim, a Igreja Anglicana comemora seu dia de missões em 30 de novembro, dia de Santo André. Morreu crucificado na Acaia, Grécia, para onde voltou. Sua agonia durou dias e ele foi posto em uma cruz em forma de x, a cruz de Santo André, o que explica o brasão da cidade deste nome no ABC Paulista. Durante a sua agonia, exortava as pessoas que vinham ver o espetáculo de sua morte a entregarem a vida a Jesus. Evangelizou até morrer.
Um homem dos bastidores, atento, dedicado e consagrado. Envolvia-se com a obra de Jesus e mostrou isso servindo até a morte. Filipe não foi um inútil. Deus o usou. Mas André é o tipo de crente que as igrejas necessitam. Há donos demais nas igrejas. E servos de menos. André é servo. Sem holofote, mas homem leal e útil. Imitemos André.
Postado no Blog Assem-Bereia de Deus:
http://kedsonni.blogspot.com/2011/12/igreja-nao-precisa-de-donos-ou-estrelas.html

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

10 MANEIRA DE IDENTIFICAR UM FARISEU


Mas a pergunta que não quer calar é: você é um fariseu? Tem tendências a isso? Será?  
por Zé Luís



No meio cristão é usual associarmos a hipocrisia com o que chamamos “fariseu”, já que era Jesus quem denunciava-os publicamente dessa forma, sem se importar com a influência política que esses líderes religiosos da época tinham, a ponto de poderem conseguir penas capitais através do Estado dominante - no caso, Roma – como a crucificação, por exemplo. Fariseus tinham apoio público para seus atos, inquestionáveis, e exerciam a posição mais poderosa deste mundo: ministravam diretamente ao Deus Altíssimo, criador dos Universos.

1. Boas intenções originais justificando atos ruins

A seita dos fariseus surgiu em uma época anterior ao nascimento de Cristo, na época dos Macabeus – vide livros apócrifos na bíblia católica – quando a influência da religião helênica romana começava a trazer elementos à religião judaica (como o uso de imagens representando deuses) que descaracterizaram a Lei Mosaica, patrimônio nacional. Defender a manutenção dos valores da Lei era, além de apologia religiosa, garantia de que o Judaísmo não seria contaminado com abominações como a Idolatria.

Essa luta apologética pela preservação das Escrituras foi o marco inicial do grupo. Não demorou muito para que essa seita, que migrou para partido político, começasse a abandonar a força original, já que a liderança era passada de pai para filho, e os mesmo nem sempre tinham a mesma perseverança de seus antepassados, mas usando do prestígio do passado para se manter a frente, no poder.

2. A organização em nome de Deus é mais importante que Deus.

Jesus denunciou isso sistematicamente, não respeitando líderes daquele grupo por serem gente bem colocada socialmente. O mestre pedia contas a eles pelas responsabilidades que tinham em mãos, questionando a postura egocêntrica quando usavam de suas posições para beneficiar-se. O uso de retóricas religiosas para justificar atos perversos, e a incorporação desses atos como regras a serem usadas em benefício próprio, mesmo quando isso não é compatível com os preceitos no qual, originalmente, se propôs quando ingressou na organização é típicamente farisáica. A tradição de um sistema, mesmo que claramente perverso, para um fariseu, é mais importante do que a religião defende.

3. Não existir policiamento para quem faz policiamento é uma benção

Um dos detalhes que mais aborreciam o Mestre era o fato dos fariseus “aperfeiçoavam” cada vez mais as Leis e não às cumpriam. 

Era comum entre os “rabinos” a discussão sobre determinados pontos da lei, como por exemplo, o cumprimento do sábado sagrado: Se um discípulo, quando questionado sobre quanto se pode caminhar em um Sabath respondesse 10 quilômetros , e outro 2 quilômetros, aquele que deu uma margem mais “dura” era tido como um bom discípulo, enquanto o que dava uma distância menor era tido como “liberal”, um “abolicionista da Lei”. Jesus acusava-os de inventar preceitos rígidos, fardos pesados, para cobrar dos outros o cumprimento, mas nem de longe cumpriam. Uma regra mais justa é melhor elaborada quando o próprio policiamento se policia. Isso pareceria muito mais com misericórdia, sentir a dor alheia.

4. Inventar regras para evitar debates:

A interpretação da Lei com textos fora de contexto - assim como fazem com a Graça hoje – muitas vezes foi artifício montado para evitar questionamentos de mentes mais ávidas. Jesus questionou essa postura e - sendo conhecedor da Lei ( que Ele mesmo criou) – não dava brecha para esse tipo de invenção. O messias, não saindo do contexto e não estando atado a proteção de nenhuma organização religiosa, explanava as reais razões e motivações que originavam a criação da Lei. O Legalismo ainda hoje é uma forma eficaz de calar bocas, embora não passe de falácia.

5. Máscaras

A aparência na vida de um fariseu é primordial. Diferente de um político – que necessita da projeção para ganhar votos – o religioso, que tinha seu cargo assegurado por ser de descendência, exige que os lugares de honra, assim como exige que os que vivem a sua volta o tenham como uma espécie de ser sagrado, o que Jesus nunca fez. 

6. Em nome da proteção da Lei, ele quebrará a Lei.

Está escrito “Não matarás”, “Não dará falso testemunho”, mas para calar a boca de Deus, os fariseus ignoram fatos e quebram o Mandamento, não explicitamente, mas com a desculpa de que, na verdade, estão destruindo o inimigo da Lei. Pregadores da Justiça cometendo injustiças para que a suposta Justiça prevaleça.

7. Fariseus perdem o foco sempre que sua teologia é confrontada.

Kemuridama é um artificio ninja para escapar de determinados confrontos, uma pequena explosão de fumaça que oculta a fuga do guerreiro. Jesus – e mesmo o apóstolo Paulo – usou a “ressurreição” como kemuridama quando estava entre fariseus e saduceus, grupos de pensamento contrário sobre o assunto, deixando de ser o foco de ataque, deixando que se engalfinhassem com suas infrutíferas discussões sobre o sexo dos anjos.


Paulo conhecia o artifício tão bem que alertou contra ele, quando soube que haviam alguns assumindo linhas “teológicas” de Apolo, Pedro ou Paulo. “estaria Jesus dividido?”. Ainda pode-se ver hoje discussões acaloradas sobre a compreensão adotada (vide Calvinismo x Arminianismo).


8. Seguir a Lei só quando é conveniente.

Por tradição, o filho do sacerdote do templo deveria assumir o sacerdócio e cumprir toda a Lei. Na época de Jesus, o sacerdote herdeiro não estava no templo, mas no deserto, não tinha vestes sacerdotais, mas pele de camelo, substitui a alimentação levítica por gafanhotos e mel. João Batista era filho de Zacarias, mas quem estava no comando dos “negócios” do templo era dois parentes, Anás e Caifás, genro e sogro. Se houvesse zelo como defendiam aqueles fariseus, certamente não assumiriam a posição que não lhes pertencia, nem quebraria a preciosa tradição, já que existe apenas um sumo-sacerdote, e não dois, intercalando-se ano a ano. A necessidade de projeção social fez com que fizessem vistas grossas àquela situação óbvia, e ignorar a Lei aqui seria prejudicial.


Muitas igrejas mantém regras obviamente erradas para manter em beneficio aqueles que a criaram, apesar de serem nitidamente injustas e incondizentes com o Cristianismo que buscam defender.


9. Por trás da aura angelical, ira belicosa.

Todo fariseu posta certo ar de equilíbrio quase zen-budista. Isso dá segurança aos que veem como referência espiritual. Isso é uma arte Alguns exageram, ficam com trejeitos estranhos, esquisitisses. Na intimidade, são pessoas comuns, até agressivas, e algumas até perversas. Isso é comum quando a necessidade da aparência suplanta a necessidade intima de conversão.

10. Mentiras em nome de Deus

Um fariseu conhece a Palavra, isso é fato. Somando-se a sua aparência de legítima santidade e o reconhecimento público de suas insignias, uma mentira ou outra, usadas por “causa justa” jamais serão questionadas. Quem, em sã consciência questionaria um servo de Deus e correr o risco de ser fulminado pelos céus por petição desse servo? 


Mentiras ajudam a manter o rebanho, reforçam verdades universais com pequenas distorções benéficas aos cofres, colaborando na manutenção e expansão do reino (com letra minúscula mesmo).



É a forma mais rápida de se atuar em nome de Deus quando o Espírito não tem mais vez nas escolhas da comunidade.

Postado no Blog Andando na Graça:
http://andandonagraca.blogspot.com/2011/12/10-maneiras-de-identificar-um-fariseu.html