WEB RÁDIO JESUS A VIDA

sábado, 22 de setembro de 2018

DIREITO DA POSSE DE ARMA REDUZ CRIMINALIDADE, AFIRMA HARVARD

Quanto mais armas os indivíduos de uma nação têm, menor é a criminalidade...


Direito da posse de arma reduz criminalidade, afirma Harvard
Os recentes acontecimentos em Ottawa, Canadá, comprovam, pela enésima vez, que controle de armas serve apenas para deixar uma população pacífica ainda mais vulnerável. O desarmamento não apenas deixa uma população menos livre, como também a deixa menos segura.  E não existe liberdade individual se o indivíduo está proibido de se proteger contra eventuais ataques físicos.  Liberdade e autodefesa são conceitos totalmente indivisíveis.  Sem o segundo não há o primeiro.
Respeitar o direito de cada indivíduo poder ter armas de fogo ainda é a melhor política de segurança, como os fatos listados abaixo mostrarão.  Já restringir, ou até mesmo proibir, o direito de um indivíduo ter uma arma de fogo o deixa sem nenhuma defesa efetiva contra criminosos violentos ou contra um governo tirânico.
A Universidade de Harvard, que não tem nada de conservadora, divulgou recentemente um estudo que comprova que, quanto mais armas os indivíduos de uma nação têm, menor é a criminalidade.  Em outras palavras, há uma robusta correlação positiva entre mais armas e menos crimes.  Isso é exatamente o oposto do que a mídia quer nos fazer acreditar.
Mas o fato é que tal correlação faz sentido, e o motivo é bem intuitivo: nenhum criminoso gostaria de levar um tiro.
Se o governo de um país aprova um estatuto do desarmamento, o que ele realmente está fazendo é diminuindo o medo de criminosos levarem um tiro de cidadãos honestos e trabalhadores, e aumentando a confiança desses criminosos em saber que suas eventuais vítimas — que obedecem a lei — estão desarmadas.
A seguir, 20 fatos pouco conhecidos que comprovam que, ao redor do mundo, mais armas deixam uma população mais segura.


01) Um estudo publicado pela Universidade de Harvard — Harvard Journal of Law & Public Policy — relata que países que têm mais armas tendem a ter menos crimes
02) Ao longo dos últimos 20 anos, as vendas de armas dispararam nos EUA, mas os homicídios relacionados a armas de fogo caíram 39 por cento durante esse mesmo período.  Mais ainda: “outros crimes relacionados a armas de fogo” despencaram 69%.
03) Ainda segundo o estudo da Harvard, os nove países europeus que apresentam a menor taxa de posse de armas apresentam taxas de homicídios que, em conjunto, são três vezes maiores do que as dos outro nove países europeus que apresentam a maior taxa de posse de armas.
04) Quase todas as chacinas cometidas por indivíduos desajustados nos Estados Unidos desde 1950 ocorreram em estados que possuem rígidas leis de controle de armas.
Com uma única exceção, todos os assassinatos em massa cometidos nos EUA desde 1950 ocorreram em locais em que os cidadãos são proibidos de portarem armas.  Já a Europa, não obstante sua rígida política de controle de armas, apresentou três dos seis piores episódios de chacinas em escolas.
05) Os EUA são o país número 1 do mundo em termos de posse de armas per capita, mas estão apenas na 28ª posição mundial em termos de homicídios cometidos por armas de fogo para cada 100.000 pessoas.
06) A taxa de crimes violentos nos EUA era de 757,7 por 100.000 pessoas em 1992.  Já em 2011, ela despencou para 386,3 por 100.000 pessoas.  Durante esse mesmo período, a taxa de homicídios caiu de 9,3 por 100.000 para 4,7 por 100.000.  E, também durante esse período, como já dito acima, as vendas de armas dispararam.
07) A cada ano, aproximadamente 200.000 mulheres nos EUA utilizam armas de fogo para se proteger de crimes sexuais.
08) Em termos gerais, as armas de fogo são utilizadas com uma frequência 80 vezes maior para impedir crimes do que para tirar vidas.
09) O número de fatalidades involuntárias causadas por armas de fogo caiu 58% entre 1991 e 2011.
10) Apesar da extremamente rígida lei desarmamentista em vigor no Reino Unido, sua taxa de crimes violentos é aproximadamente 4 vezes superior à dos EUA.  Em 2009, houve 2.034 crimes violentos para cada 100.000 habitantes do Reino Unido.  Naquele mesmo ano, houve apenas 466 crimes violentos para cada 100.000 habitantes nos EUA.
11) O Reino Unido apresenta aproximadamente 125% mais vítimas de estupro por 100.000 pessoas a cada ano do que os EUA.
12) Anualmente, o Reino Unido tem 133% mais vítimas de assaltos e de outras agressões físicas por 100.000 habitantes do que os EUA.
13) O Reino Unido apresenta a quarta maior taxa de arrombamentos e invasões de residências de toda a União Europeia.
14) O Reino Unido apresenta a segunda maior taxa de criminalidade de toda a União Europeia.
15) Na Austrália, os homicídios cometidos por armas de fogo aumentaram 19% e os assaltos a mão armada aumentaram 69% após o governo instituir o desarmamento da população.
16) A cidade de Chicago havia aprovado uma das mais rígidas leis de controle de armas dos EUA.  O que houve com a criminalidade?  A taxa de homicídios foi 17% maior em 2012 em relação a 2011, e Chicago passou a ser considerada a “mais mortífera dentre as cidades globais“.  Inacreditavelmente, no ano de 2012, a quantidade de homicídios em Chicago foi aproximadamente igual à quantidade de homicídios ocorrida em todo o Japão.
17) Após essa catástrofe, a cidade de Chicago recuou e, no início de 2014, voltou a permitir que seus cidadãos andassem armados.  Eis as consequências:  o número de roubos caiu 20%; o número de arrombamentos caiu também 20%; o de furto de veículos caiu 26%; e, já no primeiro semestre, a taxa de homicídios da cidade recuou para o menor nível dos últimos 56 anos.
18) Após a cidade de Kennesaw, no estado americano da Geórgia, ter aprovado uma lei que obrigava cada casa a ter uma arma, a taxa de criminalidade caiu mais de 50% ao longo dos 23 anos seguintes.  A taxa de arrombamentos e invasões de domicílios despencou incríveis 89%.
19) Os governos ao redor do mundo chacinaram mais de 170 milhões de seus próprios cidadãos durante o século XX (Stalin, Hitler, Mao Tsé-Tung, Pol Pot etc.).  A esmagadora maioria desses cidadãos havia sido desarmada por esses mesmos governos antes de serem assassinados.
20) No Brasil, 10 anos após a aprovação do estatuto do desarmamento — considerado um dos mais rígidos do mundo —, o comércio legal de armas de fogo caiu 90%.  Mas as mortes por armas de fogo aumentaram 346% ao longo dos últimos 30 anos.  Com quase 60 mil homicídios por ano, o Brasil já é, em números absolutos, o país em que mais se mata.
Quantas dessas notícias você já viu na mídia convencional, que dá voz apenas a desarmamentistas?
Armas são objetos inanimados, tão inanimados quanto facas, tesouras e pedras.  Costumes, tradições, valores morais e regras de etiqueta — e não leis e regulações estatais — são o que fazem uma sociedade ser civilizada.  Restrições sobre a posse de objetos inanimados não irão gerar civilização.
Essas normas comportamentais — as quais são transmitidas pelo exemplo familiar, por palavras e também por ensinamentos religiosos — representam todo um conjunto de sabedoria refinado por anos de experiência, por processos de tentativa e erro, e pela busca daquilo que funciona.  O benefício de se ter costumes, tradições e valores morais regulando o comportamento — em vez de atribuir essa função ao governo — é que as pessoas passam a se comportar eticamente mesmo quando não há ninguém vigiando.  Em outras palavras, é a moralidade a primeira linha de defesa de uma sociedade contra comportamentos bárbaros.
No entanto, em vez de se concentrar naquilo que funciona, os progressistas desarmamentistas querem substituir moral e ética por palavras bonitas e por leis de fácil apelo.
Por último, vale um raciocínio lógico: quem é a favor do desarmamento não é contra armas, pois as armas serão necessárias para se desarmar os cidadãos.  Logo, um desarmamentista nunca será contra armas — afinal, ele quer que a polícia utilize armas para confiscar as armas dos cidadãos.
Consequentemente, um desarmamentista é necessariamente a favor de armas.  Mas ele quer que apenas o governo (que, obviamente, é composto por pessoas honestas, confiáveis, morais e virtuosas) tenha armas.

Conclusão: nunca existiu e nem nunca existirá um genuíno ‘desarmamento’.  Existe apenas armamento centralizado nas mãos de uma pequena elite política e dos burocratas fardados que protegem os interesses dessa elite.

Participaram desse artigo:
Walter Williams, professor honorário de economia da George Mason University e autor de sete livros.  Suas colunas semanais são publicadas em mais de 140 jornais americanos.

Ron Paul, médico e ex-congressista republicano do Texas. Foi candidato a presidente dos Estados Unidos em 1988 pelo Partido Libertário e candidato à nomeação para as eleições presidenciais de 2008 e 2012 pelo partido republicano.
É autor de diversos livros sobre a Escola Austríaca de economia e a filosofia política libertária como Mises e a Escola Austríaca: uma visão pessoal, Definindo a liberdade, O Fim do Fed – por que acabar com o Banco Central (2009), The Case for Gold (1982), The Revolution: A Manifesto (2008), Pillars of Prosperity (2008) e A Foreign Policy of Freedom (2007).
O doutor Paul foi um dos fundadores do Ludwig von Mises Institute, em 1982, e no ano de 2013 fundou o Ron Paul Institute for Peace and Prosperity e o The Ron Paul Channel.

Stefan Molyneux, ex-empresário do ramo de software, hoje se dedica inteiramente à filosofia. Já escreveu sete livros, todos disponíveis em seu website.

Michael Snyder, colunista do blog Economic Collapse.
Imagem via Shutterstock


Postado do Portal Epoch Time:

Resultado de imagem para epoch times

                

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

APENAS PARA CRISTÃOS DE VERDADE: LEIA E MEDITE!

VOTO, Um Óleo sobre a cabeça. Considere os Textos na Palavra e Discirna.


Você Sabia?


17 Livros da Bíblia tem Capítulo 17 e versículo 17.

1) É na hora da Angústia que nasce um irmão. Provérbios 17:17.

2) Deus sempre prepara um Refúgio nos dias em que a maldade está prevalecendo. Jeremias 17:17.

3) Para um povo grande e forte, coisas boas sempre acontecerão. Josué 17:17.

4) Mesmo que o inimigo venha com um numeroso exército e com tranqueiras para destruir vidas, a sua força será anulada e não farão coisa alguma. Ezequiel 17:17.

5) O dia de trazer a vida, para um estado de morte que era irreversível. I Reis 17:17.

6) Não posso expor meus filhos a maldade, porque isso é mal aos olhos do Senhor. II Reis 17:17.

7) O Rei não Pode ser depravado e não pode ser corrupto. Deuteronômio 17:17

8) Estava a caminho o homem que  iria derrubar o gigante que afrontava a nação. I Samuel 17:17.

9) Davi é avisado sobre uma cilada que estava preparada, e escapou a tempo. II Samuel 17:17.

10)Deus exalta aquele que ninguém imaginava que seria exaltado. I Crônicas 17:17.

11) Eliada (Deus conhece),o Varão Valente, de Benjamim (O filho da minha direita). II Crônicas 17:17.

12) O que parecia ser impossível mudar, Deus mudou. Gênesis 17:17.

13 Tempo de uma geração incrédula e perversa, mas o negócio ia mudar. Mateus 17:17:

14) Só um estava disposto a glorificar a Deus. Lucas 17:17.

15) Se nos aproximarmos da Palavra de Deus, seremos santificados por ela, porque a Palavra é a Verdade. João 17:17.

16) Gálio (procônsul), viu um homem ser atacado e ferido na frente do seu tribunal, e não se incomodou com o que viu. Atos 17:17.

17) Quando desprezamos a Deus, Ele mesmo permite que o governante seja de acordo com os intentos dos homens que O desprezaram. Até que a Sua Palavra se cumpra. Apocalipse 17:17.

#Compartilhe


Texto extraído de Grupos de WhatsApp

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

“CARACTERÍSTICAS DE UM MERCENÁRIO” ... (SERÁ QUE SÃO MINHAS CARACTERÍSTICAS?)


“Refutemos com a Bíblia os ensinos e as práticas avarentas, bem como oremos para que o Senhor repreenda o venal.”


Características de um mercenário

Durante um de seus ensinos, Jesus afirmou aos seus discípulos que Ele era a “porta das ovelhas” (Jo 10.7). Além disso, arrogou a si o título de “bom pastor” (Jo 10.11). Todavia, alertou aos pupilos sobre a existência de mercenários. E é sobre estes que eu gostaria de discorrer neste texto.
O que vem a ser um mercenário? De acordo com o dicionário da Bíblia do Obreiro[1], Mercenário significa “aquele que trabalha apenas pelo salário”. Nesta definição, notemos a palavra “apenas”. Isto quer dizer que um mercenário trabalha exclusivamente para satisfazer os seus desejos avarentos, deixando de lado outros aspectos relacionados com o que esteja empenhando trabalho e tempo. Para o mercenário, o compromisso maior é com ele mesmo.
Sabendo disso, Jesus traçou um paralelo entre Ele e o mercenário. Ao fazer isso, o nosso Mestre apontou algumas características importantes que identificam um interesseiro dos bens alheios.
A primeira característica de um mercenário já foi explicada pelo seu próprio conceito, isto é, pessoa que investe tempo, trabalho e recursos em prol dos próprios interesses. Será que você não conhece algum líder que se encaixa direitinho nessa acepção? Alguns telepregadores servem-nos de exemplo. Basta ligarmos a TV e assistirmos, durante alguns minutos, a arte de conseguir dinheiro facilmente em seus programas.
A segunda marca identificadora de um mercenário é que ele “não é pastor” (Jo 10.12). Se ele não é pastor, sequer é um discípulo de Cristo, porque está exercendo uma função sem ser chamado e separado pelo Senhor Jesus: “E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores” (Ef 4.11). Por isso, quantos não estão em pecado!
O Senhor Jesus pontuou também a terceira característica de um venal: “de quem não são as ovelhas” (Jo 10.12). Se o mercenário não é pastor, logo não tem autoridade delegada por Deus para cuidar de uma igreja. Eis a explicação de muitas igrejas acabarem indo a bancarrota – pelo simples fato de terem como líder um mercenário.
A covardia também assinala a identidade desse interesseiro. Ele “vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge” (Jo 10.12). A ação do covarde deixa as ovelhas à mercê do lobo – que pode ser considerado outro tipo de líder que não vamos falar sobre ele aqui. Isso significa que as ovelhas (a igreja que está sendo “pastoreada”) ficam vulneráveis a falsos ensinos, a modismos litúrgicos e a uma vida descompromissada com o Evangelho de Cristo. Os novos conversos não amadurecem; tampouco os mais antigos na fé conseguem progredir espiritualmente (Hb 5.12).
Por fim, Jesus resume quem é, de fato, esse falsário: “Ora, o mercenário foge, porque é mercenário e não tem cuidado das ovelhas” (Jo 10.13). Por isso, podemos inferir que, na cabeça do mercenário, sempre soa a seguinte pergunta: “Para que cuidar das ovelhas, se o que realmente importa é viver do que elas podem me oferecer?”.
Portanto, amados, refutemos com a Bíblia os ensinos e as práticas desse avarento, bem como oremos para que o Senhor o repreenda!
NOTA
[1] Bíblia do Obreiro. Sociedade Bíblica do Brasil, 2014. Barueri, SP, p. 1588.

João Paulo Souza

33 anos; casado com Marcela Souza; servo do Senhor e Salvador Jesus Cristo. É pedagogo e pós-graduado em Coordenação Pedagógica.


Postado do Portal Gospel Prime:
Gospel Prime - Notícias, estudos bíblicos e música gospel!

https://artigos.gospelprime.com.br/caracteristicas-de-um-mercenario/

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

JUSTIÇA PROÍBE PT DE VEICULAR PROPAGANDA COM ATAQUES A IRMÃO LÁZARO















Toda a ferramenta preparada contra ti não prosperará, e toda a língua que se levantar contra ti em juízo tu a condenarás; esta é a herança dos servos do Senhor, e a sua justiça que de mim procede, diz o Senhor.  Isaías 54:17                                                                                                                                                                                                                                                                 

A Justiça Eleitoral determinou que a coligação do governador Rui Costa (PT), candidato à reeleição, retire do ar a propaganda que associa o candidato ao Senado Irmão Lázaro (PSC) ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e que o acusa de apoiar a prisão “injusta de Lula, sem crime e sem provas”. “Verifica-se, em exame perfunctório, que a coligação representada ultrapassa a mera informação política acerca do candidato adversário, visto que associa o fato do representante apresentar posição política de oposição ao atual governo estadual a fatos como chegada de Temer à presidência, aumento do desemprego e da pobreza e de apoio a uma prisão ‘sem crime e sem provas’, buscando induzir o eleitorado a pensar que o aspirante ao cargo de Senador Antonio Lázaro Silva teria ingerência direta nos fatos listados”, diz um trecho da decisão da juíza Carmem Lúcia Santos Pinheiro, do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA).


Caso a decisão não seja cumprida, a coligação do governador Rui Costa pagará multa diária de R$ 5 mil.
FONTE: POLÍTICA LIVRE
Jequié UrgentePostado do Blog Jequié Urgente:

https://www.jequieurgente.com/justica-proibe-pt-de-veicular-propaganda-com-ataques-a-irmao-lazaro/

terça-feira, 18 de setembro de 2018

SUJEITAM O POVO DE DEUS A LIDERANÇAS DESCARACTERIZADAS E RUDES E SE ESQUECEM QUE O SENHOR É O SUMO PASTOR.

Nepotismo Eclesiástico

ArtigosLuiz Fernando


nepotismo-eclesiasticoNepotismo (do latim nepos, neto ou descendente) é o termo utilizado para designar o favorecimento de parentes em detrimento de pessoas mais qualificadas, especialmente no que diz respeito à nomeação ou elevação de cargos.

Originalmente a palavra aplicava-se exclusivamente ao âmbito das relações do papa com seus parentes, mas atualmente é utilizado como sinônimo da concessão de privilégios ou cargos a parentes no funcionalismo público. Distingue-se do favoritismo simples, que não implica relações familiares com o favorecido.

Prática tão nefasta no serviço público que vem ganhando contornos de espiritualidade no meio cristão. Observo cada vez mais pastores praticando o nepotismo descaradamente. Fazem do ministério um meio de empregar seus filhos e parentes mais próximos. Vejo que o ministério pastoral virou um meio, não um ideal de vida. Para tentar ter domínio sobre uma igreja consagra-se grande número de parentes e sem o menor constrangimento.

Filhos de pastores que nunca souberam o que é trabalhar por uma hora sequer são consagrados a pastores para suceder seus pais quando estes deixarem o ministério. Muitas vezes filhos de pastores que possuem um passado conturbado, profano, que precisa ser escondido de qualquer maneira, assumem púlpitos com ares de santidade e vasto conhecimento. Assumem igrejas de portes razoáveis e dizem que Deus os chamou para o ministério. Irmãos, sobrinhos, genros e o que mais aparecer assumem a liderança da obra de Deus sem ao menos terem sido provados pela vida, igreja e por Deus. Se as igrejas fossem consultadas sobre tais consagrações nunca teriam aprovado tais atos. Muitos consagram seus filhos e parentes ao ministério pastoral como se fosse um negócio que passasse de pai para filho. Tratam a sucessão pastoral como se fosse coisa hereditária. Isso não é dinastia onde os sucessores pertencem à mesma família.

Tenho visto pastores chegando ao fim de suas vidas como Eli chegou ao fim da sua. Filhos que levam o povo de Deus ao erro e ao escândalo são alçados às lideranças e os pais com medo de submeterem a Deus a sucessão pastoral, usam do poder que lhes foi conferido para calar a voz da comunidade e da Bíblia. Sujeitam o povo de Deus a lideranças descaracterizadas e rudes e se esquecem que o Senhor é o Sumo Pastor.

Não sou contra filho de pastor receber chamado ministerial. Sou contra essa tendência pernóstica que se infiltrou no seio da igreja. Tal filho, tendo um chamado ministerial, que curse uma universidade, depois faça um mestrado e em seguida uma boa faculdade teológica. Que preencha os requisitos de I Timóteo e Tito, que não seja neófito, que goze de bom testemunho dos de fora, e que a igreja local, em sua maioria, reconheça tal chamado.

Anos atrás encontrei um pastor que havia cursado comigo o mesmo seminário. Ele me disse que havia insistido com seu filho para estudar e trabalhar, mas que o rapaz se recusava. Como última alternativa ele disse para o rapaz: “Então vá ser pastor”. Logo em seguida me perguntou o que eu achava disso. Eu lhe respondi do jeito que a coisa veio: “Seu filho é tão desqualificado quanto você. Tal pai tal filho”.

Virou mania no meio evangélico pastores dizer que existe uma unção especial sobre filhos de pastor. Outro dia, em uma reunião da ordem de pastores que freqüento, um pastor disse que Deus lhe havia dado uma revelação que todo filho de pastor era pastor. Nunca ouvi tal atrocidade como aquela. Revelações esdrúxulas e carnais como estas somente atrapalham o meio cristão. Tais revelações passam por cima da Revelação da Palavra. Filho de pastor que não for alcançado pela graça de Deus perecerá como perece o ímpio.

Alguém já disse no passado: “Deus não tem netos, somente filhos”. Mas que o Senhor se apiede de nós pastores e nos dê a graça de conduzir nossos filhos ao pleno conhecimento de Cristo. Que a igreja possa se submeter ao soberano Senhor e aceitar suas decisões. Que nós, pastores, sejamos mais fiéis no trato das coisas de Deus. Em Cristo, que não faz acepção de pessoas.

Soli Deo Gloria!


                                                                                              Postado do Blog Internauta Cristão:

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

CAPITÃO BOLSONARO CONVOCOU E O EXÉRCITO DE JEQUIÉ ATENDEU AO CONVITE: PARABÉNS BRAVOS GUERREIROS PELA MAIOR DEMONSTRAÇÃO DE CIVISMO DE SUA HISTÓRIA!



GRITO “EU VIM DE GRAÇA” ECOOU NAS RUAS DE JEQUIÉ EM ATO DE SOLIDARIEDADE A BOLSONARO


O grito “eu vim de graça” ecoou nas ruas de Jequié, neste domingo (16set18), durante o Ato em Solidariedade ao candidato a Presidente da República, Jair Bolsonaro. A frase, que foi repetida em muitos outros lugares do País, tem uma razão concreta para ser pronunciada por estes eleitores. Trata-se de uma cutucada a políticos acusados de terem desembolsado dinheiro para pagar pessoas que participaram de caminhadas na campanha eleitoral deste ano.
“Esta é uma manifestação espontânea, convocada pelas redes sociais, sem lista de presença, pressão de políticos, muito menos distribuição de combustível ou pagamento para manifestantes caminharem conosco”, esclareceu um dos organizadores do evento, que reuniu grande número de pessoas. “Estamos diante da maior manifestação política da história de Jequié. Aqui estão pessoas de todas as idades, posição social, sexo, religião. É o povo se manifestando livremente contra todo tipo de opressão”, reforçou outro, igualmente entusiasmado com a forte presença popular na carreata. 
O grupo se reuniu em frente ao “Aeroporto Vicente Grillo” de onde saiu em carreata percorrendo ruas do Jequiezinho, Av. César Borges, Centro e outras localidades. “Incrível a maneira como as pessoas nos saudavam por onde passamos, numa demonstração do quanto o povo anseia por uma mudança de verdade”, disse outro.


Fotos da Carreate em Jequié - A Maior de sua história!
https://www.facebook.com/sandoval.protestante/media_set?set=a.1896602017062425&type=3
By: Valter Sandoval O Protestante

Postado do Blog Jequié e Região:
Jequié e Região

http://jequieeregiao.com.br/site/2018/09/17/grito-em-vim-de-graca-ecoou-nas-ruas-de-jequie-em-ato-de-solidariedade-a-bolsonaro/